Entenda como funciona a Internet das Coisas e de que forma ela está mudando a rotina das pessoas.

Apesar de ter ganhado mais espaço na casa e na vida das pessoas nos últimos anos, há quem ainda não saiba o que significa Internet das Coisas. No entanto, a IoT tem ganhado cada vez mais adeptos no mundo todo, e é bom estar preparado para as mudanças que ela está trazendo.

Uma pesquisa realizada pela consultoria de análise de dados GlobalData revelou que o mercado de Internet das Coisas deve movimentar 30 bilhões de dólares na América Latina até 2023, e o Brasil é um dos mercados mais promissores no segmento. 

As aplicações da tecnologia variam desde as casas inteligentes, que contam com dispositivos domésticos conectados pela rede, até a automação de veículos. Assim,  a IoT tem feito com que o mundo físico e digital se tornem um só. Por isso, neste post, vamos explicar o significado de Internet das Coisas e como ela funciona: 

O que é a internet?

Antes de falarmos sobre o que é Internet das Coisas, vamos falar sobre a internet. Quando pensamos nela, é muito comum que nos venha à cabeça a palavra conexão. E isso tem um motivo, já que a origem da palavra vem do termo em inglês Interconnected Networks.

O conceito de internet começou a ser discutido no MIT (Massachusetts Institute of Technology), em 1962, por J.C.R. Licklider. A partir disso, foi criado o projeto militar ARPANET, que teve como objetivo criar redes de conexão e interligar laboratórios de pesquisa. 

Já em 1990, a internet começou a ser utilizada em larga escala para outros fins, como o lazer e o entretenimento.  Hoje, a tecnologia evoluiu e está cada vez mais sofisticada, integrando-se a utensílios do dia a dia, como os eletrodomésticos, o que é conhecido como Internet das Coisas. 

O que é Internet das Coisas?

A internet das coisas é uma tradução do inglês Internet of Things, ou IoT, que descreve um cenário em que diversas coisas estão conectadas e se comunicam entre si. Essa inovação tem como objetivo conectar os itens que usamos no dia a dia à rede de internet, fazendo com que o mundo físico se aproxime do digital.

O conceito de internet das coisas surgiu em 1999, quando Kevin Ashton, do MIT, propôs o termo. Dez anos depois, ele escreveu o artigo “As coisas da internet das coisas”. 

Segundo Ashton, a falta de tempo das pessoas gera a necessidade de se conectar à internet de novas maneiras, o que permite a criação de dispositivos que executem tarefas que não precisaríamos fazer. 

Esses dispositivos conversam por diferentes protocolos dentro da mesma rede, acompanham nossas atividades e armazenam informação. A partir daí, eles nos auxiliam no dia a dia, ajudando a otimizar e reduzir o uso de recursos naturais e energéticos. 

Como funciona a Internet das Coisas?

Agora que você já entendeu o que é IoT e como ela surgiu, chegou a hora de entender como essa tecnologia funciona. Para utilizar a Internet das Coisas, são necessários três pontos:

  • Dispositivos

Os dispositivos são aqueles que fazem parte do nosso dia a dia, como geladeiras, carros, lâmpadas, relógios, cafeteiras e televisão. É importante que eles sejam equipados com os itens certos para se comunicarem com os demais elementos. Esses itens podem ser chips, conexão com a internet, sensores e antenas.

  • Rede

A rede é o meio de comunicação e de conexão, que também já faz parte da rotina, pois são tecnologias como Wi-Fi, Bluetooth e dados móveis, como 3G, 4G e o 5G, que promete estimular ainda mais a inovação da Internet das Coisas devido a uma maior rapidez e conectividade

  • Sistema de controle 

Para que todos os dados capturados dos dispositivos pela rede sejam processados, eles são enviados para um sistema que controla cada aspecto e faz novas conexões. Esse sistema pode ser em nuvem ou, no caso de empresas, M2M (Machine-to-Machine), que é uma comunicação máquina a máquina. 

Aplicações da Internet das Coisas

Você pode até não ter percebido, mas já deve ter se deparado com a IoT em ação em algum lugar, seja por meio de filmes ou notícias. Isso porque essa inovação deixou de ser “coisa do futuro” e já é bastante utilizada para deixar as casas mais inteligentes. 

O Amazon Echo, por exemplo, é um dos dispositivos que utilizam a Internet das Coisas para automatizar tarefas domésticas, como apagar as luzes de casa ou tocar uma música.

Além disso, ela pode ser utilizada em geladeiras, para avisar quando algum item estiver em falta, ou em outros equipamentos, como micro-ondas, câmeras de segurança e máquinas de lavar.

No entanto, há uma grande variedade de aplicações da tecnologia que podem atender tanto às necessidades de uma família quanto tornar as cidades mais sustentáveis e inteligentes, como é o caso de Tóquio, Londres e Barcelona. Confira abaixo o que é Internet das Coisas em exemplos:

Negócios

A Internet das Coisas pode ser aplicada tanto em pequenas lojas ou mercados como em grandes empresas, já que ela pode ser útil em áreas como vendas, atendimento ao cliente e até administração.

Saúde

Na área da saúde, diversos sistemas podem ser desenvolvidos para melhorar a vida de pacientes. Com a ajuda dos dispositivos conectados, médicos poderão acessar informações, histórico e administração de medicamentos para acompanhar o estado físico e pressão cardíaca das pessoas que atendem. 

Agropecuária

A agropecuária é uma das áreas mais beneficiadas pela Internet das Coisas, já que, a partir desta tecnologia, é possível fazer uma irrigação inteligente do solo de forma automática, identificar pragas e doenças, e criar estufas inteligentes, que produzem alimentos de forma automatizada. 

Entretenimento

Além de proporcionar experiências únicas e mais imersivas para o usuário, a IoT pode auxiliar no gerenciamento de dados dos consumidores. Assim, a partir de sensores incorporados aos aparelhos, empresas do setor poderão criar anúncios mais personalizados, que conversam com interesses específicos de cada pessoa.  

Entenda mais sobre Internet das Coisas no nosso blog 

Você gostou de saber mais sobre o que significa Internet das Coisas e como funciona? Em nosso blog, você encontra diversos conteúdos sobre a tecnologia e pode conferir de que forma ela está sendo utilizada.