Tipos-de-desenvolvedor

Tipos de desenvolvedor: Front-End, Back-End e Full-Stack

terça-feira, 12 de maio de 2020 | Comentários

Escrito por

Está sem tempo para ler? Clique no player abaixo e ouça o conteúdo deste post!

Dentro da área de programação existem 3 tipos de desenvolvedor. Cada um possui suas características, além de seguir uma linguagem específica – fatores que devem ser avaliados com cautela.

Ao optar pelo Front-End, é preciso saber desenvolver as telas de aplicação projetadas pelo Arquiteto e Designer. Logo, geralmente, precisa dominar HTML, CSS e JavaScript.

O desenvolvedor Back-End é quem lida diretamente com as requisições do cliente. Ele precisa ter noção de linguagem de programação, saber programar regras de negócio do sistema e gravar dados, por exemplo.

Já o Full-Stack é o desenvolvedor mais completo e que realiza o trabalho mais complexo. Isto porque ele faz tanto Front quanto Back-End. Portanto, deve ter conhecimento amplo sobre todas as tarefas realizadas pelos demais tipos de desenvolvedores.

Mas afinal, qual dos tipos de desenvolvedor se enquadra melhor ao seu perfil, habilidades e atitudes? Neste conteúdo, você vai conhecer as características de cada um, bem como suas vantagens e desvantagens. Boa leitura!

Você vai ler neste artigo:

Tipos de desenvolvedor: quais características você precisa ter para ser um deles?

  1. Front-End
  2. Back-End
  3. Full-Stack

Quais as vantagens e desvantagens dos tipos de desenvolvedor?

Qual a melhor escolha?

Tipos de desenvolvedor: quais características você precisa ter para ser um deles?

Para ajudá-lo a escolher a área que deseja seguir na carreira de programador, mostraremos as características que os 3 tipos de desenvolvedor devem possuir. Confira:

1. Front-End

O desenvolvedor Front-End é aquele que trabalha com linguagens, frameworks e bibliotecas. Ele deve ter capacidade de avaliar o trabalho do designer, para conseguir seguir a mesma linha do projeto.

Por este motivo, precisa saber o básico de softwares como:

  • Illustrator;
  • Photoshop;
  • Corel Draw;
  • Adobe XD;
  • Sketch.

Apesar desses programadores não precisarem saber como desenvolver um código de Back-End, devem conhecer os fundamentos da arquitetura de software. Afinal, os códigos que ambos produzem precisam conversar para garantir o sucesso do projeto.

Um Front-End não lida diretamente com banco de dados, nem com servidores complexos de aplicação. Embora também não tenham experiência com design, algumas empresas os contratam para atuar como desenvolvedor web, ou seja, para criar sites ou blog. Por isto, é interessante ter conhecimento sobre o assunto, principalmente em como usar WordPress.

2. Back-End

O desenvolvedor Back-End é o responsável pela integridade dos códigos, garantindo que as funcionalidades desejadas serão executadas adequadamente. Quem se especializa nessa área, geralmente, não é o mais indicado para criar sites. Em contrapartida, entendem como ninguém de regras de negócio, banco de dados e tudo que roda no servidor.

Quem direciona a carreira de programador a essa função precisa se especializar em uma ou mais linguagens, como:

Além disso, deve saber publicar aplicações – o que requer conhecimento em serviços como Azure e AWS e na criação de contêineres, como o Docker.

3. Full-Stack

Como já dissemos, o desenvolvedor Full-Stack é considerado o profissional mais completo, pois, como atua tanto com Front-End quanto com Back-End, é capaz de entregar o projeto do início ao fim.

Por ser raro encontrar programadores que realmente tenham esse conhecimento amplo, é um dos mais valorizados no mercado.

Quais as vantagens e desvantagens de cada tipo de desenvolvedor?

Um Front-End atua principalmente com a linguagem JavaScript, o que pode ser vantajoso pelo fato de ser uma das que mais cresce no mercado. Além de atuar com web, ele pode aprender a criar aplicações desktop e mobile, desenvolver jogos e até mesmo encarar o trabalho de Back-End.

Por estes motivos, todas as empresas precisam desse tipo de profissional – o que significa que há mercado disponível.

A desvantagem desse tipo de desenvolvedor é a necessidade criar códigos que permitam a utilização da maioria dos usuários – independentemente do sistema operacional e navegador, por exemplo.

Além disso, deve se preocupar em entregar a melhor experiência possível, o que requer preocupação com a otimização de arquivos como:

  1. HTML;
  2. CSS;
  3. JS;
  4. Imagens.

O desenvolvedor Back-End não precisa se preocupar com o dispositivo ou versão do navegador utilizado pelo usuário na hora de criar seu código. Afinal, ele estará rodando em apenas uma máquina que ele mesmo pode configurar.

Uma das desvantagens de optar por essa área é que, geralmente, o profissional se especializa em apenas uma linguagem de programação, limitando os lugares onde pode trabalhar. Se ele tem familiaridade com Java, por exemplo, dificilmente irá atuar em uma empresa que trabalha apenas com Python.

Já o profissional Full-Stack se beneficia pelo fato de poder trabalhar em diversos lugares e, ainda, selecionar a vaga que oferece os maiores salários. Em contrapartida, como precisa saber de Front e Back, deve se manter constantemente atualizado. Em meio a frequente evolução tecnológica, pode ser um desafio acompanhar.

Qual a melhor escolha?

Depende das suas habilidades e expectativas em relação à carreira de programador. É preciso avaliar as vantagens e desvantagens de cada um e encontrar aquela que oferece mais benefícios de acordo com o seu perfil.

Se você prefere criar sites visando garantir a sua usabilidade nos diferentes navegadores e tem conhecimento, mesmo que básico, sobre design, o Front-End pode ser a melhor opção. Caso sua especialidade sejam as linguagens de programação e prefere se preocupar basicamente com a execução, se tornar um desenvolvedor Back-End parece ser o ideal.

Agora se você é um profissional que gosta de fazer de tudo um pouco quando o assunto é programação, você tem grandes chances de se tornar um Full-Stack de sucesso.

Gostou de saber as diferenças entre os tipos de desenvolvedores? Então acesse o nosso blog post e veja como é a rotina dos profissionais que trabalham com a gente!

Tags:,
Comentários
Pressione Enter para pesquisar ou ESC para fechar