estrategia-branding-como-tornar-minha-marca-forte

Estratégia de Branding: o que é necessário para uma marca forte

quarta-feira, 29 de janeiro de 2020 | Comentários

Escrito por

Existem diversas razões que determinam a escolha de uma marca pelos consumidores, tais como confiabilidade, tradição, sugestão de conhecidos. Em alguns momentos, as razões são mais simples, algo como “vi essa marca no Instagram e gostei”.

Neste último exemplo, a escolha foi fruto do impacto da comunicação e do marketing feito pela empresa para captar a atenção e ganhar a confiança das pessoas. Isso é estratégia de branding.

Branding – ou Gestão de Marcas – é o nome dado às ações comunicacionais e publicitárias que uma empresa faz para consolidar sua marca e produtos no mercado. A estratégia de branding envolve de tudo um pouco:

  • Construção de discurso;
  • Posicionamento da marca no mercado;
  • Criação de post de conteúdo;
  • Participação e interação nas redes sociais;
  • Desenvolvimento de logos e slogans;
  • Estratégias para publicidade.

No post de hoje, vamos falar mais sobre gestão de marcas e o seu universo. Abordaremos a forma de realizar boas estratégias de branding e também algumas dicas para tornar sua marca ainda mais forte no mercado.

A importância de uma estratégia de branding

Muita gente confunde divulgação de marca com uma enxurrada de posts com produtos, interações rasas e replicação contínua de conteúdos não muito interessantes.

Estratégia de branding é algo construído com cautela, conhecimento de público, análise de oportunidades e, claro, boas informações para a audiência. O sucesso está em transmitir valores para o público, não apenas novidades. Uma boa construção de marca gera:

  1. Valor para o público;
  2. Valor perante a concorrência;
  3. Vantagens competitivas da empresa;
  4. Identificação entre os produtos/serviços e o público;
  5. Autoridade para a marca se destacar.

É importante lembrar que não é a lucratividade que manda na estratégia, são as ações desenvolvidas – que posteriormente vão potencializar as receitas e conceder à marca o valor de mercado que ela pretende alcançar.

É por isso que se vai além do que é funcional. Veja quantas marcas investem em “conteúdos emocionais”, capazes de gerar sentimentos nas pessoas que consomem as informações.

Os valores transmitidos por uma empresa e a forma como eles são capazes de impactar o público alvo são fatores-chave na consolidação de uma marca. Por isso é tão importante pensar em branding de forma estratégica.

É fundamental compreender que a estratégia de branding deve ter sua qualidade analisada o tempo todo. Por meio das métricas utilizadas no marketing digital é possível analisar quais conteúdos são interessantes para o público, quais ações não geram o valor esperado e as reações e interações das pessoas perante os conteúdos desenvolvidos.

O marketing é empírico, por isso, o sucesso de uma marca passa também pelas correções de estratégia, alinhamentos no discurso e até mesmo revisão sobre o público alvo da empresa.

Leia mais: A importância de métricas para avaliar o sucesso de seu site

Os desafios de se construir uma marca forte

Em primeiro lugar, existe a concorrência. Muitas marcas, especialmente aquelas que demoraram a ingressar no marketing digital ou que estão iniciando as atividades agora, encaram empresas muito bem preparadas.

A concorrência é ampla para quase todo mundo, e com certeza você vai encontrar alguém que oferta a mesma coisa que sua empresa. Com isso, o primeiro desafio é gerar valor e chamar a atenção das pessoas.

Para que você tenha os melhores resultados com branding, uma marca precisa ser:

  1. Memorável, ou seja, facilmente lembrada pelas pessoas;
  2. Ter uma identidade visual que auxilie nesse reconhecimento da marca, o que envolve logos, slogans, escolha de cores;
  3. Ser precisa nas suas comunicações;
  4. Construir um discurso informativo, mas que seja capaz de persuadir as pessoas e convencê-las de que consumir a marca é algo positivo;
  5. Ter a qualidade transmitida em seu discurso, afinal, ninguém gosta de ser enganado;
  6. Antenada com o mundo ao seu redor, o que ajuda a construir comunicações persuasivas e de interesse.

