Você sabe quais são as principais vantagens e desvantagens das plataformas de e-commerce? Aprenda mais sobre o assunto no blog da HostGator.

Ouça o conteúdo deste post clicando no player abaixo!

As plataformas de e-commerce são essenciais para empreendedores que buscam facilidade na rotina de trabalho. A própria construção de um comércio eletrônico envolve a escolha de uma plataforma, pois ela permite que você crie sua própria loja on-line sem nenhuma habilidade de programação, com pouco orçamento e nenhuma, ou quase nenhuma, experiência em design. 

Se você trabalha com comércio eletrônico, sabe que é necessário estar presente 24 

horas para atender ao seu cliente. Por isso, o grande diferencial das plataformas de e-commerce é que elas servem para fazer exatamente isso: estar lá por você, quando você não estiver. 

De acordo com dados do índice MCC-ENET, o e-commerce brasileiro cresceu 73% em 2020, ou seja, um e-commerce pode ser uma ótima oportunidade para ganhar dinheiro com a internet. Com uma loja virtual, é possível vender produtos e serviços de forma totalmente on-line. 

Neste artigo, vamos apresentar quatro plataformas de e-commerce mais utilizadas, assim como seus prós e contras, para ajudá-lo a escolher a que melhor se encaixa no seu modelo de negócio. Vamos lá?

Por que investir numa plataforma de e-commerce?

Apesar de nem todos os empreendedores saberem ao certo como dar o primeiro passo, o processo para começar o seu negócio na internet é bem mais simples que parece. 

Se o e-commerce depende de uma loja virtual para operacionalizar serviços e produtos, como uma loja de roupas, por exemplo, nada mais lógico que começar pela escolha da plataforma, certo? 

Uma plataforma de comércio eletrônico é um aplicativo de software que permite que empresas on-line gerenciem seu site, marketing, vendas e operações.  Para isso, você precisará considerar: 

  1. Personalização de produtos:  a plataforma deve oferecer possibilidade de criar páginas atraentes, que contenham informações detalhadas dos produtos;
  2. Promoções e descontos: a plataforma precisa ter a funcionalidade de destaque para promoções, uma ótima estratégia para fazer seu negócio decolar; 
  3. Formas de pagamento: é preciso aceitar várias bandeiras de cartão, boleto e outros aplicativos financeiros;
  4. Indicadores e métricas: quanto mais você conhece os clientes, mais fácil será otimizar seu negócio para atendê-los;
  5. Garantia: você deverá assegurar que seus funcionários tenham o que precisam para implementar estratégias de campanha.

No mundo hiperconectado em que vivemos, é cada vez mais fácil tirar uma loja virtual do papel. Contudo, não deixe de pesquisar as melhores plataformas de e-commerce para o seu negócio. Lembre-se que a melhor plataforma para uma startup pode não ser a mesma de um negócio de venda de artesanato. 

Como escolher a plataforma de e-commerce ideal?

A construção de uma loja virtual do zero está fora do alcance da maioria das empresas. Por isso, as plataformas são uma ótima solução! No entanto, há alguns itens importantes que devem ser considerados, como o orçamento, antes de tomar uma decisão.  

A mensalidade da plataforma pode variar entre R$50 e R$40.000, porém, pagar mais nem sempre oferece a melhor experiência, tampouco escolher a opção mais barata. 

O primeiro passo é fazer uma lista das necessidades e verificar o que está incluso no plano da ferramenta: web designer, programação, segurança, hospedagem, manutenção, suporte técnico ou licenciamento. Faça orçamentos e defina qual mais se adequa às suas necessidades. 

Para saber mais sobre hospedagem de sites e colocar seu site no ar, assista agora à Maratona HostGator Academy Tudo Sobre Hospedagem de Sites:

Outro item importantíssimo a ser considerado é o público-alvo da sua marca. Se ele está nas redes sociais, qual o sentido de optar por uma plataforma que não oferece funcionalidades para elas? 

Se você tem um grande estoque e precisa de várias páginas de produtos ou planeja expandir seus negócios, por que escolher uma plataforma com limites baixos de SKU (unidade de manutenção de estoque)? 

Por fim, é importante considerar um host que possa crescer com você. Quanto tráfego você espera em seu site? Se você está apenas começando, é compreensível que não precise de uma plataforma com muitos recursos.

No entanto, se você quer crescer, e a gente imagina que sim, a sua plataforma poderá expandir-se rapidamente com você? Ela será capaz de lidar com as demandas de tráfego agora e no futuro? Tudo isso deve ser considerado na escolha de uma plataforma de e-commerce.

Dicas rápidas sobre como escolher a plataforma de e-commerce ideal – Fonte da imagem: Gyra +

Agora que você sabe o que deve ser considerado na escolha, fizemos uma lista de plataformas de e-commerce para ajudar no processo de decisão. Confira abaixo.

WooCommerce

Se você está pensando em utilizar o WordPress (WP) como gerenciador de conteúdo, o WooCommerce pode ser uma boa opção. Ele é, sem dúvida, uma das maiores plataformas de e-commerce do Brasil e do mundo. 

