Confira aqui no blog da HostGator o guia sobre o Bitbucket e suas principais funcionalidades.

Se você precisa de uma ferramenta de hospedagem e colaboração de código baseada em Git, o Bitbucket é uma excelente opção. Ele permite que tenham um local para planejar projetos, colaborar em códigos, testar e implementar.


Ele é a ferramenta ideal para compartilhar dados, fazer a implantação e criação de códigos e automatização de testes. O Bitbucket Cloud pode ser acessado por URL e também permite hospedagem local, utilizando infraestruturas on-premisses. Já o Bitbucket Server é compatível com o Bamboo, automatizando os processos sem limite de licença.

Agora se o seu interesse é em uma oferta corporativa que esteja hospedada em diversos servidores em clusters, o Bitbucket Data Center é ideal para você. Pois, possibilita performance escalável, espelhamento inteligente e alta disponibilidade.

Se você quer saber se o Bitbucket vence a batalha com o github, saiba que neste artigo vamos explorar as principais funcionalidades dessa poderosa ferramenta. 

O que é Bitbucket?

Se você quer uma ferramenta de colaboração de código e hospedagem baseada em Git, o Bitbucket é uma ótima opção. Ele foi criado para equipes profissionais de gestão de projetos e engenharia de software. 

A Atlassian comprou a marca em 2010 e isso permite a integração com as demais ferramentas da empresa e também ao Workflow do Trello e Jira.

Bitbucket: veja como funciona

A interface do bitbucket desktop é muito amigável e você logo entende como ele funciona intuitivamente. Mas vamos apresentar tudo aqui para você já ir se familiarizando.

Para ver as solicitações de recebimento e os repositórios importantes, acesse o painel “Your work”. 

Fonte da imagem: bitbucket.org

Se você quiser ver os repositórios acessíveis, basta clicar na aba “Repositories”. Nele você pode conferir o último repositório que foi atualizado e também buscar por nome ou filtrar por projeto, proprietário ou mostrar apenas os processos que você é responsável, no filtro “Watching”.

Fonte da imagem: bitbucket.org

Para agrupar e organizar os seus repositórios e facilitar a organização e visualização, basta clicar em “Projects”. Nesta aba você também pode criar novos projetos.

Fonte da imagem: bitbucket.org

Para garantir a qualidade da remessa trabalhada e a confiança nos resultados, é preciso passar por uma boa revisão. Para isso, você pode acessar a aba “Pull request” (solicitação de recebimento) e ver os pontos que precisam da sua atenção.

Nessa parte você pode alterar as solicitações utilizando 4 filtros:

  • Acompanhamento.

Aqui você visualiza solicitações para o acompanhamento do usuário.

  • Revisão

Aqui estão as solicitações que dependem da sua análise.

  • Criadas

Veja as solicitações criadas por você.

  • Equipes

Nesta área estão as solicitações criadas pela sua equipe.

Outra funcionalidade importante que o bitbucket possui é a possibilidade de você poder deixar comentários na solicitação pull completa. 

Fonte da imagem: bitbucket.org

Outra seção importante que é encontrada no Bitbucket Cloud, é a “Issues”, que permite rastrear solicitações de recursos do projeto, relatórios de erros  outras tarefas.

Fonte da imagem: bitbucket.org

Para gerenciar a plataforma você pode clicar no seu avatar no canto inferior esquerdo. 

Se você procura por bitbucket ssh, saiba que é lá que você encontra as configurações de segurança como chaves SSH e verificação em duas etapas. 

Fonte da imagem: bitbucket.org

Como usar o Bitbucket

A primeira coisa a fazer é criar a sua conta e seguir o passo-a-passo abaixo:

Passo 1: Você precisa adicionar seu código

Para começar você precisa criar um repositório que é onde o código fica armazenado no Bitbucket.

  • Na barra lateral à esquerda, clique em +,  e “Criar novo”, selecionando “Repositório”;
  • Escreva o nome do repositório que será incluído na URL;
  • Inclua um README para orientar os novos usuários;
  • Pronto. Agora é só clicar em “Criar”.
Fonte da imagem: bitbucket.org

Passo 2: Configurando sua conta local, você pode trabalhar de qualquer lugar do mundo.

