PHP Frameworks: 5 opções que você precisa conhecer

PHP Frameworks: 5 opções que você precisa conhecer!

terça-feira, 26 de novembro de 2019 | Comentários

Escrito por

Os frameworks existem para facilitar a vida dos desenvolvedores e isso não é diferente com os PHP Frameworks. Eles existem para que o desenvolvedor PHP não precise criar do zero uma feature ou aplicação nova quando precisar.

É como se o framework fosse uma estrutura, uma base já bem adiantada de um software, que te dá uma possibilidade de grande customização (na maior parte dos casos).

Os frameworks, quando bem utilizados, ajudam a diminuir o tempo de execução de um projeto, assim como os custos e, claro, aumentar a qualidade de uma aplicação.

Se você está começando a desenvolver em PHP, este artigo foi feito para você. Nós iremos apresentar os principais frameworks do mercado, além de suas características, casos de uso, prós e contras.

Mas, primeiramente, qual a definição de um framework?

O que é um Framework?

Um framework nada mais é do que um grande painel de ferramentas (ou até mesmo uma loja), recheado de funções prontas, que também podem ser customizadas.

A razão de existir de um framework é: você não precisa desenvolver nada do zero se não quiser.

Imagine o jogo The Sims — ou, se você curte futebol, imagine o PES — creio que essas são analogias eficientes. Tanto o The Sims, como o PES, te oferecem uma biblioteca gráfica altamente robusta para construção de pessoas. Neste jogos, você encontra um pack de penteados, tipos de corpo, formatos de olhos diferentes. Você não cria esse elementos do corpo humano do zero, mas existe um nível de customização também.

Imagine agora que o The Sims é um framework PHP e o PES é outro. Ambos criam pessoas fictícias.

Logicamente, o The Sims terá algumas opções diferentes, como roupas, enquanto o PES terá estilos de barba e maior customização dos membros.

Para escolher o ideal, a pergunta é: qual o seu objetivo? Quer construir um homem, uma mulher, ou uma criança?

A lógica dos frameworks é a mesma. Para escolher o framework ideal é sempre interessante investigar bem as ferramentas que cada um dispõe e, a partir disso, analisar quais recursos tornarão o seu projeto mais eficiente e com uma melhor performance.

Vamos começar a falar deles então, dos frameworks PHP 🙂

1. Zend

Para começar, o framework PHP Zend é código aberto e utiliza a arquitetura MVC (Model View Controller). Para usar o Zend, você precisa ter um bom domínio de Programação Orientada a Objetos, então se você já tem prática com programação PHP terá vantagem no uso do Zend.

O Zend também é um dos frameworks PHP mais robustos do mercado. Isso é bem notável pela grande quantidade de recursos que o framework dispõe.

Ah, para quem não sabe, a Zend também é a mantenedora da linguagem PHP. Sentiu o nível de vantagem? Pois é.

Outro ponto muito vantajoso sobre o Zend é que muitas empresas que têm aplicações desenvolvidas em PHP usam o framework.

Por ser um framework relativamente novo, o Zend também não possui tantos profissionais certificados, o que acaba gerando uma oportunidade para qualificar-se e ter o Zend no currículo.

Por que usar Zend?

  • O Zend é muito extensível. Você tem uma gama enorme de coisas prontas, mas isso não quer dizer que não pode adaptá-las para sua necessidade.
  • O Zend é um framework de alto desempenho. Seus componentes e arquitetura conferem alta qualidade de código;
  • Se quiser, você pode usá-lo para construir tanto o back como o front-end da aplicação. O Zend é fullstack. Mas, se quiser, também existe a opção de utilizar apenas os seus componentes;
  • O Zend é seguro. O framework dispõe de features de criptografia;
  • O Zend conta com uma das maiores comunidades entre frameworks. O suporte é altamente ativo e, por ser open source, garante uma evolução constante da tecnologia;

Desvantagens Zend

A curva de aprendizado do Zend é um pouco longa. São muitos recursos, o que torna a ferramenta complexa em uma primeira vista. Se você quer criar um projeto rapidamente, talvez o Zend não deva ser sua primeira opção.

2. Laravel

Não há como negar e é fato: Laravel é um dos nomes mais populares do mercado de frameworks PHP. Ao contrário do Zend, o Laravel já é bem mais aconselhável para quem está aprendendo.

Por essa característica essencial, talvez tenha se tornado um dos frameworks mais utilizados do mercado (talvez o mais utilizado).

Apesar de não ser tão robusto como o Zend, o Laravel tem todas as features necessárias para construir uma aplicação em PHP. É também importante frisar que Laravel não perde em nada quanto à empregabilidade.

Embora Zend seja requisito para vagas em grandes empresas, o Laravel é mais comum em pequenas e médias. Podemos dizer ainda que é o framework php que mais abre portas quando o assunto é mercado de trabalho.

Por que usar Laravel?

  • Assim como o Zend, Laravel é open source e possui uma grande comunidade. Isso favorece a evolução constante e o suporte da tecnologia;
  • O Laravel possui baixo nível de complexidade, se comparado ao Zend e outros. É um dos frameworks php mais fáceis de se aprender, apesar de também ser robusto;
  • O Laravel possui uma documentação impecável. Você consegue encontrar com facilidade tudo o que precisa;
  • O Laravel possui uma interface de comando chamada Artisan Console. Com a Artisan você possui vários comandos que facilitam demais o desenvolvimento;
  • O Laravel possui um ORM chamado Eloquent. Com o Eloquent, você consegue criar uma aplicação do 0 sem precisar misturar SQL puro ao código;

Desvantagens Laravel

Existe o consenso de que, para usar Laravel, o desenvolvedor não pode usar hospedagens comuns.

