Metodologia OKR: o que é e como aplicar ao desenvolvimento de sites

Você sabe o que é a metodologia OKR e como aplicar ao desenvolvimento de sites?

Escrito por

segunda-feira, 16 de Abril de 2018 | Comentários

Qual é o seu objetivo profissional no momento e o que você precisa fazer para alcançá-lo? Provavelmente você está trabalhando no desenvolvimento de algum projeto, talvez em mais de um simultaneamente. Como o dia a dia é corrido você nem chega a definir o que é prioridade, vai executando as demandas conforme elas aparecem e o aspecto negativo disso é não conseguir mensurar com clareza quais objetivos alcançou. A metodologia OKR pode ser uma ótima alternativa para visualizar com mais clareza os resultados que você está gerando.

Afinal, o que é a metodologia OKR?

A metodologia OKR está em alta e, diferente do que muita gente pensa, não é uma moda passageira. O termo OKR foi criado pela Intel na década de 70 e significa Objectives and Key Results, ou seja objetivos e resultados-chave. Anos mais tarde, no fim dos anos 90, a metodologia foi adotada pela Google e desde então passou a ser usada por inúmeras empresas e startups.

Muita gente tem dúvidas sobre qual a diferença da metodologia OKR para outras técnicas que também estabelecem metas que devem ser alcançadas. Segundo a plataforma re:work, que compartilha diversas informações sobre OKR, bem como outras práticas e pesquisas usadas no Google e em outras empresas, no OKR geralmente são definidas metas muito ambiciosas. Isso estimula as equipes a saírem da zona de conforto e buscar um desempenho melhor. Mesmo quando o objetivo não é alcançado, o resultado tende a ser muito positivo.

Como aplicar o OKR ao desenvolvimento de sites

Você vai perceber que a metodologia OKR não vai lhe oferecer respostas logo de cara. Pelo contrário, você terá que responder as perguntas: Onde você quer chegar? Quais meios você usará para chegar onde deseja? A primeira pergunta está diretamente relacionada ao seu objetivo e a segunda apresenta os resultados-chave, ou seja o que você fará para alcançar o que deseja.

Para simplificar o entendimento criamos abaixo dois objetivos, cada um com três resultados-chave. Assim, fica mais fácil de visualizar a metodologia OKR. Você vai perceber que não é um bicho de sete cabeças, são objetivos simples e que podem ser alcançados num curto espaço de tempo. Geralmente os OKRs são avaliados a cada trimestre, mas se considerar este período longo demais, pode reduzir o prazo para 45 dias, por exemplo.

Objetivo 1: Escrever e manter os códigos limpos

Resultados-chave
KR 1: Criar 40% do código com funções pequenas e específicas
KR 2: Testar 100% dos códigos escritos
KR 3: Repetir 5 testes por semana em qualquer ambiente

Objetivo 2: Aprimorar o processo de testes

Resultados-chave:
KR 1: Ter 90% das soluções sem bugs
KR 2: Realizar no mínimo 10 testes por semana
KR 3: Reduzir o tempo para o desenvolvimento dos testes em 50%

Existem alguns preceitos que devem ser seguidos ao criar os seus objetivos e KRs (resultados-chave). Para facilitar a mensuração, os resultados devem obrigatoriamente ter números, isso permitirá calcular exatamente quanto da meta você alcançou. Cada objetivo costuma ter em média três KRs, que são as ações que você fará para alcançá-lo.

5 dicas para definir seus OKRs

1. Defina de três a cinco objetivos.

Lembre-se de que as metas são para um período curto e cada objetivo ainda terá seus resultados-chave.

2. Use expressões claras e que estimulem a ação.

Tenha cuidado com expressões ambíguas. Procure criar objetivos e resultados que conduzam para a ação. Um exemplo é: reduzir os pedidos de manutenção de sites em 50%.

3. Cuide para que os resultados-chave sejam efetivamente resultados e não somente ações.

Participar de eventos da área é importante para fazer networking, mas o resultado é um pouco subjetivo. Então, uma saída pode ser “publicar um artigo mensal sobre desenvolvimento de sites” para consolidar os conhecimentos adquiridos.

4. Defina resultados-chave que realmente contribuam para o objetivo.

Caso contrário mesmo alcançando todos os resultados, o objetivo pode correr o risco de não ser alcançado.

5. Atualize os OKRs regularmente.

O ideal é que eles sejam revistos a cada trimestre ou no período que for definido para alcançar as metas. Mas, nada impede de rever os objetivos e resultados-chave sempre que for necessário.

A metodologia OKR está diretamente ligada à performance de equipes. Quem sabe num próximo post poderemos aprofundar mais no assunto e abordar questões mais específicas, como o acompanhamento periódico das metas, que é feito por “check-ins”, etc. Se você trabalha com o desenvolvimento de sites e já usa a metodologia OKR, compartilhe conosco o seu aprendizado.

Tags:, , , , , , ,
Comentários
Pressione Enter para pesquisar ou ESC para fechar