Mais guias especiais

Que assuntos você quer receber:

A confirmação da sua inscrição foi enviada para o seu e-mail

Agradecemos sua inscrição e esperamos que você aproveite nossos conteúdos!

CMS: tudo sobre CMS e qual escolher para sua empresa

Compartilhe:

Você sabe o que é CMS e como utilizar esse sistema? Gerencie os conteúdos do seu negócio e saiba escolher o CMS ideal para você!

A tecnologia é, com certeza, a principal aliada dos pequenos e médios empresários que querem crescer de forma rápida e consistente.

Se você trabalha vendendo algum tipo de produto ou serviço, com certeza vai precisar de um CMS para sua empresa. Isto é, um Content System Management, ou Sistema de Gerenciamento de Conteúdos.

Mas afinal, o que é um CMS e por que utilizá-lo? Confira tudo sobre esse tema a seguir e descubra como ter um CMS no seu negócio, e por quais motivos ter essa ferramenta será fundamental para conquistar os melhores resultados no mercado!

O que é CMS

CMS é uma sigla que significa Content System Management ou Sistema de Gerenciamento de Conteúdos Essa ferramenta pode ser comparada a um grande banco de dados para administrar conteúdos da sua empresa. 

Basicamente, um CMS serve para administrar conteúdos do site da sua empresa, mas ele pode funcionar para diversas outras tarefas. Com um CMS, é possível criar um blog ou uma loja virtual para o seu site, e administrar as informações que estão lá de forma rápida e simples. 

Imagine esse cenário: a cada pequena alteração que você quisesse fazer no seu site, como trocar um texto ou uma foto, você precisaria programar tudo na linguagem na qual o seu site foi desenvolvido, usando códigos de programação. Por fim, seria demorado e complicado, certo? 

Pois essa é a função do CMS: evitar esse tipo de trabalho e permitir que você edite e atualize o seu site de forma descomplicada, com uma interface amigável e sem precisar conhecer linguagens de programação. 

Características principais de um CMS

Um Sistema de Gerenciamento de Conteúdos funciona como um outro site onde você pode administrar o seu próprio site. Afinal, cada CMS funciona com base em uma linguagem de programação diferente, como HTML, Java ou PHP. 

Dentro de um CMS, você pode encontrar uma série de funcionalidades para implementar no seu próprio site, como:

  • Criação e edição de textos;
  • Adição de novas páginas;
  • Upload de mídias (fotos, vídeos);
  • Ferramentas para gerenciar seu e-commerce, caso você tenha um;
  • Plugins e extensões que podem ser adicionados ao site;
  • Entre outros. 

Se você tem como objetivo criar uma loja online ou investir em marketing de conteúdo para vender seus produtos ou serviços, deve ficar atento para escolher um bom CMS que atenda às necessidades da sua empresa. 

Por que ter um CMS é importante?

Ter um CMS traz muitas vantagens para empreendedores que administram um site. Alguns desses benefícios são, por exemplo, a facilidade no gerenciamento do site como um todo e a praticidade para adicionar funcionalidades novas como botões, pop-ups, vídeos, links para newsletters, etc.

Outro fator importante é que administrar o seu site com um CMS torna o site mais otimizado para SEO, que são os fatores que devem ser levados em consideração para rankeamento nos mecanismos de busca.

Aliás, sites com a otimização correta para SEO têm chances muito maiores de ocupar as primeiras posições de busca do Google, por exemplo.

Além disso, muitos CMS possuem versões gratuitas ou com valores bem acessíveis, o que já traz uma grande economia de custos para as empresas.

Também é muito fácil encontrar grupos e comunidades online para trocar dicas e tirar dúvidas sobre os tipos de CMS disponíveis no mercado. Portanto, é fácil encontrar suporte e ajuda para administrar o seu CMS. 

Conheça 5 CMSs e escolha o seu!

Atualmente o mercado já conta com muitas opções de CMS disponíveis para escolha dos usuários. Porém, existem diferenças entre eles, e por isso é importante conhecer bem cada um deles antes de escolher o seu. 

Antes de escolher o seu sistema, pesquise se o CMS tem, por exemplo, boas avaliações, se conta com suporte no Brasil ou um suporte internacional rápido e eficiente.

