A demanda por ilustrador esta crescendo constantemente e isto abre novas possibilidades para os profissionais deste ramo. Entenda como funciona este setor em ascensão e como se tornar um ilustrador de sucesso!

(Atualizado em: 20 de julho 2021)

Com a evolução dos softwares de edição de imagem, a profissão de ilustrador está sendo cada vez mais procurada. A ilustração é uma ferramenta de comunicação incrível: pode transmitir um sentimento, uma opinião e até mesmo uma essência. 

Ela pode simplificar uma ideia complicada, complementar as palavras ou mensagens entregues ao usuário e, às vezes, apenas “ficar sozinhas”. Quem deseja trabalhar nessa área precisa, além de dominar as atuais ferramentas de ilustração, ser uma pessoa criativa e antenada em tendências da arte e do design. 

Esse profissional é responsável por criar elementos gráficos para materiais impressos e digitais, e em níveis mais avançados, poderá criar personagens de videogame e animações em 3D. 

Se você está começando ou está com dúvidas sobre a carreira de ilustrador, continue lendo este artigo que vamos contar tudo o que você precisa saber sobre o assunto! 

O que é um ilustrador?

A ilustração é uma área diretamente ligada as artes visuais, assim, podemos afirmar de forma geral que um ilustrador é um artista. Ele é um profissional que sabe transmitir sentimentos e sensações através de suas criações.

Essa profissão que está em ascensão, tem como fim criar imagens ou figuras da sua própria autoria para comunicar uma mensagem de forma visual. Em outras palavras, o trabalho dele é transmitir alguma ideia ou traduzir uma linguagem, por exemplo, um filme para um cartaz ilustrado.

De forma mais objetiva, por exemplo, esse profissional pode ser responsável por criar elementos gráficos para materiais impressos e digitais, e em níveis mais avançados, poderá criar personagens de videogame e animações em 3D.

Os ilustradores tendem a ter seu próprio estilo individual e original, o que faz com que aquele trabalho exija criatividade e tenha como resultado sua essência.

O que faz um ilustrador?

Quem pensa que para ser um ilustrador basta saber desenhar bem ou saber utilizar os softwares específicos para isso, está enganado. O ilustrador é um artista, por isso sua criatividade precisa sempre ser considerada. Além disso, dominar o que há de mais atual no mercado é o principal diferencial de como ser ilustrador

A boa notícia é que, oficialmente, não é necessário ter uma formação acadêmica para trabalhar na área. No entanto, é necessário que você tenha conhecimento aprofundado em design, além de referências de artes e comunicação visual na sua bagagem profissional.

Para entender mais sobre o que faz um ilustrador é preciso saber que esses profissionais criam arte original usando meios diferentes, como canetas, lápis de cor, lápis e também uma variedade de tintas, como aquarela, acrílico ou óleo. 

Embora possam usar métodos tradicionais para criar arte à mão, alguns ilustradores realizam seu trabalho apenas com um computador, usando software gráfico ou de ilustração.

Qual a diferença entre ilustrador e designer gráfico?

Apesar de você conseguir encontrar as mesmas habilidades num só profissional, as duas carreiras são diferentes. O designer gráfico é um profissional que cria recursos visuais para as redes sociais, por exemplo. Esses recursos precisam transmitir uma mensagem, vender um produto, promover ou explicar algo. 

Eles têm um conhecimento profundo sobre como comunicar uma ideia por meio de recursos visuais que incluem texto, imagens, cores, formas, tipografia e hierarquia visual. O ilustrador é a pessoa que cria ilustrações e peças de arte para serem usadas como parte de um design. 

A profissão de ilustrador envolve mais o mundo da arte que do design. Embora designers gráficos e ilustradores estudem os mesmos conceitos básicos de cor e equilíbrio, a intenção do produto final é diferente.

Diferença entre ilustrador e designer

Áreas de atuação de um ilustrador

Outro fato importante para entender o que é ilustrador é saber mais sobre as áreas de atuação. Existem várias vertentes no mercado da ilustração: é possível trabalhar como ilustrador digital, ilustrador de produtos, de moda, de livros infantis, etc. 