3. CodeIgniter

Assim como o Zend, o CodeIgniter também utiliza a arquitetura MVC. Indo na mesma pegada do Laravel, o ele também é relativamente simples de aprender, se comparado a frameworks como o Zend, por exemplo.

A baixa complexidade acaba se tornando sua maior vantagem.

Lançado em 2006, o CodeIgniter tornou-se rapidamente popular, mas com o surgimento de frameworks PHP como o Laravel, por exemplo, o CodeIgniter perdeu mercado. Mesmo assim, segue sendo uma ótima opção.

Além disso, a sua documentação também é super boa, o que facilita o aprendizado e, por consequência, diminui o tempo de entrega de uma aplicação ou feature.

Pode trabalhar com servidores mais simples, ao contrário de Laravel.

Por que usar o CodeIgniter?

  • A arquitetura MVC favorece a escalabilidade e diminui o tempo codando, pois trabalha com componentes para tarefas específicas;
  • Leve e de boa performance. Apesar de apresentar menos recursos do que outros frameworks PHP do mercado, o CodeIgniter ainda é um dos melhores em termos de desempenho;
  • Pode trabalhar com servidores mais simples, ao contrário de alguns frameworks mais complexos em recursos. Além disso, o CodeIgniter também possui alta compatibilidade com servidores;

Desvantagens CodeIgniter

Além de perder em recursos para outros frameworks PHP, o CodeIgniter também tem menos atualizações do seu produto, o que também faz com que peque em nível de segurança. Esse cenário se dá, talvez, pelo fato de ter perdido mercado ao longo dos anos.

4. Symfony

O framework PHP Symfony também é muito popular e por isso está na nossa lista de mais utilizados. O Symfony nasceu em 2005 e foi muito pensado para empresas que trabalham com desenvolvimento ágil, justamente por uma de suas características mais fortes: a modularidade.

Assim como o CodeIgniter, o Symfony também é um framework muito flexível. Quase tudo no Symfony pode ser personalizado.

Outro ponto super interessante do Symfony é que o framework possui uma feature de teste de código, coisa que poucos dos frameworks PHP possuem.

Não como negar que o Symfony é um framework indicado para projetos mais robustos e de grande escala. Tudo isso porque a sua estrutura permite lidar com softwares e trabalhos dessa magnitude.

Por que usar o Symfony?

  • O Symfony é muito flexível. Personalize quase tudo que quiser!
  • Boa documentação e comunidade ativa;
  • Também utiliza a arquitetura MVC, o que favorece, como já falamos, diminui a escalabilidade e o tempo codando, pois trabalha com componentes para tarefas específicas. Modularidade é o que você quer? Aqui você encontra!

Desvantagens Symfony

O Symfony peca em performance, o que pode estar associado com o nível de customização que possui. O Symfony possui um processo de aprendizado mais complexo que outros frameworks.

5. CakePHP

O CakePHP nasceu nos anos 2000 e foi um dos primeiros frameworks MVC a chegar no mercado. Por ser open source, sua comunidade ainda é super ativa e engajada.

Amado por uns e odiado por outros, o CakePHP é famoso por colocar um aplicação no ar sem que o desenvolvedor escreva uma linha sequer de código.

E aqui vai uma curiosidade: que o CakePHP foi escrito em PHP, você sabe, né? O ponto é que o CakePHP segue os conceitos do também framework, Ruby on Rails.

O CakePHP é muito conhecimento por possuir muita convenção de código. Isto é, possui mecanismos próprios para ajudar quem trabalha com PHP, JavaScript, Ajax, formulários HTML, etc.

Por que usar o CakePHP?

  • Grande biblioteca de componentes;
  • Convenção de código. Essa pode ser considerada tanto uma vantagem como uma desvantagem, a depender do seu projeto e do seu objetivo, uma vez que o ato de codar se torna muito simples, mas também cria limites na criatividade do programador;
  • Ainda tem uma comunidade muito ativa;
  • Facilidade de aprendizado. Com isso, o Programador que o usa também consegue rodar rapidamente uma feature ou uma aplicação. Apesar de essa ter sido colocada como um vantagem, há quem diga que existem frameworks mais fáceis de aprender do o CakePHP;
  • Tem suporte para arquitetura MVC;
  • Recursos para evitar cross site scripting (XSS), entre outros medidas de segurança;

Desvantagens CakePHP

Baixo nível de customização. Como já falamos, se você deseja uma aplicação altamente customizada e fora da curva, talvez não se dê bem com o CakePHP. De fato uma das suas maiores fortalezas, também é uma das suas fraquezas. Depende do ponto de vista;

Qual framework PHP escolher, afinal?

Agora que você tem todo o insumo necessário para escolher o framework php que mais combina com o seu projeto.

E é justamente disso que você tem que lembrar: invista em pesquisar qual o framework PHP mais faz sentido para o seu projeto antes de iniciá-lo. Existe muito material na internet, então não se esqueça de pesquisar muito antes de começar.

Ok, vamos facilitar para você, pois sabemos que rolou informação demais.

  1. Quer colocar uma aplicação rapidamente no ar? CakePHP;
  2. É alta customização e desempenho que você busca? Então vai de Zend, Symfony ou CodeIgniter;
  3. Quer um framework relativamente simples de aprender e muito difundido no mercado? O teu negócio é Lavarel.

Boa sorte na sua empreitada, esperamos ter ajudado. Ah, quer enriquecer a discussão? É só comentar aqui abaixo o que você achou da nossa listinha. Até a próxima! 🙂

  • Artigo escrito pela equipe de conteúdo da GeekHunter.
Comentários
Pressione Enter para pesquisar ou ESC para fechar