Além disso, certifique-se se atende às funcionalidades que você busca e procure buscar opiniões de quem já usou para saber como foi a experiência. 

CMS Magento

O CMS Magento é indicado para quem tem plataformas de ecommerce. Com ele, é possível criar uma loja virtual e incluir diversas opções de funcionalidades para os clientes, como páginas de campanhas e cupons de descontos.

No Brasil, o Magento vem ocupando cada vez mais espaço no mercado, competindo com grandes players, como o WooCommerce.

Esse sistema possui duas versões: a community que é gratuita e traz as funções básicas, e a enterprise, que têm recursos bem mais avançados e mais flexíveis, e pode ser uma boa opção para quem já tem um ecommerce mais consolidado.

Aliás, uma grande vantagem é que o Magento faz a integração com outros sistemas por meio de módulos, o que torna a experiência de uso muito mais simples.

É preciso ter cuidado e escolher um bom provedor de hospedagem para o Magento, pois este CMS trabalha com muitas informações de bancos de dados, e um provedor de hospedagem menos eficaz pode trazer prejuízos como deixar o site mais lento ou até fora do ar.

WordPress

O WordPress é o CMS mais popular do mundo. Também possui uma versão gratuita, e traz diversas funções para instalar plugins e extensões no site, por exemplo. Portanto, é uma plataforma fácil de utilizar, baseada em PHP e com uma interface bem intuitiva. 

Além disso, já oferece vários templates e temas prontos, portanto pode ser uma boa opção para quem não tem experiência com gerenciamento de sites e está buscando uma primeira alternativa que seja prática.

O WordPress também conta com uma comunidade muito grande ao redor do mundo, por isso é fácil encontrar informações para tirar dúvidas sobre ele. 

Outra grande vantagem é que o WordPress traz muitas funcionalidades para otimizar o seu site para SEO e torná-lo mais atraente para os mecanismos de busca.

Inclusive, muitas pessoas acham que otimizar um site para SEO é complicado e demorado, mas com o WordPress essa tarefa se torna muito mais rápida e automatizada.

CMS Joomla

O Joomla é um CMS semelhante ao WordPress, com funcionalidades parecidas e que também pode ser usado porque quem quer adicionar mais plugins e extensões ao site. No entanto, o Joomla tem uma comunidade de suporte menor que a do WordPress. 

O Joomla é conhecido por ter uma boa escalabilidade, permitindo que o usuário crie várias páginas e ainda sim tendo um bom desempenho na velocidade de carregamento do site.

Ademais, também possui uma boa integração com perfis de redes sociais, e é uma plataforma que permite criar versões do site em vários idiomas

Assim como o WordPress o Joomla é gratuito, open source e é baseado na linguagem de programação PHP. Aliás, uma curiosidade sobre ele, é que além de ser utilizado por muitas empresas na Europa e nos Estados Unidos, ele também é o CMS do site da Universidade de Harvard. 

Drupal

O Drupal é conhecido por ser um CMS muito seguro, utilizado inclusive por páginas do governo dos Estados Unidos, da NASA e da empresa Tesla.

É baseado na linguagem de programação PHP e é uma plataforma de código aberto, o que significa que usuários com mais conhecimento em desenvolvimento e linguagens de programação estão sempre fazendo novas melhorias nesse CMS. 

Esse sistema de gerenciamento de conteúdo também oferece recursos de alta segurança para proteção do site, impedindo ataques externos por meio da instalação de plugins. Também traz muitas funcionalidades para ecommerce. 

É um CMS bastante flexível, com muitas opções de gerenciamento de permissões e acessos e também possui a funcionalidade de criar sites em outras línguas.

Além disso, o Drupal também faz a integração com outros sistemas de forma modular, o que torna o site mais expansível e versátil à medida em que o administrador precisa incluir novas funcionalidades.  

CMS do Hubspot

O Hubspot tem seu CMS em nuvem. Diferente do WordPress, por exemplo, que precisa ser instalado ou configurado no servidor do site, ou usar um provedor de hospedagem de terceiros.

O CMS Hubspot oferece suporte 24 horas para os usuários e boas opções de segurança para o site, porém não conta com versões gratuitas.  

Além disso, esse sistema de gerenciamento de conteúdo possui opções de relatórios e métricas aprofundados, além de ferramentas nativas para o desenvolvimento de páginas já otimizadas para SEO. 

