Que assuntos você quer receber:

A confirmação da sua inscrição foi enviada para o seu e-mail

Agradecemos sua inscrição e esperamos que você aproveite nossos conteúdos!

O PHP 8.0 trouxe diversas novidades em relação ao seu antecessor, conheça quais são elas e como vão afetar seu site!

Está chegando nos servidores compartilhados da HostGator uma atualização que vai disponibilizar a versão 8.0 do PHP, e nesse artigo vamos esclarecer as vantagens do PHP 8.0 e por que você deveria optar por atualizar a versão do PHP que você utiliza nesse momento. Vamos lá?

Conteúdo em vídeo

Se quer saber mais sobre a versão 8 do PHP, vale a pena dar uma conferida no vídeo produzido pelo Canal Fonte TV:


O que é PHP?

mascote do PHP

O PHP surgiu em 1995 e é uma das linguagens de programação mais utilizadas na internet, sua sigla vem do termo PHP: Hypertext Preprocessor (originalmente Personal Home Page), o que costuma gerar certa confusão por ser um acrônimo recursivo (ocorre quando a abreviatura se refere a si mesma). O PHP é utilizado principalmente para desenvolvimento de aplicações que são processadas por um servidor e enviadas como conteúdo para a Internet.

Numa aplicação como um site, o PHP basicamente poupa recursos do navegador do visitante do site, e quem faz boa parte do processamento de carregar os recursos da página é o servidor. Isso permite na maioria das vezes, páginas mais complexas carreguem mais rapidamente do que se estivessem sendo processados pelo navegador do usuário, que possuem certas limitações que o PHP supre muito bem.

Com o passar do tempo, o PHP evoluiu muito e já é considerada uma linguagem bem robusta e completa, aparecendo em diversos outros contextos diferentes além dos websites. Atualmente diversas aplicações utilizam esta linguagem em sua estrutura, alguns exemplos são: Facebook, WordPress, Magento, Drupal, Joomla! e muitos outros.


Quais as novidades da nova versão?

Em 26 de Novembro de 2020, foi lançado a versão 8.0 do PHP, trazendo diversas mudanças em relação a versãodo ano anterior, a 7.4. Dentre as mudanças, temos melhorias na usabilidade da linguagem, tornando mais fácil e menos repetitivo a escrita de alguns códigos, também houve novas reclassificações de erros e implementações de novas funções, como atributos, argumentos nomeados entre outros.

Além dessas novidades, um dos maiores destaques foi a inserção da Compilação Just-In-Time (JIT), um método de compilação que funciona muito bem com alguns sistemas, como o Google Chrome e também Node.js. Basicamente é um método de compilação do servidor que tende a agilizar o tempo de processamento de execução. Já é um método conhecido há muito tempo, mas que tem se mostrado muito efetivo nos tempos atuais.


Por que devo atualizar meu PHP?

Se o seu site utiliza do PHP em sua estrutura, saiba que você tem muito a ganhar fazendo essa atualização. Um dos motivos mais pertinentes é que seu site fica mais seguro ao se utilizar de uma versão de PHP mais atualizada. O PHP não faz atualizações de versões que tenham até 3 anos de lançamento. sendo assim se você utiliza versões de PHP muito antigas, você está exposto a certas vulnerabilidades que não serão mais contemplados com atualizações de segurança. Por isso, para segurança da estrutura do seu site, é vital manter seu PHP atualizado.

Além disso, esta nova versão trouxe inovações tecnológicas que garantem o processamento mais rápido, na maioria das vezes. O WordPress, por exemplo, apresenta uma evolução de destaque com essa última atualização do PHP. Agora é possível realizar mais requisições por segundo do que a versão anterior fazia.

Infelizmente, nem todos os sistemas se adaptaram a nova versão, por isso é importante fazer alguns testes de desempenho com a nova versão e comparar com a versão antiga para ver se houve uma melhora. Ferramentas de teste de desempenho podem ser encontradas em diversos sites na internet como por exemplo o PageSpeed da Google e o GTmetrix.


Como a nova versão afeta o WordPress?

O WordPress é atualmente a ferramenta de criação mais utilizada em todo mundo, em pesquisas recentes foi constatado que mais de 65% dos sites presentes na internet são feitos em WordPress, e aqui na HostGator também não é diferente. Por isso, vale a pena frisar alguns pontos importantes que o dono de um site WordPress precisa cuidar com essa atualização do PHP.

  • Apenas os sites WordPress com versão igual ou acima de 5.6 conseguem são compatíveis com o PHP 8.0. As versões obsoletas do WordPress além de não serem compatíveis com as novas tecnologias oferecem riscos de segurança por isso opte por sempre utilizar uma versão atualizada do WordPress.
  • Alguns plugins não são compatíveis com a versão 8.0 do PHP. É comum encontrarmos plugins onde o desenvolvedor não oferece mais atualizações, tornando muitas vezes o plugin obsoleto. Recomendo que pesquise na documentação de seus plugins se eles têm suporte para essa versão do PHP.
  • Alguns temas não são compatíveis com a versão 8.0 do PHP. Da mesma forma que os plugins, alguns temas também deixam de receber atualizações de seu desenvolvedor, por isso, é importante checar a documentação do tema se ele possui compatibilidade com a versão 8.0 do PHP.

Como alterar a versão do PHP?

Caso queira alterar a versão do seu PHP para 8.0 ou uma versão mais antiga você pode fazer isso seguindo nosso artigo como alterar a versão do PHP.


Considerações Finais

Certamente atualizar o PHP é muito importante para que seu site se mantenha seguro e ágil, por isso, sempre que possível utilize as verões mais recentes do PHP. Caso tenha se interessado e queira entender mais, confira a documentação oficial do PHP em português sobre a atualização da versão 8.0.

Se não ficou muito claro alguma parte do guia ou caso tenha alguma sugestão do que poderia ser adicionado, deixe aí nos comentários que no futuro podemos trazer uma atualização ao artigo. Também indico como material de complemento esses outros artigos:

Até a próxima! :^)

Navegue por tópicos

  • Índice

  • Conteúdo em vídeo

  • O que é PHP?

  • Quais as novidades da nova versão?

  • Por que devo atualizar meu PHP?

  • Como a nova versão afeta o WordPress?

  • Como alterar a versão do PHP?

  • Considerações Finais

Tags:

  • Hospedagem de Sites

Julio Pires

Suporte Técnico na empresa HostGator e estudante de Física na UFSC, gosta de maratonar séries, jogar jogos antigos e estar sempre atualizado com o mundo da tecnologia.

Mais artigos do autor

Garanta sua presença online

Encontre o nome perfeito para seu site

www.

Comentários