Confira as principais linguagens de programação

Calendário01/02/2021 - Atualizado em 03/02/2021

linguagem de programação

Confira as principais linguagens de programação

As linguagens de programação estão presentes em todo o universo da internet e da tecnologia, desde um site para sua marca, aplicativos, jogos digitais até inteligência artificial. Por meio das linguagens de programação, é possível “dar instruções” a um dispositivo e fazer com que ele execute diversos processos. Essas linguagens permitem que os computadores processem de forma rápida e eficiente faixas grandes e complexas de informações.

Por que aprender programação?

Assim como existem muitas linguagens humanas, como o português, o inglês e o espanhol, há mais de 600 linguagens de programação que os desenvolvedores podem usar para se comunicar com um computador. 

Apesar da grande variedade, as linguagens de programação podem ser divididas em cinco tipos principais: procedural (BASIC, HTML, SQL), funcional (Erlang, Lisp), orientada a objetos (C++, PHP, Ruby), script (Python, Java Script) e lógica (Datalog). 

A razão mais óbvia para aprender programação é estar preparado para o mercado de trabalho — e para o mundo. Como Mitchel Resnick, famoso físico e professor do MIT, disse em entrevista: "em um mundo repleto de tecnologia, quem não aprender a programar será programado". 

Bem como não é necessário ser um gênio para aprender a ler e a escrever, também não é necessário ser um gênio para aprender a programar. Além disso, aprender uma nova habilidade é sempre um bom investimento! Neste artigo, você vai conferir as principais linguagens de programação e as principais diferenças entre elas. 

Lógica de programação

A lógica de programação é amplamente baseada na lógica formal.  A lógica, por sua vez, é a técnica usada para desenvolver instruções em uma sequência para atingir determinado objetivo. Ou seja, a organização coerente das instruções do programa com um fim. 

Para isso, as instruções são planejadas no formato de um algoritmo, que é a própria sequência de instruções. As principais famílias de algoritmos e lógica de programação incluem Prolog, Answer Set Programming (ASP) e Datalog. Em todas essas linguagens, as regras são escritas na forma de cláusulas. 

PHP Frameworks

Entre os diversos frameworks existentes no mercado, existe o PHP Frameworks, que auxilia os desenvolvedores que programam na linguagem PHP. Os principais PHP Frameworks são o PHP Zend, o Codelgniter e o Laravel. 

O PHP Zend é de código aberto e utiliza a arquitetura MVC (Model View Controller). Para usar o Zend, você precisa ter um bom domínio de programação orientada a objetos.

Também com arquitetura MVC, o CodeIgniter possui uma ótima documentação — o que facilita o aprendizado e diminui o tempo de entrega de uma aplicação ou feature.  Já o Laravel é um ótimo ponto de partida para quem está aprendendo, pois possui baixa complexidade. 

Python

A programação em Python é extremamente simples e fácil de aprender. O que contribui para a sua simplicidade é a fonte livre e aberta, o alto nível, o fato de ser uma linguagem interpretada e a comunidade envolvida, o que gera uma grande biblioteca Python compartilhada.

A linguagem é utilizada para computação gráfica, Inteligência Artificial e Big Data. Também possui uma matriz de frameworks para desenvolver de websites, sendo os mais populares: Django, Flask, e Pylons. Além disso, o Python é suportado pela maioria das plataformas presentes no mercado: Windows, Linux, Macintosh, Solaris, Playstation e entre outros.

Golang

Criado pelo Google, o Golang é uma linguagem de programação de código aberto cujo foco principal é a produtividade, o que é essencial para quem atua com multiplataforma.

Popularmente chamado de linguagem Go, o Golang se diferencia das demais linguagens de programação por ser compilado em linguagem de máquina. Algumas das vantagens do Golang é aceitar programação funcional, suportar funções anônimas e as de primeira classe. Também é uma linguagem segura, moderna e fácil de ler.

O Go é utilizado quando o assunto é Data Science (Ciência dos Dados), decorrente do jeito com que ele trata os erros em nível superior e a facilidade em se “debugar”.

Elixir

De origem brasileira, a linguagem Elixir é executada na máquina virtual do Erlang, desenvolvido pela Ericsson. Seu código é executado por meio de processos isolados. 

Essa questão do Elixir aumenta a eficiência no uso de recursos disponíveis pelas máquinas; e o Polimorfismo, que consiste na capacidade de assumir diferentes formas.

A linguagem de programação Elixir ganhou destaque porque passou a ser adotada em grandes soluções: é a linguagem utilizada pelo aplicativo de mensagens WhatsApp! Com ele, é possível executar códigos com comandos e funções em tempo real. Isso é muito bom para quem está aprendendo a programar. 

Dart

Também criado pelo Google, a linguagem Dart é altamente versátil, podendo ser utilizada no desenvolvimento de aplicativos mobile e desktop, scripts e back-end.

O Dart é uma linguagem de programação orientada a objetos, utilizando mais de uma plataforma. Cada uma traz os recursos necessários para se desenvolver em cada um dos diferentes ambientes.