Outros CMSs

Além dos sistemas de gerenciamento de conteúdo que mostramos acima, existem outras opções no mercado. Uma delas é o Radiant, um CMS baseado na linguagem de programação Ruby.

Inclusive, sua configuração de desenvolvimento é bem semelhante ao HTML, e sua interface é prática e versátil, além de ser gratuita. 

Já o TextPattern pode ser uma boa opção para quem só precisa criar páginas mais simples e busca uma boa velocidade de carregamento. Apesar de não ter tantas funcionalidades quanto os outros, o TextPattern ainda sim tem diversos recursos disponíveis. 

Como instalar um CMS

A maior parte dos CMSs que existem podem ser instalados através do Instalador Automático que a HostGator disponibiliza no cPanel. Para isso, faça login no cPanel, acesse a caixa Softwares e selecione o Instalador. Os CMSs disponíveis para instalação aparecem no menu lateral esquerdo.

Veja a seguir como instalar especificamente cada CMS, e as especificações de instalação de cada um.

Instalando o WordPress CMS de forma manual

Quem deseja instalar o CMS WordPress precisa ficar atento a uma série de requisitos mínimos antes que o sistema recomende que você tenha para evitar uma sobrecarga no seu site e problemas como carregamento lento das páginas.

Por isso, antes de instalar o WordPress, verifique se você têm:

  • Servidor Apache ou Nginx;
  • PHP versão 7.0 ou superior;
  • Memória RAM para PHP – mínimo de 256 MB;
  • Servidor compartilhado ou dedicado baseado em Unix/Linux;
  • MySQL versão 5.6 ou superior e MariaDB versão 10.0 ou superior.

Uma das formas de fazer a instalação do seu WordPress é a instalação manual. Apesar de um pouco mais trabalhosa, com ela você pode personalizar mais o seu site, escolhendo os temas e plugins que quiser.

Portanto, para fazer a instalação manual do WordPress, você deve seguir esses passos:

1) Escolha o host mais adequado

Antes de instalar WordPress manualmente, você precisa de um nome de domínio para sua página, que pode ser adquirido no próprio site da HostGator. A seguir, você deve escolher o seu tipo de hospedagem. 

Você pode escolher entre estes diferentes tipos de acomodação:

  • Hospedagem compartilhada: mais acessível e com recursos suficientes para lançar um site para uma microempresa ou um blog, por exemplo;
  • A hospedagem VPS: possibilita a execução de vários servidores virtuais, oferecendo mais segurança e estabilidade;
  • hospedagem dedicada: tem todos os recursos alocados para seu servidor.

2) Instale o WordPress no seu servidor

  • Primeiro, baixe a pasta compactada WordPress para seu computador e abra-a para acessar todos os arquivos PHP;
  • Em seguida, crie banco de dados para WordPress no seu servidor, contendo todas as informações do seu site (conteúdos, modos de ajuste, nomes de usuário, etc). Para fazer isso, conecte-se ao site do seu host e vá até a seção dedicada aos bancos de dados. Clique no botão “Criar banco de dados” e siga o guia;
  • Será solicitada a credencial de acesso que você recebeu por e-mail, bem como a criação de uma senha complexa para proteger a base de dados do seu site.
  • Você deve ter instalado um gerenciador de arquivos ou cliente FTP (File Transfer Protocol) em seu computador. O mais popular e fácil de usar é o FileZilla (Windows, Mac, Linux). 
  • Uma vez iniciado, você deve configurar o FTP para que ele possa se conectar ao seu servidor, inserindo as seguintes informações: o nome do host, o nome de usuário (ou o login do FTP), a senha e o porto. Aliás, esses diferentes elementos são enviados a você pelo seu serviço de hospedagem ao assinar um plano;
  • No Filezilla, abra a pasta WordPress do seu computador (parte esquerda do cliente FTP) e selecione todos os arquivos. Ela contém as pastas wp-admin, wp-content, wp-includes e cerca de 15 arquivos PHP; 
  • Arraste e solte sua seleção em seu site, no diretório de sua escolha (na parte direita do Filezilla). Você também pode escolher os arquivos localizados em seu computador, clicar com o botão direito e selecionar “Enviar”.

