O arquivo Htaccess pode ser fundamental na administração de algumas funcionalidades em seu website. Descubra mais sobre o recurso e como executá-lo.

Ouça o conteúdo deste post clicando no player abaixo!

Você sabia que quase todos os sites que usam WordPress possuem um arquivo .htaccess? Na verdade, o WordPress o cria automaticamente durante a instalação para incluir a configuração dos permalinks do site.

Quando você acessa Configurações > Links permanentes para escolher um formato de URL — normalmente, nome da postagem —, o arquivo .htaccess é alterado.

No entanto, esse arquivo pode desempenhar um papel muito mais importante.

O arquivo .htaccess é um arquivo de configuração do Apache, o software que seu servidor usa para executar. Seu conteúdo dará instruções ao Apache para que o servidor se comporte de uma determinada maneira.

Graças ao arquivo .htaccess, você será capaz de melhorar a segurança de um site, aumentar a velocidade de carregamento, configurar redirecionamentos e mais!

Quer entender melhor? Confira este artigo!

O que é Htaccess?

Os .htaccess são arquivos de configuração do Apache que permitem definir regras em um diretório e em todos os seus subdiretórios.

Eles podem ser usados ​​para proteger um diretório com senha, para alterar o nome ou a extensão da página de índice, ou para negar acesso ao diretório.

Como funciona o Htaccess?

Para explicar como o .htaccess funciona, precisamos primeiro explicar o que é o servidor Apache HTTP.

Um site é apenas uma coleção de arquivos de texto, geralmente destinados a serem lidos por um programa como PHP, Ruby ou semelhante, para criar HTML e enviá-lo aos visitantes. 

O trânsito das solicitações dos visitantes ao PHP, por exemplo, e o retorno do HTML resultante é deixado para um Servidor HTTP, sendo o Apache o mais utilizado.

Apache é um programa complexo, que obviamente pode receber muitas configurações diferentes. 

Geralmente, fazemos essas configurações em uma zona específica que permite “declarar” um site, a qual chamamos Virtual Host (hospedagem virtual). 

O único problema é que essas áreas não podem ser acessadas sem os direitos de administrador da máquina host.

O arquivo .htaccess é uma espécie de acréscimo ao Virtual Host. Ele se inscreve na pasta em que está localizado e pode ser trabalhado com direitos de usuário restritos. 

Além disso, você precisa saber que um site pode ter vários arquivos .htaccess.

Há, por exemplo, o arquivo .htaccess principal, localizado na raiz do site, onde os arquivos do WordPress estão localizados — pastas wp-admin, wp-includes e wp-content, mais alguns outros arquivos.

Assim, o conteúdo do arquivo .htaccess principal influencia todo o site.

Além disso, outros arquivos .htaccess podem ser criados em subdiretórios. No caso do WordPress, podemos colocar um no diretório wp-admin ou wp-content/uploads, por exemplo.

Os arquivos secundários terão uma influência nos diretórios em que estão localizados, bem como em seus subdiretórios.

Se imaginarmos que um arquivo .htaccess está presente em wp-content/uploads, o diretório uploads e todos os seus subdiretórios serão impactados pelo que será definido nele.

Exemplo de uso do Htaccess

Quando você cria seu site em PHP, muitas vezes, é necessário criar uma área “Admin”, onde o acesso é limitado.

Essa é a melhor alternativa, já que as pessoas com acesso à área Admin geralmente podem excluir tudo se assim desejarem — um perigo!

Suponha que você tenha criado uma pasta “Admin” na qual estão todos os arquivos de administração do seu site. Como você pode impedir que alguém acesse essas páginas?

É aqui que os arquivos .htaccess vão ajudar e muito: podemos facilmente criar uma proteção de login e senha que impeça o acesso a todos os arquivos da pasta por meio dele.

Qual é a importância de trabalhar com Htaccess?

Os principais motivos para usar arquivos .htaccess são:

  • Gerenciar o acesso a certos arquivos;
  • Proteger o acesso a um diretório com uma senha;
  • Proteger o acesso a um arquivo com uma senha,
  • Definir páginas de erro personalizadas.

Então, em resumo, o arquivo .htaccess é usado principalmente para proteger diretórios com senhas e criar redirecionamentos ou até mesmo páginas de erro.