Para quem está interessado em aprender esta linguagem, a dica é utilizar uma ferramenta open source que roda em qualquer navegador e foi desenvolvida especialmente para essa finalidade: o DartPad. 

C-sharp

Desenvolvida pela Microsoft para ser utilizada juntamente com a sua plataforma “.net”, a programação C-sharp se destaca por ser simples e moderna. Com ela, é possível criar aplicativos cliente-servidor, serviços web XML, componentes distribuídos e aplicativos de banco de dados. 

Também reconhecida pela sigla “C#”, a linguagem de programação C-sharp utiliza o conceito de máquina virtual. Trata-se do CLR (Common Language Runtime), que é uma espécie de computador virtual que gerencia a execução de programas que utilizam a plataforma “.net”. 

Conclusão

Como você percebeu, existem diversas linguagens e todas possuem vantagens e desvantagens. Por isso, ao decidir qual linguagem de programação aprender, é importante não se deixar levar por tendências: as melhores linguagens para aprender em 2021, provavelmente, são as mesmas que foram melhores para aprender em 2020 e 2019! 

Outro ponto importante é conhecer o mínimo das principais linguagens de programação, como C-sharp, Phython, entre outras. Se você sabe como e por que uma linguagem foi desenvolvida, você pode: 

  • Escolher a melhor maneira de fazer uma determinada tarefa;
  • Entender mensagens de erro “estranhas”;
  • Compreender e diagnosticar comportamentos inesperados,
  • Entender as implicações de desempenho de fazer as coisas de uma maneira e não de outra.

Ao iniciar sua jornada na programação, somente você poderá responder à pergunta sobre a melhor linguagem de programação a aprender. Faça sua seleção com base em seus interesses e nos projetos que deseja participar.  

Lembre-se de que conhecer as ferramentas que você possui à disposição é um grande diferencial no mundo em que vivemos. Se antigamente esperávamos por departamentos especialistas em tecnologia para desenvolver soluções, hoje já não é mais assim. 

Independentemente do objetivo, aprender programação é se desenvolver multidisciplinarmente. Isso porque requer colocar em prática uma série de habilidades de lógica, matemática e inglês. 

Para Resnick, "programar estimula você a praticar sua criatividade e a desenvolver novas formas de se expressar". Quando você começa a aprender a programar, desenvolve o hábito de trabalhar num formato muito estruturado. Você começa a pensar logicamente, e isso dá origem a soluções muito criativas.

Além disso, o conhecimento em programação traz um pensamento voltado à solução de problemas e, como qualquer habilidade, é necessário dedicação e persistência. 

A habilidade de resolução de problemas é o coração da programação. Esse aprendizado trata de “dividir os problemas em pedaços menores”, usando sua própria lógica. Por isso que a programação ensina — e muito — a entender o mundo! A programação nos ajuda a resolver os problemas que encontramos todos os dias. 

Essa é a melhor coisa que você pode fazer para ajudar a mudar o mundo: parar de desistir de situações difíceis. Você aprende a tentar uma e outra vez e acaba se tornando paciente, pois sabe que sempre há uma solução. 

Steve Jobs estava certíssimo quando disse que “Todas as pessoas do mundo deveriam aprender a programar um computador, porque isso nos ensina a pensar”, né? 

A tecnologia está incorporada em todos os lugares e não há dúvida de que se tornou parte de nossa vida diária. Contudo, poucas pessoas sabem o que está acontecendo por trás de tantos códigos e números. 

Uma pesquisa realizada em 2018, pela Universidade de Harvard, mostrou que até 2025 haverá cerca de 1,4 milhões de vagas de emprego na área da tecnologia, mas apenas 400 mil pessoas serão capazes de programar. Esta pode ser uma grande oportunidade para se destacar no mercado de trabalho, mesmo que você não seja um profissional da área da tecnologia da informação. 

Lembra que no começo do artigo, comentamos que não precisa ser gênio para aprender a programar? É isso mesmo! Você pode começar a programar de forma autônoma, buscando cursos de introdução à lógica de programação ou programação para iniciantes. 

Aqui na HostGator, também há diversos materiais que podem ajudá-lo a aprender a programar. Você pode começar pelo curso “Introdução ao Python”, disponível de forma gratuita pelo CollabPlay, plataforma de cursos da HostGator.

Mas não pare por aí! No CollabPlay você encontra cursos com professores excelentes que compartilham seu conhecimento em uma experiência única e exclusiva de aprendizado. 

Contudo, lembre-se que programação não é uma questão de “máquinas” e sim de  humanidade.  A tecnologia, por meio da programação, é o que facilita a vida das pessoas: por meio de softwares, aplicativos, inteligência artificial e ciência de dados, tornando o mundo um lugar mais inclusivo.

Depois de todas essas vantagens, não dá pra negar que aprender a programar é essencial. Que tal começar agora? 

Sumário

Sumário

Sumário
Compartilhar