Para contribuir ou alterar o código após ter configurado o Git e com o seu repositório em cloud, você precisa configurar o sistema local. 

Após isso é necessário clonar o repositório no seu sistema local. Confira:

  • Na barra lateral à esquerda, clique em +, depois “Começar a trabalhar” e “Clonar este repositório”.
  • No canto superior direito, se ainda não tiver configurado as chaves SSH, selecione HTTPS;
  • Agora é só copiar o comando clone.
Fonte da imagem: bitbucket.org

Configuração da CLI:

  • Procure o diretório que você quer clonar <path_to_directory>.
  • Pegue o comando que você copiou e cole: git clone https: //[email protected]/teamsinspace/documentation-test.git.

Irá aparecer um subdiretório novo com o mesmo nome do repositório clonado na sua unidade local. Se foi clonado um repositório vazio, pode ser que não haja nada nesse diretório.

Como desenvolvedor trabalhe seu código localmente salvando as alterações ao terminar.  Depois disso, adicione, confirme e envie para o Bitbucket na interface desta linha de comando. Casa alguém que esteja trabalhando com você nesse projeto faça alguma modificação importante no arquivo enviado, você pode acompanhar em tempo real, bastando seguir os passos abaixo para editar:

  • Clique no nome do arquivo no repositório.
  • Depois em “Editar”.
  • Realize a mudança desejada.
  • Para finalizar basta clicar em “Confirmar”.

Principais Vantagens do Bitbucket

Além de elevar o padrão de hospedagem Git, o bitbucket server possui muitas vantagens, confira: 

Performance escalável

Umas das principais características do bitbucket windows é o fato de ser responsivo. Graças a conectividade de redes disponíveis, largura de banda E/S e ao poder de computação.

Tudo isso permite que ele não tenha sua capacidade de performance afetada, mesmo com uma alta demanda de trabalho do servidor. Isso significa que você pode adicionar usuários simultâneos tranquilamente. 

Alta disponibilidade

A alta disponibilidade é de vital importância e um dos grandes diferenciais do Bitbucket. Pois, se algum elemento do cluster estiver com problema, os demais terão a capacidade de atender a todas as solicitações sem perda de eficiência, garantindo sempre alta performance. 

Componentes do Data Center Bitbucket – Fonte da imagem: bitbucket.org

Espelhamento inteligente

Esse recurso evita a perda de tempo nos longos períodos necessários para mesclar o trabalho de todos os membros da equipe. O recurso permite que você configure cópias hospedadas nos repositórios remotos, mantendo a sincronia com a instância principal e a integridade das informações.

Espelhamento inteligente – Fonte da imagem: bitbucket.org

Autocorreção de arquivos

O espelhamento inteligente detecta e recupera vários erros, sem interromper as operações. Enquanto isso, o sistema verifica a consistência da função de espelhamento a cada 3 minutos. Isso garante a integridade do sistema.

Segurança

No Bitbucket, os códigos e Workflows criados estão seguros na nuvem, podendo ser acessados através de uma lista de permissões de IP e verificação de duas etapas. Sendo possível restringir o acesso apenas a usuários determinados e controlar permissões para ações de ramificação e verificação de mesclagem.

Confira mais algumas características de segurança:

  • Criptografia de dados.
  • Para fortalecer o login, SSO baseado em SAML.
  • Suporte de chave de segurança, por meio do padrão FIDO U2F.
  • Lista de permissões de IP e 2FA imposta com atribuições de endereços IP e exigência de autenticação de dois fatores.
  • Certificações de conformidade como SOC II, SOC III, PCI DSS, ISO/IEC 27001, ISO/IEC 27018 e adequações com a GDPR (Regulamento Geral de Proteção de Dados) da União Europeia.

Agora que demos o nosso check no bitbucket status, cumprimos a nossa missão nesse artigo. Esperamos que você tenha gostado e não deixe de visitar nosso blog para ficar por dentro de todas as novidades.

Aproveite e conheça também nosso artigo sobre o DevOps que aumenta a capacidade de uma empresa desenvolver e distribuir aplicativos com serviços em alta velocidade.