O comando cat Linux deriva da palavra em inglês "concatenate", sendo uma solução útil e comum ao utilizar o Linux. Veja mais sobre no blog da HostGator.

O comando cat Linux deriva da palavra em inglês “concatenate”, sendo uma solução útil e comum ao utilizar o Linux. Veja mais sobre no blog da HostGator.

O cat Linux é um dos comandos mais usados. O nome vem da funcionalidade do comando: concatenar arquivos. Em resumo, ele pode ler, concatenar e gravar o conteúdo do arquivo na saída padrão. Se nenhum arquivo for especificado ou o nome do arquivo de entrada for especificado como um único hífen (-), ele será lido na entrada padrão.

O comando cat é mais comumente usado para exibir o conteúdo de um ou vários arquivos de texto, combinar arquivos anexando o conteúdo de um arquivo ao final de outro arquivo e criar novos. Neste artigo, mostraremos como usar o comando cat por meio de exemplos práticos. Confira!

Sintaxe do comando cat Linux

Pré-requisitos:

  • um sistema rodando Linux;
  • acesso a uma janela de terminal/linha de comando.

Antes de entrar no tópico de como usar o cat comando Linux, vamos começar revisando a sintaxe básica. As expressões de utilidade cat têm o seguinte formato:

  • cat [OPÇÕES] [ARQUIVO]

a) OPÇÕES / OPTIONS – Use cat –help para ver todas as opções disponíveis. Isso permite emitir instruções adicionais para o comando. Por exemplo, para exibir o conteúdo de um arquivo com cada linha numerada, use a opção –n.

b) ARQUIVO / FILE – Zero ou mais nomes de arquivo. Especifique o nome do arquivo (ou arquivos) que deseja exibir. Se você usar mais de um nome de arquivo, cada arquivo será exibido.

Funcionalidades do cat Linux

Na era do modem dial-up, arquivos binários eram subdivididos em vários menores para facilitar o download. Assim, baixava-se cada arquivo menor no lugar de um único grande.

Foi daí que surgiu uma a funcionalidade de reconstituição da coleção de arquivos menores em um único. Esse processo é conhecido como concatenação, inspiração para o nome do cat Linux. Ele é usado para examinar o conteúdo de arquivos de texto e juntar partes de arquivos para formar um arquivo maior. 

As conexões de  hoje (como banda larga e fibra) acabaram diminuindo essa necessidade específica, claro. Pensando nisso, para que serve o comando cat no Linux hoje, afinal? 

Este artigo inclui 15 comandos cat no Linux e exemplos de como usá-los. Para experimentar os comandos, crie alguns arquivos de amostra e teste os comandos cat listados abaixo.

1. Crie um novo arquivo

Você pode criar novos arquivos e adicionar conteúdo a eles usando o comando cat Linux. Crie teste1.txt e teste2.txt, que você pode usar como arquivos de amostra para testar os outros comandos.

a) Abra uma janela de terminal e crie o primeiro arquivo:

  • cat >teste1.txt

b) O cursor se move para uma nova linha, em que você pode adicionar o texto desejado. Digite uma frase simples como:

Isso é um teste do arquivo #1.

c) Para sair do prompt e gravar as alterações no arquivo, segure a tecla Ctrl e pressione d.

d) Repita o processo para criar teste2.txt. Relembrando:

  • cat >test2.txt

e) Em seguida, digite:

Isso é um teste do arquivo #2.

f) Pressione Ctrl + d para finalizar.

2. Exibir o conteúdo de um único arquivo

Para exibir o conteúdo de teste1.txt usando o comando cat, digite:

  • cat teste1.txt

A saída exibe o conteúdo com a frase informada “Isso é um teste do arquivo #1”.

3. Exibir conteúdo de vários arquivos

Para exibir o conteúdo de ambos os arquivos, execute o comando:

  • cat teste1.txt teste2.txt

4. Redirecionar o conteúdo de um único arquivo

Em vez de exibir o conteúdo de um arquivo na tela, o comando cat pode colocá-lo em um arquivo.

  • cat teste1.txt > teste3.txt

Se o nome do arquivo de destino não existir, ele será criado. Se você executar cat em teste3.txt, deverá ver o conteúdo de teste1.txt:

  • cat teste3.txt

A saída exibe: “Isso é um teste do arquivo #1”.

Se for exportado um arquivo que já existe, isso substituirá o conteúdo do arquivo, veja:

  • cat teste2.txt > teste3.txt
  • cat teste3.txt

Agora, o arquivo teste3.txt tem o seguinte conteúdo: “Isso é um teste do arquivo #2”.

5. Redirecionar o conteúdo de vários arquivos

Você pode redirecionar o conteúdo de vários arquivos em um único da seguinte forma:

  • cat teste1.txt teste2.txt > teste3.txt

Agora, exiba o conteúdo de teste3.txt com:

  • cat teste3.txt

A saída mostra o conteúdo de ambos os arquivos: “Isso é um teste do arquivo #1” e “Isso é um teste do arquivo #2”.

