O pingback funciona como uma espécie de notificação para tageamento de publicações do seu site. Saiba mais aqui!

O pingback é uma funcionalidade de comunicação entre blogs do WordPress (WP) desde o surgimento do WP. Ele era um recurso obrigatório para que os blogueiros se relacionassem com sua audiência e gerassem tráfego para os seus artigos. 

Atualmente, poucos usuários conhecem o recurso, porque ele acabou associado a spams. No entanto, bem utilizado, o pingback pode ajudar na sua estratégia de marketing de conteúdo. Por isso, neste artigo, vamos falar sobre o que é pingback wordpress, por que utilizá-lo e como configurá-lo no WP. 

O que é o pingback?

Se uma empresa utiliza o WordPress como gerenciador de conteúdo e recurso para crescer no ambiente digital, é superimportante que ela conheça as principais funcionalidades dele. É aqui que entram os pingbacks e trackbacks. 

Pingbacks e trackbacks são um recurso utilizado para gerenciar os backlinks, ou seja, os links externos que apontam para uma URL do seu site. Enquanto os trackbacks devem ser criados manualmente e enviam um trecho do conteúdo, os pingbacks são automatizados e não enviam nenhum conteúdo.

O pingback funciona mais ou menos assim: 

  1. A pessoa A posta algo no blog dela;
  2. A pessoa B posta algo no próprio blog com um link para a postagem da pessoa A;
  3. Essa ação automaticamente envia um pingback para a Pessoa A;
  4. O blog da pessoa A recebe o pingback e, depois, vai automaticamente para a postagem da pessoa B a fim de confirmar se o pingback foi originado ali.

Contudo, ambas A e B precisam ter blogs com pingback habilitado. Para isso, basta criar um link para outra postagem do blog. Se essa postagem tiver pingbacks habilitados, o proprietário do blog verá um pingback aparecer a ser aprovado na seção de comentários.

Por que utilizar o pingback no WordPress?

Os pingbacks fornecem aos blogs a capacidade de se comunicarem por meio de um sistema automatizado. Semelhantes aos comentários, eles são um modo de vincular um blog a outro. Isso é importante, pois obter links de postagens externas de qualidade que levam ao blog é uma das melhores formas de potencializar seu SEO.

Mas tenha cuidado! Pingbacks de baixa qualidade podem prejudicar a integridade do blog, pois os spammers costumam abusar deles. Para blogueiros profissionais, a melhor maneira de usá-los é exibir apenas pingbacks autênticos e monitorar novas solicitações com frequência.

Compreendendo melhor o que são pingbacks, é importante conhecer as vantagens e desvantagens deles!

Vantagens dos pingbacks

Associado às funcionalidades de segurança do WordPress, o pingback oferece alguns benefícios, como a melhoria do SEO. Implementados corretamente e sem a intenção de enviar spam, ele pode trazer mais backlinks para o seu site.

O pingback wordpress também incentiva o tráfego direcionado, pois, sempre que um leitor navegar na seção de comentários na postagem original, ele verá um link para a postagem do seu blog, o que aumenta as chances de ele visitá-lo. 

Além disso, como os pingbacks notificam os autores de postagens de blogs vinculadas ao seu artigo, eles são uma ótima maneira de construir conexões com outros autores e leitores em seu nicho e incentivar o compartilhamento de conteúdo. Também são um modo de entregar valor aos leitores com outros conteúdos úteis.

Desvantagens dos pingbacks

Como com a maioria das coisas relacionadas ao SEO, os spammers descobriram como usar pingbacks a seu favor. Assim, uma desvantagem é a quantidade de spam que pode “invadir” a seção de comentários. Uma dica para evitar isso é proteger seu WordPress de possíveis ataques.

Como os spammers assumiram, de certa forma, o link pingback, a maioria dos proprietários de blogs o desabilitou. Isso significa que você pode não aproveitar os pingbacks, pois eles exigem que os dois blogs os ativem.

Trackbacks

Se você chegou até aqui, sabe que o foco deste post são os pingbacks. Porém, como pingbacks e trackbacks wordpress são duas faces da mesma moeda, é importante falar um pouco sobre o segundo recurso também. 