O melhor desse tipo de trabalho é que ele pode ser realizado remotamente e você não precisa necessariamente falar outro idioma para isso. Dentro da área digital, existe a área de ilustrador de produto, por exemplo, que consulta e trabalha com clientes particulares ou agências de publicidade para criar um desenho ou pintura.

O ilustrador 3D, um profissional mais experiente e com melhor remuneração, é focado em criar objetos, personagens, robôs, entre outros. É um mercado em ascensão, mas necessita de muito estudo para ingressar.

Como ser um ilustrador?

Não importa a área de atuação que você escolha, é necessário ser autêntico e se preocupar em atender o briefing do projeto — e entregar tudo dentro do prazo. 

Dessa forma, você conseguirá ganhar uma boa reputação no mercado e ser cada vez mais indicado para novos clientes. Abaixo separamos três dicas que você deve considerar se quiser ser um ilustrador de sucesso:

Busque referências

Para se inspirar, pesquise referências de obras e artistas que você admira. Busque saber a história desses profissionais, acompanhe-os nas redes sociais e leia tudo o que puder sobre o assunto. 

Além de ganhar mais referências de estilo, você também vai saber como cada um deles conquistou seu espaço no mercado. Assim, poderá usar esses exemplos para enxergar mais longe e ver que é possível ter sucesso na carreira de ilustrador com as ferramentas que você tem hoje. 

Estude muito

Como para qualquer profissional que deseja alcançar sucesso, é preciso manter-se sempre atualizado, e você só vai conseguir isso se não parar de estudar nunca. 

Uma nova técnica, paletas de cores que estão em alta, um novo software de ilustração, exposições de arte. Todos esses materiais irão enriquecer seu portfólio e sua experiência. E, a longo prazo, é o que vai destacá-lo de concorrentes. 

Pratique

Não adianta ficar só teoria, para ser um ilustrador de sucesso você precisa praticar! A ilustração é um trabalho artístico, mesmo que seja digital, você precisa de um olhar diferenciado para entregar peças autênticas e que estejam de acordo com o briefing apresentado pelo cliente. 

A prática leva à perfeição, por isso, não desanime se no começo você não conseguir um padrão de qualidade equivalente às referências que pesquisou. Continue praticando até ter confiança em suas ilustrações, e então passe a divulgá-las. 

Como ser um ilustrador freelancer?

A atividade de freelancer está em grande expansão e agora tem até respaldo das leis trabalhistas, incluída como os mais novos trabalhadores intermitentes. Sendo assim, cada vez mais as empresas estão a procura destes trabalhadores, seja para entregas únicas ou até entregas mensais. 

Mas, como se tornar um ilutrador freelancer?

1- Monte seu portfólio de ilustrador

Em primeiro lugar, você precisa vender seu trabalho. Esta carreira se baseia em projetos visuais e diferenciados, então as empresas precisam conhecer seu trabalho. E, quanto melhor apresentado, maiores são as chances de ser contratado para algum projeto.

Para isso você precisa saber organizar as informações de forma clara e hierárquica:

  • Quem é você?

Quais são suas habilidades, expertises e o que te diferencia dos demais ilustradores? Você pode pesquisar sua concorrência, entender quais são as dores dos clientes em relação aos ilustradores e assim você encontrará as oportunidades para se diferenciar.

  • O que você faz?

Agora que seu futuro cliente já sabe quem é você, ele vai querer saber o que você faz e quais tipos de serviços você presta? Assim ele vai conseguir entender o que você pode fazer para contribuir com o projeto em questão.

  •  O que você já fez?

Aqui você pode organizar seus cases por ordem de relevância, tente colocar cases diferenciados e organizados por ordem de hierarquia. É aqui que entra o impacto visual, por isso, as imagens precisam estar bem trabalhadas. 

Ficou com dúvidas sobre como pôr em prática? Foca neste tutorial que preparamos com a Attekita Dev para te ajudar na prática a criar seu próprio portfólio online

2- Crie um contrato

Nada melhor que um contrato para demonstrar que você é um ilustrador freelancer profissional e assim transmitir ainda mais confiança para seus futuros clientes.