6. Exibir o conteúdo em ordem reversa

O comando cat pode exibir o conteúdo de um arquivo em ordem reversa (por linhas). Para fazer isso, use tac (cat ao contrário):

  • tac teste3.txt

Exibe o conteúdo do arquivo na ordem inversa: “Isso é um teste do arquivo #2” e “Isso é um teste do arquivo #1”.

7. Anexar o conteúdo do arquivo a outro arquivo

Além disso, o comando cat pode adicionar o conteúdo de um arquivo ao final de outro. Em vez de usar um único sinal ( > ), use um sinal duplo ( >> ):

  • cat teste1.txt >> teste3.txt

Abra o arquivo teste3 executando:

  • cat teste3.txt

Agora, o conteúdo de teste3 seguido por teste1 deve ser exibido assim:

Isso é um teste do arquivo #2”

“Isso é um teste do arquivo #1”.

8. Anexar texto ao arquivo existente

Você pode usar um comando semelhante para anexar texto a um arquivo existente:

  • cat >> teste1.txt

Adicione uma nova linha ao arquivo:

Esta é uma segunda linha no teste do arquivo #1.

Segure Ctrl e pressione d. Agora, verifique o conteúdo do arquivo teste1.txt:

  • cat test1.txt

O texto acrescentado ao arquivo existente usando o comando cat foi:

“Isso é um teste do arquivo #1”.

“Esta é uma segunda linha no teste do arquivo #1”.

9. Combine Operações

As funções do comando cat podem ser combinadas. Por exemplo, para combinar a saída de dois arquivos e armazenar o resultado em um novo arquivo:

  • cat teste1.txt teste2.txt > teste4.txt
  • cat teste4.txt

Combinando operações cat em um comando, será exibido:

Isso é um teste do arquivo #1”

“Isso é um teste do arquivo #2”.

Como alternativa, você também pode anexar vários arquivos ao final de um arquivo existente:

  • cat teste2.txt teste1.txt >> teste4.txt
  • cat teste4.txt

O resultado: 

Isso é um teste do arquivo #1”

“Isso é um teste do arquivo #2”.

Isso é um teste do arquivo #2”.

“Isso é um teste do arquivo #1”.

Observe que a ordem especificada é aquela em que os arquivos são adicionados ao arquivo de destino.

10. Mais e menos opções (gerenciar arquivos grandes)

Se você usar o comando cat em um arquivo muito grande, acabará com uma enorme sequência de dados difícil de ler. Você pode dividi-lo em páginas usando  “| more”:

  • cat teste4.txt | more

Isso exibe uma única página do arquivo. Quando você pressiona uma tecla, ela vai para a próxima página.

Se desejar rolar para frente e para trás na tela, use “| less”.

  • cat teste4.txt | less

11. Mostrar numeração de linha

Você pode achar útil ter números de linha na saída, especialmente para arquivos grandes. Para ativar a numeração de linha, adicione a opção –n ao cat Linux:

  • cat –n teste1.txt

A saída deve aparecer assim:

1 Isso é um teste do arquivo #1”.

2 Esta é uma segunda linha no teste do arquivo #1”.

12. Mostrar o fim da linha

Você pode instruir o cat Linux a destacar o final de cada linha e os espaços entre as linhas com esse símbolo “$”. Para fazer isso, use o comando:

  • cat -e teste1.txt

Como o arquivo de amostra teste1.txt tem apenas uma linha, a saída mostra “$” no final dele:

Isso é um teste do arquivo #1 $”

Viu? Ele mostra o destaque no final da linha com o comando cat.

13. Mostrar TAB Linhas Separadas

O cat ubuntu tem a opção de exibir o conteúdo do arquivo junto do espaço da tabulação no texto. Para mostrar linhas separadas por tabulação para uma execução de amostra use:

  • cat -t teste4.txt

O espaço da tabulação no texto é representado por “^ I”.

14. Remova as linhas em branco

Para omitir linhas em branco da saída, use o cat com a opção -s:

  • cat -s teste4.txt

15. Liste todos os comandos CAT

Se você tiver problemas para lembrar as opções, use o comando –help:

  • cat –help

Assim, ele lista automaticamente todos os comandos cat.

Conclusão

Os comandos ubuntu cat são simples, por isso, muitas vezes, descartados, tidos como simples demais para terem alguma utilidade real. No entanto, depois de conhecer as diferentes maneiras de usá-los, você verá que eles são perfeitamente capazes de trabalhar com arquivos.

Agora que você tem um bom entendimento de como usar o comando cat no Linux, que tal dominar mais comandos? Continue acompanhando nossos conteúdos!

Em nosso blog, falamos sobre tecnologia, marketing, negócios e muito mais. Confira!