Aprenda de forma fácil e rápida como utilizar outros nomes para servirem de DNS para seu Servidor Dedicado ou VPS!

Por padrão, utilizamos o domínio principal de um servidor como DNS principal do servidor, usando elas para apontar outros domínios para o mesmo servidor. Nesse guia você vai aprender a configurar DNS’s personalizadas, utilizando outros domínios que não sejam o principal para funcionarem de apontamento para o seu servidor. Vamos lá?

Configurando DNS’s personalizadas

Nota: este método não funciona para Servidores Dedicados Windows.

As DNS’s de um servidor tem como principal objetivo, ancorar domínios para responderem naquele servidor. As DNS’s traduzem IP’s em nomes, ou seja, transformam isso: 123.123.123.123 ; nisso: seudomínio.com.br.

O que faremos, é apenas configurar para que um domínio, que não seja o principal, possua apontamentos para os dois IP’s do seu servidor, e assim, esses dois apontamentos servirão como âncora para que outros domínios se vincularem ao seu servidor.


Localizando quais são os IP’s do servidor

1. A partir do WHM busque por Basic WebHost Manager® Setup.

2. Desça até o final da página e nas linhas onde está escrito Namerservers 1 e Namerservers 2 e clique em Configure Adress Records. Na tela que abrir copie os dois IP’s em questão, mas anote qual representa o Nameserver 1 e qual representa o Nameserver 2.

3. Pronto! Esses são os IP’s do seu servidor, usaremos ele a seguir para configurar a DNS personalizada.


Configurando a DNS personalizado para o servidor

1. A partir do WHM acesse o DNS Zone Manager (Gerenciador de zona DNS).

2. Localize o domínio que você quer usar para configurar as DNS’s personalizadas e clique em Manage (Gerenciar).

3. Clique em Add Record, crie os seguintes apontamentos:

  • Name: ns1.seudominio.com.br.
  • TTL: 14400
  • Type: A
  • Record: O IP primário que você copiou no passo anterior

E depois crie também esse outro:

  • Name: ns2.seudominio.com.br.
  • TTL: 14400
  • Type: A
  • Record: O IP secundário que você copiou no passo anterior

Por fim clique em Save Record.

Nota: Se você preferir usar um prefixo diferente de ns1. e ns2. para seus apontamentos, você também pode personalizar, desde que os IPs continuem iguais.

4. Deve ficar dessa forma (valores IPs apenas de exemplo, seu servidor terá outros IPs):

5. Pronto! Porém, para que essas DNS’s funcionem, o domínio que você criou esses apontamentos precisa estar com as DNS’s apontadas para o seu servidor.

Nota: Se você quiser apontar o próprio domínio para essas DNS’s personalizadas, você precisará informar o IP desses apontamentos no local em que você altera as DNS’s desse domínio em questão.


Considerações Finais

O método de criação de DNS personalizada é basicamente esse, é muito útil para momentos em que o domínio principal da hospedagem está expirado e você ainda não quer renovar, ou então nos casos em que você utiliza uma CDN como a Cloudflare no seu domínio, que camufla os apontamentos de IP da zona, impedindo apontamentos para o domínio em questão.

Se ficou alguma dúvida ou caso você tenha alguma sugestão de algo que não foi mencionado, deixe aí nos comentários que no futuro podemos trazer uma atualização para esse artigo. Também deixo de indicação esses outros materiais:

Até a próxima! :^)