Neste contrato, você pode definir os valores, datas de entrega, suas formas e datas de pagamento e direitos autorais.

3-  Cadastre-se em plataformas para freelancer

Com o grande crescimento desta atividade, surgiram plataformas exclusivas para o trabalho freelancer. São nestas plataformas onde as pequenas, médias e grandes empresas encontram freelancers de todas as áreas, inclusive ilustradores. É por isso que você não pode ficar de fora delas.

Workana é uma das plataformas de freelancer mais utilizadas na atualidade. Vamos entender como fazer parte dessa comunidade?

Como se cadastrar no Workana?

Fonte da imagem: Workana

Para conseguir se cadastrar e ser aceito/a pelo site, você precisa criar uma conta. Como existem varias áreas para atuar como freelancer, para começar você vai precisar contar um pouco sobre você e sobre seu trabalho.

  • Passo 1: 

Em primeiro lugar você precisa selecionar a opção “Trabalhe como freelancer”.

  • Passo 2:

Cadastre seu nome, e-mail e uma senha de segurança:

  • Passo 3: 

É aqui que você vai começar a contar um pouco mais sobre você. Nessa etapa é necessário selecionar a sua área de atuação, no caso, “Design e Multimedia”

Na próxima opção, selecione 3 habilidades e o tempo de experiência em cada uma delas. Por exemplo: Adobe Illustrator, 1 a 3 anos de experiência. 

  • Passo 4: 

Como você se apresenta? Aqui precisamos selecionar a opção ilustrador e adicione uma foto de perfil, para que as pessoas consigam te identificar.

Para continuar você vai precisar vincular sua conta no Behance (essa opção é obrigatória somente para ilustradores e designers). O Behance é uma plataforma pela qual você conseguira adicionar seu trabalhos de forma gratuita, simplesmente cadastrando seu pelo seu e-mail ou por uma conta do Facebook.

  • Passo 5: 

Vamos contar um pouco mais sobre seus projetos? Aqui você pode adicionar seus projetos de forma individual, para que eles sejam vistos pelos usuários e potenciais clientes que visitem seu perfil no Workana.

  • Passo 6: 

Para finalizar, conte um pouco mais sobre você para o Workana, o que te define como profissional e quais são suas principais habilidades que te diferenciam do resto do mercado.

Conte também sobre seu histórico de freelancer. Caso você seja um freelancer de “primeira viagem” não tem problema. Você pode contar sobre suas experiências na área de ilustração, os aprendizados no setor e suas conquistas como ilustrador profissional. 

Na sessão “Escolha uma formação” você vai precisar selecionar um ou mais idiomas e, na sessão seguinte sobre “Nível de conhecimento”, selecione seu nível de conhecimento no idiomas escolhidos.

  • Passo 7:

Aqui você já finalizou seu cadastro, agora você precisa aguardar a confirmação da plataforma. Esta confirmação pode demorar até 15 dias, mas, após este período, seu perfil vai estar visível para ser contratado como freelancer e por suas habilidades e conhecimentos em prática.

Veja também nosso post sobre: 5 passos para conquistar um trabalho freelancer

Qual é o salário de um ilustrador

Precisamos ter em consideração que o salário de um ilustrador profissional pode variar de acordo ao ramo de marcado que o artista atue.

No caso de um freelancer, quanto mais demandas de clientes ele tiver no mês, maior será o valor recebido.

Mas uma pesquisa realizada pelo site Salario.com.br sobre salário de 2021 no mercado brasileiro, um Ilustrador que trabalha uma jornada de 42 horas semanais ganha em média R$ 3.390,34. 

A faixa salarial fica entre um salário base de R$ 1.900,00 e um teto salarial de R$ 9.185,57 de acordo a dados levantados de contas em regime de CLT (Consolidação das Leis do Trabalho).

E para divulgar seus trabalhos, considere criar um site. Leia nosso artigo sobre domínios e como registrá-los e conquiste clientes com sua página!

Se gostou deste conteúdo, não esqueça de compartilhar! Você também pode se beneficiar com outros artigos sobre tecnologia e negócios no nosso blog.