Esse fatores são de grande valia para construir uma marca e para o desenvolvimento das estratégias de branding. Não se trata apenas de discurso, é necessário se ater à qualidade do que você apresenta ao cliente. Afinal, o mercado consumidor está cada vez mais exigente, informado, criterioso com suas escolhas e fiscalizador das ações tomadas por uma marca.

A reputação de uma marca é construída com muito trabalho, mas pode ser destruída com facilidade. Basta uma comunicação mal direcionada, uma infelicidade na escolha do discurso, uma resposta mal dada a um consumidor insatisfeito e pronto, tudo pode ir água abaixo.

Portanto, é fundamental ter consciência que um dos desafios mais importantes das estratégias de branding é ter cautela, analisar muito bem os conteúdos e adotar a reflexão e empatia para não “errar a mão”.

Leia mais: Marketing de conteúdo: o que é e como criar estratégias efetivas

Atualmente vivemos um fenômeno nas redes sociais, a “cultura do cancelamento”. Basta uma comunicação mal feita por uma marca ou pessoa pública para se iniciar uma enxurrada de críticas e comentários como “não consumo mais, está cancelada”. O cancelamento é o boicote dos dias de hoje, e pode custar muito caro para a reputação de uma empresa.

5 dicas essenciais para sua estratégia de branding

Veja 5 dicas para que sua estratégia de branding seja eficaz e traga os resultados esperados.

1 – Estabeleça um discurso condizente com seu público alvo

Para engajar as pessoas, é fundamental que você fale a língua delas. Por isso, tenha muita atenção com a forma como sua marca se comunica com as pessoas consideradas “público alvo”.

Se a comunicação não gera identificação, a estratégia de branding será impactada negativamente.

2 – Utilize as redes sociais

O uso massivo de redes sociais no Brasil e no mundo é uma demonstração clara de que as pessoas estão online, e uma marca deve estar presente no mesmo ambiente em que seu público.

Não deixe de investir na criação de perfis para melhor atender, se comunicar, esclarecer dúvidas e interagir com seus clientes e pessoas interessadas.

3 – Capriche no conteúdo

Nem tudo se resume a apresentar preços e produtos. Invista na criação de conteúdos com informações relevantes, dicas, curiosidades etc.

As pessoas consomem conteúdos de marca na internet o tempo todo. Por isso, cabe às empresas compreender esse fenômeno e oferecer às pessoas conteúdos de interesse. Bons conteúdos vão ajudar a fixar a sua marca na cabeça do cliente.

4 – Valorize a experiência interna e externa

Fique atento na experiência que sua marca cria, tanto para os consumidores quanto para a equipe interna. Muitas marcas conseguem gerar engajamento ao mostrar ações internas, apresentar a rotina dos funcionários e as ações interessantes tomadas dentro do trabalho. Isso desperta um sentimento humanizado e ajuda no engajamento de público.

O mesmo serve para experiências externas. Valorize a opinião dos seus consumidores, compartilhe boas experiências e esteja presente para sanar os problemas de uma jornada de consumo.

5 – Seja ativo

Começou a fazer um Instagram? Não desista. Criou uma cultura de atendimento rápido pelo Facebook? Não deixe de oferecer o serviço. Iniciou a postagem de conteúdos em um blog da empresa? Continue firme e atualize sempre!

Estar ativo faz parte das estratégias de branding para não cair no esquecimento e gerar mais valor para sua marca.

Construção de marca exige muita estratégia. Por isso, nunca deve-se encarar essa tarefa como algo descompromissado. Muitas empresas naufragam em suas expectativas por não analisar o branding como algo estratégico.

 

Tags:,
Comentários
Pressione Enter para pesquisar ou ESC para fechar