As melhores Frameworks JavaScript para quem desenvolve sites

As melhores Frameworks JavaScript para quem desenvolve sites

quinta-feira, 26 de setembro de 2019 | Comentários

Escrito por

Como você sabe, existem diversos tipos de linguagem de programação, e, ao mesmo tempo, existem códigos já executados e compilados em cada uma dessas linguagens. Essas “coletâneas” são, em linhas gerais, as frameworks.

Nesse conteúdo, nosso foco será o JavaScript e as melhores frameworks disponíveis para quem desenvolve produtos digitais nessa linguagem. Quer conhecer quais são eles?

Então confira algumas informações sobre o tema e aproveite para conferir a lista de frameworks JavaScript recomendadas que a nossa equipe preparou para você. Boa leitura!

Qual é o conceito de framework?

Antes de apresentarmos as melhores frameworks para JavaScript, vamos à uma rápida contextualização.

Quem trabalha com programação e desenvolvimento web sabe o quão importante é uma framework, apesar de ser algo bem difícil de definir para pessoas que não são da área.

Podemos dizer que a framework funciona como uma espécie de conjunto de informações, códigos e elementos que facilitam o desenvolvimento de projetos web similares em determinada linguagem.

A programação e desenvolvimento de websites é uma atividade intelectual complexa e que envolve muita informação. Programadores produzem diversas linhas de código em diferentes linguagens de programação, e dão origem aos mais diversificados “produtos digitais”.

Com isso, é possível construir uma espécie de banco de códigos e dados e mantê-lo disponível para que outros programadores aproveitem esse conhecimento e adicionem novos elementos em seus projetos.

É uma forma de humanizar a construção de produtos digitais utilizando códigos, garantindo diversos conceitos de sucesso da indústria de softwares.

Vamos à um exemplo. Imagine que você está jogando o game “The Sims” e quer mobiliar a cozinha. Você tem à disposição todo o conjunto de elementos para mobiliar: mesas, eletrodomésticos, pias, cadeiras. Tudo é separado por categorias e basta pegar um elemento e inserir na casa, certo?

Não é necessário desenvolver os móveis, apenas utilizar os disponíveis ali no catálogo. A framework funciona mais ou menos com a mesma lógica.

Em vez de um desenvolvedor iniciar seu projeto “do zero” (ou seja, construir os móveis e eletrodomésticos), basta ele acessar uma framework para obter elementos prontos, que irão acelerar a construção do site e oferecer mais recursos.

Framework e biblioteca são a mesma coisa?

Esse tipo de confusão é comum, principalmente entre os programadores e entusiastas iniciantes. A principal finalidade das frameworks é agilizar o trabalho e disponibilizar aos programadores uma série de elementos e recursos úteis para seus projetos.

As bibliotecas são conjuntos de códigos e recursos, e as frameworks, por tratarem de projetos maiores, costumam ser conjuntos de bibliotecas, ou seja, é um “catálogo” bem mais amplo.

Uma biblioteca é acionada pelo desenvolvedor. Trata-se de um local onde você entra e utiliza o que precisa. Já uma framework tem uma escala maior, ele guia o desenvolvedor ao longo do seu projeto.

Saiba mais sobre a linguagem JavaScript

Para quem não está totalmente por dentro do universo da programação, é fundamental saber o que é JavaScript e quais sãos suas características.

JavaScript é uma popular linguagem de programação utilizada no desenvolvimento web. O foco são os scripts e programas que são executados no navegador do usuário, o que faz do JavaScript uma espécie de extensão do código HTML. A linguagem é interpretada, ou seja, ela não precisa de compilação e, por isso, não utiliza recursos do servidor do site.

Por fim, é importante lembrar que JavaScript é algo diferente de Java. A sintaxe (a forma como é escrita o código) é diferente e, no caso do Java, é necessário um compilador para que o navegador interprete o código. Por sua vez, o JavaScript tem seu script interpretado por ele mesmo.

