Como usar o Facebook Ads para dropshipping na sua loja virtual

Como usar o Facebook Ads para dropshipping na sua loja virtual

sábado, 14 de setembro de 2019 | Comentários

Escrito por

Você já pensou em ter uma loja virtual, mas está preocupado com o estoque e todas as questões logísticas que isso traz? A solução para a sua ideia pode ser o dropshipping nacional, já pensou nisso?

Este modelo de negócio não requer que você tenha a mercadoria de antemão, o que ajuda muito no processo de montar seu e-commerce. Vamos ver também como o Facebook pode ser um aliado fundamental para encontrar seu consumidor final.

O que é dropshipping

É um modelo bastante prático, o vendedor não precisa ter nenhum produto em estoque. A cada venda, deve-se entrar em contato com o fornecedor, que vai enviar a mercadoria diretamente ao consumidor final.

O dropshipping é um dos métodos mais baratos para entrar no universo de vendas online. O investimento inicial é para a criação da loja virtual e divulgação. Idealmente, investir tempo em pesquisa de produtos e fornecedores também é importante.

Apesar do baixo risco e custo inicial, o sistema requer atenção redobrada com:

  • Prazos de entregas;
  • Qualidade da embalagem;
  • Qualidade do próprio produto.

Antes de anunciar e vender, tenha certeza da procedência da mercadoria. Também é importante se atentar ao pós-venda e ter certeza de que tudo ocorreu bem.

Um dos segredos do dropshipping é otimizar o uso das ferramentas que as redes sociais dispõem. Existem milhares de produtos, lojas e possibilidades de lucrar sem sair de casa, porém só tem sucesso quem entende o comportamento do consumidor e público alvo – para enfim realizar a entrega do produto.

Para entender o comportamento dos clientes dentro da sua loja virtual, existem diversos recursos, um exemplo deles é o Facebook Pixel. Ele pode criar listas diferenciandos pessoas que compram ou não na sua loja. Se tiver multiplas categorias de produtos, também é possível listar quem visita o que. Outro comportamento que pode ser observado é no pós-compra: quais outros produtos, que têm relação com o que foi comprado, você pode oferecer a essa pessoa?

Adrian Morrison, referência internacional no sucesso com vendas sem estoque, conta que, certa vez, começou a vender coleiras com led colorido, para pets. O produto foi um sucesso na loja e todos aqueles compradores deixaram um cadastro, logo, ele conseguiria enviar e-mail marketing e até segmentar posts voltados a esses clientes.

Depois de algum tempo, sentado em um parque, Adrian observou que maior parte das pessoas passeando com um pet eram mulheres e usavam leggings. Foi aí que teve a ideia de reaproveitar a base de clientes das coleiras de led e impactá-los com ofertas de calças leggings com estampas personalizadas de pet. O resultado disso foi mais vendas, e o segredo foi simplesmente observar o comportamento daquele público alvo.

Talvez você não tenha tempo de ir às ruas observar o comportamento, mas já consegue ter uma ideia no pós-venda, simplesmente analisando os dados de quais produtos mais recebem visitas, mais vendem, quem são as pessoas que compram (região do país, gênero, idade, profissão, etc).

Como usar o Facebook para aumentar vendas

Uma das melhores plataformas para encontrar o público ideal para sua loja virtual de dropshipping é o Facebook. Dentre os milhões de usuários da rede, certamente alguém está interessado no produto que você oferece.

Em pesquisa, a Kentico Digital reportou que 40% dos usuários não “curtem” página alguma, o que significa que são pessoas alcançáveis apenas por postagem patrocinada. Se ainda não sabe como fazer a rede social trabalhar por você, vamos começar?

Engajamento e novos fãs

Ainda na pesquisa que mencionei acima, a Kentico Digital aponta que apenas 8% dos usuários curtem ou seguem marcas que não eram familiar fora das redes, ou seja, sua marca precisa se fazer conhecida online. Uma das maneiras de concretizar sua presença online, com apoio das redes sociais, é criando conteúdo que engaje os fãs e curtidores da página.