A seguir, confira uma lista de funcionalidades e em que elas podem te auxiliar:

  • Protege o acesso a determinados conteúdos: por exemplo, criando uma senha para acessar as pastas do servidor;
  • Bane um endereço IP: banindo um concorrente malicioso que deixa comentários no seu blog WordPress;
  • Cria redirecionamentos: ao mudar um site de http para https ou durante a manutenção;
  • Força certos eventos: por exemplo, baixar certos arquivos ou armazenar seu site em cache,
  • Altera URLs definidas automaticamente no WordPress — mais conhecidas como permalinks.

Mas, afinal, qual a importância disso?

Mais de uma dessas ações têm impacto no seu SEO. Primeiro, armazenar seu site em cache nos navegadores permite otimizar o tempo de carregamento na próxima visita.

Em segundo lugar, as URLs fazem parte dos critérios técnicos a serem otimizados como parte de uma estratégia de SEO e pode ser interessante modificá-las por meio de seu arquivo .htaccess, incorporando palavras-chave.

Como criar um arquivo Htaccess?

Pela lógica, seu site deve ter, pelo menos, um arquivo .htaccess, aquele localizado na raiz. Aliás, você pode modificá-lo usando um editor de código simples.

Contudo, existem outras soluções como o plugin Htaccess Editor, que permite a edição diretamente pelo WordPress.

Se você precisar adicionar um arquivo .htaccess a um subdiretório, siga as instruções abaixo:

Crie um arquivo .htaccess no seu computador:

  • Crie um novo arquivo de texto e nomeie-o htaccess.txt;
  • Edite como desejar;
  • Envie para a raiz do seu servidor,
  • Renomeie para .htaccess.

Crie um arquivo .htaccess diretamente do seu servidor:

  • Clique com o botão direito no diretório onde ele deve estar localizado;
  • Adicione um novo arquivo e nomeie-o .htaccess,
  • Edite-o com seu editor de código (Notepad ++, SublimeText ou outro).

Pronto, você acaba de aprender a criar um arquivo .htaccess com sucesso!

Personalizando o arquivo

Personalizar o código de um arquivo .htaccess é bastante simples, confira como fazer:

Atenção: antes de qualquer modificação, salve o conteúdo inicial do seu arquivo .htaccess. Para fazer isso, você pode:

  • Duplicar o arquivo do servidor em um arquivo .htaccess-initial,
  • Copiar o conteúdo do arquivo para um arquivo de texto em seu computador.

Dessa forma, se houver algum problema, você pode restaurar facilmente o conteúdo original.

Para fazer alterações, siga as etapas abaixo:

  • Abra o arquivo em seu editor de código;
  • Coloque suas adições no arquivo;
  • Salve tudo,
  • Atualize seu site para ver se está tudo certo.

Obs.: atualizar seu site é muito importante para você ter certeza de que o código adicionado não é um problema.

Em geral, um erro 500 será exibido na tela no caso de incorreções. Nesse caso, descarte suas alterações e salve novamente. Isso resolverá!

Às vezes, acontece de alguns hosts não aceitarem este ou aquele código do arquivo .htaccess. Para resolver, entre em contato com o suporte para obter mais informações e corrigir.

Onde encontrar o arquivo no WordPress?

Normalmente, seu host/WordPress instala automaticamente um arquivo .htaccess em seu site/blog quando ele é criado. Como falamos, ele fica na raiz do seu site. 

Vá para seu cliente FTP para identificar sua localização. Depois, basta clicar com o botão direito do mouse no arquivo e então você poderá fazer o download, editar ou visualizar. Além disso, poderá modificá-lo com um editor de texto clássico.

Também é possível trabalhar em seu arquivo por meio do Painel do WordPress, porém, de forma limitada. Para fazer isso, você deve ir para as configurações de permalinks.

Quando você altera essas configurações, novas linhas são criadas automaticamente pelo WordPress em seu arquivo .htaccess. 

Para atuar sobre os comandos do seu arquivo .htaccess, você também pode usar a extensão gratuita oferecida no diretório do WordPress.

É uma grande mão na roda o que o arquivo .htaccess nos oferece: ele intervém em muitos pontos da qualidade do desempenho on-line e permite resolver problemas de maneira simples, eficaz e duradoura.

Este conteúdo te ajudou? Não deixe de compartilhar!

Esperamos que tenha gostado!

Continue acompanhando o blog HostGator para mais informações sobre tecnologia e negócios.