Confira tudo sobre como utilizar essa ferramenta a favor do seu negócio.

Você já se perguntou o que é blog e qual sua importância? Há muito tempo, os blogs deixaram de ser apenas diários e registros pessoais para se tornarem, cada vez mais, um importante canal de comunicação. 

Como criar um blog?

Segundo o WordPress, milhões de pessoas leem conteúdos em blogs do CMS todo mês na web. Então, se você está pensando em começar um blog, você chegou ao lugar certo. Preparamos um manual para te ajudar com tudo o que você precisa saber para entender como criar um blog.

Planejamento inicial

Após entender o que é um blog, é necessário criar um planejamento. Os custos para manter um blog são relativamente mais baixos, porém são necessários tempo e dedicação. Se você vai embarcar nessa experiência, precisa reconhecer que um planejamento é essencial para alcançar bons resultados.

Defina o tema e o público

É preciso saber qual tipo de blog você terá e a temática, para entender o que o público gostaria de ler. É preciso definir também um objetivo geral, como ser uma referência no mercado ou atrair mais clientes. Além disso, é importante criar a persona que vai ler os conteúdos para ajustar o tom de voz.

Escolha um bom domínio

Um nome que chame atenção e fique na cabeça do leitor faz toda a diferença, e o seu blog precisa ser lembrado. Pense na sonoridade e na forma de escrita, pois, na hora de criar um domínio na internet, você não pode usar acentos ou caracteres especiais. Verifique a disponibilidade do nome de domínio que escolheu, isto é, se ele está livre para usar ou não.

Escolha uma hospedagem

Depois de descobrir o que é blog e decidir preparar o seu, para que ele fique on-line na internet, é preciso de um local para armazenar os arquivos — esse é o papel de uma hospedagem de sites. Você pode optar por um serviço gratuito, mas, se quer um blog com um tom mais profissional, você deve contratar um serviço de hospedagem de sites ou optar por um criador de sites pago.

Defina o CMS

O CMS é um sistema de gerenciamento de conteúdo, onde você pode customizar as páginas do blog, editar facilmente os conteúdos criados, entre outros recursos. Mas, se quiser criar seu blog utilizando outra ferramenta, pode optar por um criador de sites. O criador é no estilo “arrasta e solta”, em que você pode mover facilmente os elementos apenas clicando e direcionando para o lugar que deseja.

Pense no layout

Você precisa de um layout que prenda a atenção e também deixe as informações bem organizadas. Mesmo que você opte por utilizar um template pronto, você tem a liberdade de fazer algumas alterações. É preciso considerar a usabilidade e a experiência do usuário para proporcionar a melhor experiência na navegação.

Adicione plugins

Um plugin pode adicionar funções muito úteis, como, por exemplo, o Disqus, que é um sistema de gerenciamento de comentários, ou o Yoast SEO que te ajuda nas questões de SEO do blog. Você também pode adicionar plugins de estatísticas para analisar os resultados do seu blog.

Definição dos conteúdos

Quando falamos sobre o que é blog pessoal, estamos falando sobre temas que têm relação com a vida de uma pessoa. Já o blog corporativo trará conteúdos relacionados com a empresa e seus produtos.

Primeiramente, defina as principais categorias de forma mais macro, por exemplo: livros, filmes, séries, economia, etc. Aos poucos, vá limitando mais esses assuntos e depois defina o foco e a diferenciação. 

Faça uma pesquisa nos mecanismos de busca para conhecer o que os primeiros da lista estão abordando sobre o assunto, leia os comentários para encontrar o que os leitores querem ler e o que falta. Assim, você pode deixar seu conteúdo mais completo e diferenciado.

Procure organizar os conteúdos agrupando postagens que têm alguma relação, mas intercale ao longo das semanas. Para isso, use um calendário editorial, além de auxiliar na periodicidade, ele evita o “bloqueio criativo”. Defina no seu calendário editorial algumas informações importantes, como:

  • Datas de publicação;
  • Prazos para a produção do conteúdo;
  • Temas de conteúdos;
  • Palavra-chave,
  • Data de divulgação.

A produção do conteúdo

Sempre se pergunte: por que esse conteúdo é importante para o meu leitor? O que ele tem de diferente? Porque ele leria isso no meu site e não nos outros? Saiba enxergar o que realmente importa e torne seu conteúdo mais rico e interessante.

Vale ressaltar que escrever bem é produzir um texto de maneira clara, envolvente e direta, respeitando as regras do português. Além do mais, revisar o conteúdo deve virar um hábito. Quanto menos erros deixamos passar, maiores as chances de produzirmos algo com qualidade e que cative o leitor.

Divulgue seu blog

Depois de saber o que é blog e preparar toda a parte técnica e criativa, agora é hora de receber os visitantes. Então, você precisa divulgar.

Mídias sociais

As mídias sociais são um excelente canal para atrair visitantes e também fidelizá-los por meio da divulgação do conteúdo e da interação mais rápida com o público. Porém, você não precisa estar em todas que existem, apenas nas mais relevantes para o seu público. 

Newsletter

Crie um campo de inscrição no blog, assim, você terá sua própria lista de contatos para encaminhar e-mails periódicos com informativos sobre o seu conteúdo. Além disso, poderá fazer pesquisas de satisfação com os seus leitores.

Novos meios de divulgação

É importante se inscrever em programas de parcerias entre blogs — projetos relacionados à área que você escreve —, participar de blogagens coletivas — muitas vezes, divulgadas em grupos específicos para blogueiros no Facebook—, etc.

Monitore métricas

Ao estudar o que é e quando surgiu o primeiro blog, um fator fica claro: é preciso fazer a análise dos resultados para encontrar opções de melhorias e crescer cada vez mais. Portanto, procure analisar alguns dados importantes sobre o seu blog, como:

  • Tráfego: quantas visitas você recebe por mês? Em qual período do ano? Quantas pessoas acessam? Quantos são visitantes novos? Ter controle desse tipo de informação pode ajudar na hora de reformular sua estratégia e ver a eficácia da divulgação;
  • Origem do tráfego: conhecer a origem dos seus visitantes do blog é uma forma de mapear os principais canais de relacionamento que podem ser melhor explorados ou até mesmo abandonados;
  • Taxa de rejeição: ou bounce rate, indica quantos visitantes entraram no seu blog e saíram logo em seguida. Essa informação pode indicar que o seu conteúdo não está sendo relevante para aquela pessoa. Números muito elevados de rejeição podem fazer com que o Google desqualifique seu blog,
  • Posts mais populares: aqui você analisa a popularidade dos conteúdos e descobre quais são os temas de mais sucesso. Assim, você pode ter insights de novos posts, além de identificar as publicações que não estão dando certo para fazer otimizações.

SEO

Você sabe o que é blog, agora precisa saber o que leva uma página a chegar à primeira posição do resultado de busca. Há diversos fatores e eles são abordados nas estratégias de SEO (Search Engine Optimization). 

Seguir essas ações de otimização levam seu conteúdo para a primeira página do Google e você vai ser encontrado mais facilmente pelos leitores. Alinhe essas boas práticas de SEO com a produção do conteúdo também.

Para entender mais sobre SEO, confira nosso outro artigo e fique por dentro dessa técnica!