Como plugin, ajuda a criar uma loja do zero e é compatível com dispositivos móveis. No vídeo abaixo, o Silotto, do TekZoom, ensina o que é WooCommerce e quais são as possibilidades de vender on-line com a ajuda desse plugin.

O WooCommerce também permite a inclusão de outros plugins relacionados a eles, cujo objetivo é otimizar ainda mais as vendas on-line.

Vantagens do WooCommerce

Uma das grandes vantagens do WooCommerce é a grande comunidade WP envolvida, que atua em fóruns em casos de problemas ou até de troca de experiência. Por causa dela, as pessoas dividem recursos e documentação disponível gratuitamente na rede 

Outra vantagem é a integração perfeita com o WordPress, um dos gerenciadores de conteúdo mais populares do mundo. Além disso, há uma infinidade de temas, extensões e plugins tanto gratuitos quanto pagos, desenvolvidos pela WooThemes ou pelos usuários comuns para personalizar suas lojas ao máximo.

Desvantagens do WooCommerce

Ao mesmo tempo que a diversidade de plugins é algo bom, o custo para mantê-los pode se tornar alto rapidamente. O mesmo serve para a utilização do WP, já que você é obrigado a usar o gerenciador caso queira ter o WooCommerce como a sua plataforma de comércio eletrônico. 

Por fim, alguns recursos avançados que vêm como padrão em outras plataformas não estão incluídos no plugin original do WooCommerce. 

PrestaShop

É uma das plataformas de e-commerce mais usadas no mundo, com 11 anos de atuação no mercado. É ideal para quem precisa iniciar uma loja on-line o mais rápido possível. São cerca de 300 recursos disponíveis e soluções de pagamento incorporadas. 

Vantagens do PrestaShop

A plataforma é de código aberto e oferece um modelo freemium, ou seja, ao escolher o software, você terá acesso a todo o código dessa solução, permitindo efetuar alterações tanto no aspecto quanto na funcionalidade. O painel de controle é intuitivo e adapta-se às necessidades do usuário. 

Assim como no WooCommerce, a comunidade do PrestaShop também é ativa e autodenominada de WeeCommerce. Diariamente, ela compartilha experiências, dicas e tutoriais. 

Desvantagens do PrestaShop

A escalabilidade é limitada, o que a torna perfeita para pequenas e médias empresas, mas não para negócios em expansão. Alguns recursos de pagamento não estão incluídos na plataforma de código aberto.

Criador de Sites

Com o Criador de Sites da HostGator, é possível elaborar e publicar tanto sites quanto lojas virtuais com apenas alguns cliques. Contando com visual intuitivo, fácil de usar e em português, o recurso permite personalizar totalmente a página. Portanto, é ideal para qualquer segmento de atuação.

A Bullas, do canal Attekita Dev, explica o passo a passo de como colocar uma ideia no ar e começar a ganhar dinheiro com a loja virtual do Criador de Sites. 

Vantagens do Criador de Sites

Uma das vantagens é que a hospedagem está incluída, além de contas de e-mail gratuitas e suporte 24 horas. Outro diferencial que a ferramenta oferece é o fato de os sites serem totalmente responsivos, ou seja, adaptam-se à tela de dispositivos móveis. Inclusive, você pode ver previamente como eles irão ficar em cada formato antes mesmo de publicar — basta clicar no botão “pré-visualização”.

Desvantagens do Criador de Sites

Por ser uma plataforma própria, não há diversidade de plugins para personalizar o uso.

BigCommerce

Muito útil para quem não possui conhecimento de programação, o BigCommerce também é uma das maiores plataformas de e-commerce, ajudando a criar mais de 55 mil lojas, tornando-se uma das plataformas mais usadas. É utilizado por empresas de todos os portes, muito útil para quem não possui amplo conhecimento de programação.

Vantagens do BigCommerce

Não há taxas de transação, mesmo se você usar um gateway de pagamento de terceiros. A plataforma também oferece várias ferramentas para criação de relatórios analíticos e possui opções avançadas de SEO, como, por exemplo, criação de URLs abreviadas e otimização de imagens.

Desvantagens do BigCommerce

Se você possui um comércio eletrônico que necessita de muitos fornecedores, o BigCommerce não é a melhor opção. Além disso, há um limite para vendas anuais. Se você excedê-la, terá que atualizar seu plano. Também não há aplicativos móveis para gerenciar a loja. 

Como você viu, as plataformas de comércio eletrônico ajudam você a expandir sua loja on-line, automatizando tarefas e liberando seu tempo para que você possa se concentrar em outros aspectos do seu negócio. 

Além das quatro opções abordadas neste artigo, há diversas outras disponíveis no mercado. A plataforma certa para você vai depender do que é valor para o seu negócio. Por isso, escolha com atenção!

Esperamos que este conteúdo tenha sido útil para ajudá-lo a entender a importância dessas plataformas e escolher uma para sua loja virtual.

Para mais conteúdos sobre tecnologia, marketing e negócios, continue acompanhando o blog da HostGator! Não esqueça de compartilhar este conteúdo!