Para se ter uma ideia, duas das razões mais comuns dentre as quais usuários justificam que deixaram de seguir ou curtir uma página são: 32% conteúdo desinteressante e 28% por excesso de postagens. Para engajar não basta volume, mas qualidade do conteúdo. Aqui vão algumas dicas para fortalecer sua estratégia:

  1. Conteúdo adequado para Facebook: Cada rede tem suas particularidades e têm funcionalidades específicas. Por isso, é preciso criar conteúdo adequado às funções dela. Neste caso, como o seu objetivo é a visita na loja online, crie publicações que façam os usuários do Facebook interagir. Faça enquete, peça para marcar amigos, reagir. O importante é experimentar. Depois que descobrir o que dá certo, replique e refine
  2. Encontre o melhor horário para postar: Quando fizer os testes, também publique em horários diferentes. Fique de olho no engajamento e descubra qual é o momento que seu público está online e tem maior aderência à postagem. Pesquisas apontam que, de manhã, antes do trabalho, no almoço e antes de dormir, os usuários tendem a acessar mais as redes.
  3. Compreenda o interesse dos seguidores: É importante se relacionar e responder os seguidores. A rede também é um canal para criar relacionamento e ter ideias de conteúdos – e até mesmo produtos para sua loja. Aproxime-se das pessoas que engajam com seu conteúdo, pergunte o que eles gostam, deixe seu público compartilhar a experiência.

Anúncios no Facebook

Vender é bom demais, mas multiplicar as vendas é ainda melhor, por isso, quem trabalha com dropshipping precisa de estratégia e, aumentar a base de likes pode contribuir, pois vai permitir segmentar publicações para essas pessoas que mostraram interesse na sua loja.

Quando você começar a página da sua loja no Facebook, teoricamente, terá poucos seguidores. Com o tempo e os likes, mais usuários vão seguir sua página. Uma vez que essa base de pessoas está formada, você não precisa direcionar o post a um leque grande, mas focar apenas em quem já engajou com a página, afinal, eles têm interesse no seus produtos e mais propensão a comprar.

O Facebook te dá a opção de impulsionar as postagens. Ou seja, você pode pagar uma quantia, determinar um público e, então, a plataforma vai “impulsionar” a publicação da sua escolha para aquele grupo de usuários. Desta maneira, sua publicação vai alcançar mais pessoas interessadas na sua loja.

Quer dominar o Facebook e Instagram Ads? Se liga nesse webinar grátis

Pixel: seu melhor funcionário

Quando a base de fãs estiver bem estabelecida, você deve intercalar posts de engajamento com campanha de tráfego. As postagens, agora, devem levar seu fãs para a sua loja virtual.

Nesta etapa, você vai conquistar algumas e vendas e leads. O lead é uma pessoa que passou pela sua loja e deixou cadastro (e-mail, nome). As informações dessas visitas também podem ser rastreadas pelo pixel do Facebook.

Essa ferramenta, disponibilizada pela rede social, ajuda a mensurar uma campanha por meio de um código inserido no seu site. Se seu público está acessando, mas não está comprando, por exemplo, é hora de usar os preciosos dados que o pixel do Facebook gerou para sua loja. Veja esse tutorial para instalar o Pixel do Facebook no seu site.

Com esse “robô” trabalhando para você, é possível rastrear o comportamento dos visitantes da sua loja, como por exemplo, quem chegou a colocar itens no carrinho, mas não concluiu a compra. Dessa forma, você consegue impactar esses clientes novamente, com uma mensagem mais personalizada, de acordo com o comportamento deles.

Aliás, nunca é tarde para começar no marketing digital. Partiu criar uma fanpage para a sua loja virtual?

Tags:
Comentários
Pressione Enter para pesquisar ou ESC para fechar