O potencial mobile do JavaScript

Dentre as finalidades do JavaScript, uma que se destaca nos dias de hoje é seu potencial para o desenvolvimento de aplicações para dispositivos móveis. Isso ocorre porque existe uma ampla oferta de frameworks disponíveis para os programadores.

A vantagem principal é a possibilidade de usar uma única linguagem de programação para as diferentes plataformas. Isso é feito com o uso de alguns programas, especialmente o Phone Gap e o Cordova. Com eles é possível criar aplicações híbridas, como são chamadas as que unem duas tecnologias diferentes, a web e a nativa.

Por se tratar de uma linguagem de código mais simples e que possui diversos programas, bibliotecas e frameworks à disposição, o JavaScript tem se mostrado uma boa escolha para o desenvolvimento de soluções mobile.

As melhores frameworks para JavaScript

Depois de entender as definições tanto de framework quanto de JavaScript, vamos falar das mais funcionais para os seus projetos. Confira!

React

O React é uma das frameworks mais populares da web, inclusive, ele é mantido por uma das empresas mais renomadas da internet, o Facebook.

Para ser mais preciso, o certo é considerar o React como uma biblioteca JavaScript muito boa, mas não uma framework completa. Geralmente, o uso do React está atrelado à utilização de outras bibliotecas, como a Redux.

Dentre suas principais funcionalidades estão a presença de componentes escritos com códigos limpos e confiáveis (estrutura declarativa e reutilizável), com camadas simplificadas de abstração.
Outro importante recurso é a presença de DOM Virtual (Shadow DOM), que permite que as alterações realizadas no código sejam inseridos no DOM da página de uma mais controlada.

O React é uma framework que opera com fluxo unidirecional para os dados, conhecido como one-way data binding. Nesse sistema, o dado vem do banco e vai para a tela e pronto, não está sincronizado com o banco. O sistema atualiza o dado, lê e coloca na tela.

Angular

O Angular é um grande projeto mantido pelo Google e considerada uma dos frameworks mais completas da internet. Atualmente ele se encontra na oitava versão, sendo que recebeu frequentes melhorias para otimizar a experiência do usuário e a confiabilidade do seu banco de informações.

Ele opera com uma forma um pouco diferente do React, já que ele apresenta um fluxo no formato two-way data binding. Ele também não é baseado em estados, como é o caso do React.

Além disso, o Angular apresenta sincronização automática entre as camadas de model e view, que é consequência do formato two-way data binding. Esse recurso facilita a sincronização dos dados do banco com os elementos de front-end desenvolvidos pelo programador.

Com isso, a comunicação entre o banco de dados e o produto fica simplificada. Antes, era necessário utilizar outros recursos, como a biblioteca JQuery, para garantir bons resultados. As frameworks mais modernas, como a Angular, já fazem o mesmo trabalho sem a necessidade de bibliotecas adicionais.

Vue.js

Assim como o React, o Vue.js é uma biblioteca, sendo uma das mais leves e indicadas para quem está iniciando sua caminhada pela programação JavaScript. Ele possui templates baseados em HTML e opera no sistema two-way data binding.

A grande vantagem do Vue.js é sua facilidade de uso. Para quem está começando, ele é considerado um framework de alta indicação pois seu uso é intuitivo e o aprendizado se torna simplificado.

 

Como você pode conferir, existem diferentes frameworks JavaScript à disposição de quem está desenvolvendo projetos nessa linguagem. Vale ressaltar novamente que existem diversas opções disponíveis para programadores de diferentes níveis de conhecimento.

É possível fazer algumas pesquisas em sites e fóruns especializados para descobrir mais e mais frameworks que vão auxiliar na sua criação.

Quer compartilhar mais frameworks ou comentar sobre suas experiência utilizando os destacados aqui? Então, não se esqueça de deixar um comentário!

Comentários
Pressione Enter para pesquisar ou ESC para fechar