3) Finalizando a instalação

A operação pode levar alguns minutos, e assim, você poderá acompanhar o andamento na barra localizada na parte inferior da interface, visualizando a quantidade de arquivos transferidos.

Agora que seus arquivos WordPress estão presentes em seu servidor, você deve reuni-los com o banco de dados que acabou de criar. 

  • Para fazer isso, abra seu navegador e execute o script de instalação do WordPress digitando:
  1. se o seu site estiver instalado na raiz do WordPress: meusite.com/wp-admin/install.php;
  2. se o seu site estiver instalado no subdiretório do blog: meusite.com/blog/wp-admin/install.php.
  • Uma janela do WordPress aparecerá com o procedimento para criar o arquivo de configuração: wp_config.php. Para preenchê-la, você precisará das informações do banco de dados, fornecidas pelo seu host: seu nome, nome de usuário MySQL, senha do usuário, host do banco de dados e prefixo da tabela (no caso de você precisar gerenciar vários sites WordPress no mesmo banco de dados); 
  • Assim que suas informações forem validadas pelo WordPress, o CMS exibirá uma mensagem de confirmação. Para concluir a instalação manual do WordPress para seu site, clique no botão “Iniciar instalação”.

Um novo formulário será enviado a você com as seguintes solicitações:

  1. Título do seu site: ele aparecerá nas páginas do seu site. Você pode modificá-lo a qualquer momento;
  2. Nome de usuário: é recomendado não o nomear “admin” por razões de segurança;
  3. Senha complexa;
  4. Endereço de e-mail: este será o endereço de e-mail principal para a administração do seu site. Aliás, você pode modificá-lo nas configurações gerais se for necessário.

Não marque a opção “Solicitar aos mecanismos de pesquisa que não indexem este site” se desejar que ele apareça nos resultados de mecanismos como Google ou Bing. No entanto, se mudar de ideia, você pode voltar e marcá-la dentro das opções da plataforma.

Você receberá as informações de conexão ao seu site por e-mail. Quando todos estes campos estiverem preenchidos, clique em “Instalar WordPress”. Agora, com o WordPress instalado, você pode acessar a interface do administrador do seu site clicando em “Conectar”.

Instalando o WordPress CMS de forma automática

Você também pode fazer a instalação automática do CMS da HostGator. Aliás, você pode baixar alguns instaladores automáticos de script, disponíveis para acelerar a criação de sites personalizados e automatizar a instalação do WordPress. Para isso, você deve:

  • Baixe o script e carregá-lo para o seu host usando FTP;
  • Após a instalação, você poderá executar o script em seu navegador usando a URL com o diretório que contém o script carregado;
  • Insira os detalhes de conexão do banco de dados e as informações de configuração do WordPress, bem como selecionar o tema e os plugins desejados. Quando os detalhes forem salvos, o WordPress é instalado automaticamente;
  • Na sequência, faça o login no painel da sua conta de hospedagem HostGator. Então, clique no ícone “Instalação rápida” na seção “Software”;
  • Na próxima tela, você precisa clicar em “WordPress” para iniciar o assistente de instalação;
  • Agora, você deverá selecionar o nome de domínio em que deseja instalar o WordPress manualmente e digitar um caminho de diretório;
  • Clique no próximo botão para continuar;
  • O instalador solicitará que você insira os detalhes do site WordPress. Você precisa fornecer título do site, nome de usuário do administrador, seu nome e sobrenome, além de um endereço de e-mail do administrador;
  • Após inserir todas as informações, clique no botão “Instalar” para continuar.

O instalador será executado em segundo plano para como instalar o WordPress no PC. Quando terminar, você verá uma mensagem de sucesso com seu nome de usuário e senha de administrador e o seu WordPress já está pronto para ser acessado. 

Plugins e extensões para CMS

Os plugins e as extensões para CMS são recursos que você pode ir adicionando ao seu site. A base dos plugins e extensões são códigos que são adicionados ao código do seu site.

No entanto, na prática, para quem usa o site normalmente eles aparecem na forma de botões, páginas extras ou outras funcionalidades que às vezes não são visíveis para os usuários. 

Os plugins são diferentes de um CMS para outro. Por isso, é importante pesquisar quais plugins estão disponíveis naquele CMS antes de adquiri-lo, entender se são pagos ou gratuitos e avaliar quais plugins podem ser úteis para o seu negócio. 

