Vender sem estoque pode ser o que você precisa para crescer no mercado digital. Vem descobrir como implementar esta estratégia no seu projeto!

Ouça o conteúdo deste post clicando no player abaixo!

Uma loja virtual é uma boa opção para quem pensa em ter uma renda extra ou mesmo se tornar dono do próprio negócio. O mercado digital brasileiro foi impulsionado pela pandemia, e assim cresceu mais de 120% no país. 

Com o consumidor mais adaptado às compras online, o e-commerce seguirá como tendência. Mas, para que você mergulhe nas águas das vendas online, é preciso planejamento, bom conhecimento do segmento que vai atender e ainda escolher qual tipo de estoque vai atender a sua empresa. 

Neste artigo, vamos te ajudar a entender como vender online sem estoque e, da mesma forma, descobrir quais os riscos e vantagens dessa estratégia para a sua loja virtual. Confira! 

Entenda os tipos de estoque

Antes de conhecer as opções de vendas sem estoque para seu e-commerce, é preciso que entenda os tipos de estoques mais comuns do mercado. 

Atualmente, existem três modelos mais utilizados e que garantem o armazenamento e distribuição dos produtos das lojas virtuais. 

  • Estoque tradicional: este é o formato mais conhecido. Normalmente são galpões ou grandes barracões, com milhares de prateleiras com uma diversidade de produtos empilhados e, acima de tudo, prontos para serem distribuídos. 
  • Estoque compartilhado: nesse modelo, os galpões ou barracões ainda existem, assim como suas prateleiras. A diferença é que vários lojistas e distribuidores compartilham o espaço, assim como os custos.
  • Estoque terceirizado: com este tipo de estoque, você não se preocupa com a locação de galpões e armazenamento. Portanto, isso fica a cargo da empresa contratada, que vai cuidar de todo o recebimento e despacho. 

Estratégias para vender sem estoque

Para vender produtos online sem ter estoque, existem algumas estratégias que vem ganhando cada vez mais espaço no mundo do e-commerce. Isso porque, impulsionam vários negócios virtuais, pois reduzem os custos e permitem aumentar o número de vendas. 

Conheça 4 estratégias para vender sem ter estoque:

Vender por Dropshipping

Nesse modelo de vendas, a loja virtual aproveita o estoque do fornecedor para vender. Ou seja, você anuncia em seu site os produtos do seu segmento e a venda ao cliente final é feita por você. 

Com o pagamento aprovado, o pedido vai para o fornecedor do produto, depois disso, ele separa, embala e envia para o consumidor. Em seguida, o cliente recebe o código de rastreio do pedido e o vendedor é que fica responsável pelo acompanhamento da entrega do produto, assim como do pós-vendas. 

No dropshipping, além de vender em seu próprio site, também pode anunciar os produtos nos marketplaces, como: Magazine Luiza, Americanas e Mercado Livre. 

É importante que nesse modelo de venda sem estoque, você esteja muito alinhado com o seu fornecedor, para que não corra o risco de vender produtos que não estão mais disponíveis. É preciso que haja um processo de gestão de estoque e vendas muito bem alinhado e automatizado. 

Programa de Afiliados

Participando de um programa de afiliados, você tem boas chances de lucrar, sem precisar investir em uma loja virtual e estoques. Mas, como isso funciona?

Vamos supor que você tenha um blog, uma rede social ou mesmo um canal no YouTube que fale sobre tecnologia. Nele, você tem posts que explicam as novidades do mercado, como celulares, tvs, computadores e muito mais. 

Você pode se afiliar a uma empresa de tecnologia que tenha produtos relacionados aos seus posts para venda e indicar essa loja em seus canais. Assim, quando seus leitores acessarem o link da loja e fecharem uma compra, você ganha uma comissão. 

Vender sob demanda

Esse é um dos formatos muito utilizados pelos lojistas. Nesse modelo, você anuncia os produtos em seu site e a partir de uma venda fechada, você compra o produto de seu fornecedor e envia para o cliente. 

Os fornecedores podem ser distribuidores, fábricas, atacadistas, entre outros. É importante que tenha bons acordos com eles, para que garanta um bom preço aos produtos vendidos por você, assim como um prazo de entrega adequado, para que atenda seu cliente final com rapidez. 

Aqui é importante frisar que toda a parte de envio do produto e custos com logística ficam por sua conta. 

Venda de produtos digitais

Os produtos digitais ou infoprodutos tem caído nas graças do mercado digital. Afinal, com eles não é preciso se preocupar com estoques, durabilidade, logística e etc. 

Os infoprodutos são: e-books, artigos, revistas digitais, cursos, infográficos, etc. A todo momento, cada vez mais pessoas estão buscando estudar por meio da internet, pois é mais barato e otimiza o tempo e rotinas de cada um. 

Então, se você é produtor de conteúdo, professor ou mesmo tem conhecimento a ser compartilhado, pode criar um e-commerce com seus infoprodutos. Existem diversas plataformas online que dão apoio para a criação e divulgação de conteúdo

Vantagens de vender sem estoque

Existem diversas vantagens em vender online sem estoque, principalmente quando o e-commerce não é a sua atividade principal. Alguns dos benefícios são:

  • Diversidade de produtos: você consegue trabalhar com mais produtos dentro do seu segmento e, além disso, conta com diversos fornecedores;
  • Não se preocupa com a logística: em alguns modelos de venda sem estoque, toda a parte logística, desde a embalagem até o envio do produto ao cliente, é responsabilidade do seu parceiro. Assim, sua única responsabilidade é vender e dar suporte ao consumidor;
  • Flexibilidade: por não ter um estoque, você tem mais facilidade em começar a vender outros produtos e marcas ou, da mesma forma, mudar de segmento.

Riscos de vender sem estoque

Assim como em todo negócio, vender sem ter estoque também traz os seus riscos. Separamos alguns deles abaixo:

  • Dependência do seu fornecedor: nesse caso, você depende totalmente do seu fornecedor, para entregar os produtos aos clientes e lucrar nessa operação. Por isso, é preciso escolher muito bem o seu parceiro de negócio;
  • Atualização do estoque: é preciso que você e o fornecedor tenham um grande controle em relação ao estoque, para que em sua loja você não ofereça produtos que não estão disponíveis. Procure por parceiros que tenham controles automatizados e sempre te atualizem sobre o estoque;
  • Maior prazo de entrega: é preciso alinhar muito bem com seu fornecedor, os prazos para receber os pedidos e despachá-los aos clientes, já que toda a responsabilidade da logística depende de terceiros. 

Conclusão

Como vimos, o mercado digital está em crescimento no Brasil e essa tendência deve continuar por bons anos, devido a mudança de comportamento do consumidor. Além disso, a logística de armazenamento e distribuição tem se modernizado cada vez mais, possibilitando que o e-commerce cresça a cada dia. 

E, se você tem vontade de começar a empreender no mundo digital, uma boa opção é vender produtos online sem estoque. Afinal, você consegue abrir seu negócio, com um custo baixo e ainda conta com parceiros que te ajudam na operacionalização da empresa. Mas, lembre-se: antes de abrir um negócio virtual, é preciso estudar muito sobre o e-commerce, suas leis, obrigações e como funciona o segmento que vai atender. 

Esperamos ter ajudado você a conhecer mais sobre as vendas sem estoque e como esse modelo de negócios tem funcionado atualmente. Portanto, se você gostou do conteúdo, aproveite para conhecer mais artigos do Blog da HostGator sobre inovação, tecnologia e negócios!