Um trackback é uma notificação que o WordPress envia para um site externo quando você cria um link para ele em seu conteúdo. Digamos que você acabou de publicar uma nova postagem no blog sobre marketing digital que inclui um link para outro site. Nesse cenário, você poderia enviar um “ping” de trackback para esse site a fim de chamar a atenção do proprietário. 

Essa pessoa pode, então, escolher aprovar o trackback. Isso exibiria um trecho de sua postagem e um link para seu site na seção de comentários. Pense em trackbacks como o equivalente a agradecimentos e referências no final de um artigo acadêmico ou capítulo de um livro de texto. 

Para enviar um trackback, adicione a URL do trackback da outra postagem do blog ao módulo “Enviar Trackbacks” na postagem do seu blog antes de publicá-lo. 

Como configurar o pingback no WordPress?

Para criar um pingback, basta criar um link (ou seja, um texto clicável) para outra postagem do blog WordPress de dentro de uma postagem do blog ou de uma página em seu próprio site. Se essa postagem tiver pingbacks habilitados, o proprietário do blog verá um pingback aparecer em sua seção de comentários.

Para habilitar pingbacks no WordPress, faça login no painel de administração do seu site WordPress e navegue até “Configurações” e depois “Discussão”. Em seguida, marque a caixa da opção “Permitir notificações de link de outros blogs (pingbacks e trackbacks)”.

Configurar o pingback no wordpress

Se você quiser habilitar pingbacks apenas em postagens selecionadas, vá até o menu “Postagens” e passe o mouse sobre a postagem na qual deseja ativar os pingbacks e clique no link “Edição rápida”. Marque a caixa na frente da opção “Permitir pings” e clique no botão “Atualizar” para salvar as alterações.

Habilitar pingbacks em postagens
Habilitar pingbacks em postagens 2

Ao receber um pingback em uma postagem do blog, você tem a opção de moderá-lo. Se você já obteve um pingback, então provavelmente já sabe que recebeu uma notificação que diz algo como “Um novo pingback no post X está aguardando sua aprovação” Assim, você tem a opção de aprová-lo, excluí-lo ou marcá-lo como spam.

Uma boa dica para usar esses recursos do wordpress é moderá-los manualmente. No entanto, se depois de testá-los você descobrir que a maioria dos pings são de spammers, você pode simplesmente desativá-los em todo o seu site.

Desativar pingbacks

Para desabilitar pingbacks, vá em “Configurações” e depois em “Discussão” e desative a opção “Permitir notificações de link de outros blogs (pingbacks e trackbacks)”. Você também pode desabilitar pingbacks em postagens individuais, verificando em Discussão nas configurações da postagem.

Para bloquear apenas os autopings, que acontecem quando você cria um link para suas próprias postagens de blog, remova o domínio do link, mantendo apenas o slug , ou seja, a parte da URL que vem depois de “.com.”

Então, em vez disso: https://wordpress.com/blog/2021/03/26/pingback use apenas isto:/2021/03/26/pingback

Os pings são enviados automaticamente se você tiver um blog público. Se o seu blog for privado ou se você bloquear os mecanismos de pesquisa, os pings não serão enviados.

Ao longos dos anos, os pingbacks e trackbacks foram alvo de muitas polêmicas sobre se vale a pena ou não implementá-los. Atualmente, é amplamente recomendado que você evite ambas as técnicas.

Contudo, quando implementados corretamente, os pingbacks são uma ótima maneira de construir conexões com outros autores e leitores de blog em seu nicho, iniciando discussões sobre tópicos relevantes. Eles também potencializam o SEO do seu blog, melhorando o desempenho nos mecanismos de busca. 

Por esses motivos, encorajamos você a experimentá-los por conta própria e ver se funcionam para seu negócio. Se você ficou com alguma dúvida sobre pingback, fique à vontade para nos contatar! 

Continue acompanhando o blog da HostGator para mais conteúdos sobre tecnologia, negócios e marketing!