O WordPress por exemplo conta com plugins que para criação de fóruns, gerenciamento de comentários e formulários de contato, e outros que melhoram o SEO do seu site

Já no Joomla, os plugins funcionam de forma diferente. Nesse CMS, um plug-in é apenas um dos vários tipos de extensões que o sistema apresenta. Além disso, alguns dos recursos disponíveis nesse caso são por exemplo para gerar campos e formulários, limpar links de relacionamento ou proteger o site contra URLs duplicadas. 

No Drupal, os plugins apresentam também, funcionalidades integradas às redes sociais, por exemplo. Você conta com exibição de Tweets recentes, quadro de eventos do Facebook e muitos outros. Além disso, os plugins e extensões de cada CMS são inúmeros e variam muito entre um CMS e outro. Por isso, é importante pesquisar antes de começar a usá-los. 

CMSs para lojas virtuais e seus benefícios

Atualmente, com o avanço constante da digitalização, a quantidade de lojas virtuais tem crescido de forma muito rápida no Brasil. Segundo dados de pesquisa da Nielsen, só no primeiro semestre de 2021 as vendas online no país cresceram 31% em relação ao mesmo período de 2020. 

Portanto, se você quer investir em ter uma loja virtual, fazer isso de forma profissional, ágil e automatizada é o melhor caminho. Por isso, ter um CMS integrado ao seu site é praticamente indispensável. 

Isso porque é dentro do CMS que você vai gerenciar todos os pontos da sua loja, desde os anúncios dentro do site até mesmo sistemas de gerenciamento de estoque dependendo do CMS que você escolher. 

PrestaShop

O PrestaShop é um CMS feito para criar lojas virtuais e é do tipo self-hosted. Isso quer dizer que esse sistema pode ser instalado em qualquer servidor. Dessa forma, você não precisa adquirir nenhum provedor de hospedagem específico, podendo testar diferentes serviços dependendo das suas necessidades

Além disso, o PrestaShop possui todos os recursos necessários para criar uma loja virtual. É possível adicionar produtos, gerenciar clientes e monitorar informações sobre eles, administrar pagamentos, aplicar cálculo de frete e muito mais.

Além disso, o PrestaShop oferece uma ampla possibilidade de recursos, e ainda tem a vantagem de ser gratuito. 

No entanto, esse CMS pode ser um pouco mais complexo de operar, por isso é recomendado que quem use o PrestaShop já tenha tido um pouco de experiência com CMS para ecommerce.

Se você quer hospedar o CMS PrestaShop, você pode fazer isso com nossos planos de hospedagem! Então, clique aqui para saber mais sobre tudo que podemos fazer pelo seu negócio com o CMS PrestaShop.

WooCommerce

O WooCommerce é a plataforma de gestão de ecommerce para o WordPress. Por conta do WordPress ser o CMS mais popular, isso também faz do WooCommerce uma das formas mais utilizadas para administrar lojas virtuais. 

O WooCommerce nada mais é do que um plugin dentro do WordPress, que permite a criação de lojas virtuais para vender qualquer tipo de produto ou serviço.

Com esse sistema é possível cadastrar todos os produtos da sua loja, acompanhar os pedidos dos seus clientes e integrar praticamente todas as formas de pagamento disponíveis. 

Esse sistema de gerenciamento de ecommerce traz como principais vantagens a facilidade de uso, pois tem uma interface bem simples, a otimização para mecanismos de busca cumprindo os requisitos de SEO e o fato de ser gratuita. 

Porém, é preciso ficar atento pois trabalhar com WooCommerce pode exigir que você faça trabalhos de programação ou contrate um desenvolvedor especializado para implementar determinadas funções.

Além disso, é recomendável que os usuários do WooCommerce façam backups regularmente, para evitar problemas gerais no site caso algum elemento deixe de funcionar. 

Joomla

Assim como WordPress traz o WooCommerce como plugin para administrar lojas virtuais, o CMS Joomla apresenta cinco extensões diferentes para quem quer trabalhar com ecommerce em seu site. São elas:

  • HikaShop;
  • E-shop;
  • J2Store;
  • CC Invoices;
  • PayPlans.

