Dicas para trabalhar com tecnologia

9 dicas para quem quer trabalhar com tecnologia

quinta-feira, 26 de julho de 2018 | Comentários

Se você já está melhorando suas habilidades técnicas, está estudando as linguagens de programação atuais para o seu campo e sempre que tem um tempo livre, está fazendo projetos paralelos, ou verificando códigos no GitHub para poder estabelecer uma reputação técnica. Saiba que você já está com meio caminho andado para trabalhar com tecnologia.

A tecnologia é um setor de carreira competitiva, mas está repleta de oportunidades para todos os tipos de pessoas com uma ampla gama de habilidades, não apenas codificadores. Nesse post, vamos abordar algumas sugestões sobre as habilidades que você pode desenvolver e as melhores táticas para conseguir um emprego com tecnologia e se destacar nele. Vem ver!

1. Defina seu padrão pessoal de sucesso

Essa dica é válida para qualquer setor, mas é particularmente importante em tecnologia. Isso porque o cenário tecnológico está mudando em um ritmo acelerado e as funções de trabalho se adaptam de acordo. Então a primeira dica é: pense e entenda o que é uma carreira de sucesso para você.

O que vai medir o seu sucesso? Será seu status ou tempo de empresa? Ou talvez algo ainda mais pessoal, como a flexibilidade que seu trabalho lhe proporciona ou os indivíduos com quem você trabalha? Seja qual for o motivo, passe algum tempo se questionando para chegar ao significado que o sucesso tem para você. E não se preocupe, essa definição pode ser diferente para muitas pessoas, o importante é estar certo do que ele significa para você.

2. Supere seu medo do fracasso

Operando em uma nova condição, os profissionais de tecnologia são frequentemente encorajados a fazer as coisas erradas para descobrir a melhor maneira de fazer as coisas da maneira certa.

É importante aprender a aceitar o fracasso e vê-lo não como um retrocesso, mas como uma oportunidade de aprendizado. O fracasso não é apenas ingrediente essencial na inovação, mas também no crescimento pessoal. Certifique-se de que você está preparado para lidar com contratempos e transformá-los em algo positivo.

3. Abandone o perfeccionismo

Muitas vezes sentimos uma pressão para sermos perfeitos por sermos pressionados por muitas expectativas. É importante manter o foco no seu eu autêntico e abraçar suas imperfeições. Muitas vezes, são nossas imperfeições que nos tornam únicos de uma forma positiva.

O dia em que percebemos que ninguém é perfeito, veremos melhor nossas habilidades e o quanto somos válidos. A tecnologia é um mundo dinâmico e o perfeccionismo é o inimigo da confiança de muitas pessoas. Essa aceitação lhe dá confiança e força para trabalhar com tecnologia.

4. Mapeie suas habilidades transferíveis

Muitas vezes pessoas estão entediadas em seus empregos corporativos tradicionais e procuram se juntar à cena tecnológica. O que as está retendo é a falsa noção de que elas não são técnicas o suficiente para a tecnologia.

As empresas de tecnologia, como qualquer outra indústria, exigem uma gama de trabalhadores. Elas têm equipes de RH, jurídicas e de operações, como todas as outras empresas. Reserve algum tempo para listar todas as suas habilidades – da comunicação à estratégia – para que, à medida que você procura funções, possa se concentrar menos nos cargos, que muitas vezes não são claros, e mais nas habilidades necessárias para se destacar na sua posição.

5. Leia notícias sobre o setor e crie uma lista dos sonhos

A tecnologia pode ser uma metralhadora de informações. Em um minuto você está ouvindo sobre o filtro mais recente do Instagram e, no outro, sobre Bitcoins. Por isso é importante estar antenado nas novidades, visite sites como o Techcrunch, Wired, The Next Web e tantos outros para se atualizar sobre as últimas novidades em tecnologia.

Com tantos campos diferentes para trabalhar com tecnologia, é importante ter uma ideia de quais seriam as empresas em que você se vê trabalhando. Pesquise e crie uma lista dos sonhos de algumas empresas que estão alinhadas de acordo com seus interesses.

6. Use as mídias sociais em sua busca de emprego

Como as mídias sociais alcançam rapidamente o público, elas também são aliadas das equipes de recrutamento, pois publicar uma vaga de emprego no LinkedIn, por exemplo, se torna mais rápido e fácil de ganhar visibilidade de pessoas do ramo que estão interessadas em conseguir um novo emprego.

Portanto, verifique se você tem um perfil ativo no LinkedIn ou em grupos de tecnologia do Facebook e use para acompanhar as empresas que pesquisou e deseja trabalhar. Não esqueça também, de seguir as contas da empresa e os líderes significativos da equipe.

Além disso, procure deixar seu perfil sempre atualizado com ótimas referências, pois conseguir uma indicação conta muito para mostrar o seu trabalho e mostrar seus pontos fortes, na visão dos seus antigos colegas de trabalho. Portanto, faça tudo o que puder para obter uma indicação além de ter um bom portfólio.

7. Pesquise sobre a empresa

Lembre que as empresas são apaixonadas pelo próprio projeto e procuram contratar pessoas realmente engajadas na missão e determinadas a ter sucesso. Certifique-se de reservar um tempo para absorver as informações possíveis sobre a empresa que você se candidatou ou vai para uma entrevista de emprego.

Procure pelos seus fundadores, leia o blog da empresa, acompanhe as últimas manchetes. Mostre o quanto você se importa e que você sabe sobre a empresa que se candidatou, isso ajuda a causar uma boa impressão sobre você para o recrutador.

8. Mostre suas realizações

O mundo da tecnologia é muito influenciado pelo Vale do Silício nos EUA. Lá, os fundadores procuram sempre expor suas grandes ideias e conquistas para competir por clientes e investidores. Como lá o mercado é mais competitivo, essa forma de comunicação é levada a cabo em todo o setor. Acredita-se até que existe a suposição de que: se você não está exibindo, é porque não tem nada para mostrar.

Na medida certa, assegure-se de não reter nada em suas comunicações com empregadores atuais ou futuros. Não menospreze o seu próprio trabalho, por menor que seja. Ninguém melhor do que você para apresentar as grandes coisas que fez, cada uma com os seus resultados e contribuições. Conheça o seu valor e nunca se acomode.

9. Estruture suas respostas de entrevista

A maioria das startups ou empresas de tecnologia são bastante informais, mas o ambiente casual não significa que você pode ser casual em sua entrevista. É muito importante estruturar suas respostas nas entrevista, para que você possa obter um melhor aproveitamento em todos os pontos-chave.

Certifique-se de responder o essencial nos momentos certos de cada pergunta. Como em assuntos relacionados a competência, vamos dar um exemplo. Na pergunta: “Dê um exemplo de uma vez que você trabalhou para um prazo restrito”, você pode estruturar a resposta da seguinte forma:

  • Contextualize a situação: quando e onde foi?
  • Fale sobre a tarefa: esclareça o problema para resolver
  • Detalhe a ação: explique o que você realizou para encontrar uma solução.
  • Finalmente, mostre o resultado: a solução foi bem sucedida? Até que ponto?

Como essa pequena estrutura, você consegue explicar todos os pontos que o entrevistador quer saber e você não vai fugir da pergunta. 😉

Com essas orientações o caminho para você trabalhar com tecnologia fica facilitado. Se agarre aos seus conhecimentos e parta para a ação! Compartilhe com a gente nos comentários alguma experiência profissional que você já teve.

Tags:, , ,
Comentários
Pressione Enter para pesquisar ou ESC para fechar