Mas, atenção! Essas extensões não possuem as mesmas funcionalidades. O E-Shop por exemplo permite criar catálogos de produtos e integrar mídias como vídeos e fotos de produtos.

Já o HikaShop é voltado para facilitar o pagamento da loja virtual, pois possui função de carrinho de compras, além de oferecer relatórios com métricas sobre o comportamento dos consumidores.

A J2Store apresenta produtos relacionados, tem design mais responsivo e consegue calcular taxas de frete e impostos para entrega dos produtos.

Enquanto isso, o CC invoices é totalmente voltado para criação de faturas e notas fiscais para clientes, enquanto o, PayPlans torna possível criar clubes de assinatura e gerar descontos. 

Magento

O sistema Magento de ecommerce é um dos mais populares do mundo para grandes empresas de varejo. No entanto, também pode ser facilmente usado por micro ou pequenos empreendedores.

O Magento conta com uma interface amigável e muitas funcionalidades para lojas virtuais, além de ter um bom desempenho em acessos mobile, o que é uma grande vantagem. 

Com o sistema para ecommerce do CMS Magento é possível ter suporte para criar sua loja em diferentes idiomas, recomendar produtos para consumidores, avaliar taxas de abandono de carrinho, emitir avisos de falta de estoque e muito mais. 

WordPress em planos da HostGator

Painel WordPress HostGator

Hospedando seu site na HostGator, você pode ter acesso aos nossos planos de hospedagem do WordPress! Nossos planos de hospedagem são:

  • Hospedagem P: oferece os recursos essenciais para você começar o seu site;
  • Hospedagem M: permite a hospedagem de múltiplos sites;
  • Hospedagem Turbo: oferece duas vezes mais velocidade e performance para sites de alto tráfego. 

Cada um dos nossos planos traz muitas vantagens e diversas opções de recursos, plugins e extensões para você usar no CMS WordPress.

Além disso, nós oferecemos suporte 24 horas em português para nossos clientes em qualquer plano de hospedagem de WordPress, para tornar o seu trabalho mais prático e ágil no dia a dia.

Clique aqui para conferir mais detalhes sobre cada plano e escolha agora mesmo o seu! 

Hospedagem Drupal

Veja como é fácil publicar seu site com Drupal

Quer utilizar o CMS Dupral? Você também pode adquirir um de nossos planos de hospedagem.

Com a hospedagem Dupral HostGator, você pode começar a usar agora mesmo esse CMS no seu site, com planos que vão do básico, com os recursos para quem está começando, ao Turbo, que oferece o que há de mais completo com o CMS Dupral.

E já imaginou poder fazer tudo isso e ainda contar com o suporte total da HostGator? Adquirindo qualquer um de nossos planos, você terá acesso ao nosso Portal do Cliente, onde você encontra tutoriais e uma grande variedade de dicas para colocar o seu site no ar! Clique aqui e conheça nossos planos de hospedagem Dupral. 

Hospedagem Joomla

Veja como é fácil publicar seu site Joomla

Já para quem quer utilizar o Joomla, oferecemos nossos planos de hospedagem HostGator voltados totalmente para esse CMS. Com nossos planos de hospedagem você pode aproveitar todas as vantagens do Joomla.

Ou seja, como os templates, extensões variadas, otimização para SEO e a comunidade Joomla de desenvolvimento contando com todo o nosso suporte!

Com os planos de hospedagem HostGator para Joomla, você irá colocar seu site no ar em poucos minutos usando nosso instalador automático e tem acesso ao nosso portal de gerenciamento interativo para te ajudar na sua jornada com o seu site. 

Clique aqui para saber mais sobre nossos planos de hospedagem para Joomla.

Conclusão

Você viu que ter um CMS para o seu site é fundamental pois torna a rotina de administrar a sua empresa muito mais fácil, especialmente se ela for uma loja virtual.

Além disso, existem muitos tipos de CMS disponíveis no mercado como te mostramos aqui, mas o importante é que você escolha aquele que faz sentido para o seu negócio e que atende às suas necessidades. 

E se você quer hospedar seu CMS com a HostGator, nossos planos especiais de hospedagem podem ser o grande diferencial que a sua empresa precisa para decolar e ter um ecommerce de muito sucesso.

Quer saber mais sobre CMS e suas funcionalidades? Então, Clique aqui e confira um vídeo completo sobre o tema!