Com a maioria das informações na internet, o cuidado com a segurança deve ser maior.

É um erro pensar que apenas grandes empresas podem sofrer ataques cibernéticos. A rotina de segurança da informação deve fazer parte do cotidiano de todos os protagonistas do ecossistema digital, ou seja, provedores de hospedagem, desenvolvedores de sites e aplicativos e também usuários. 

Para entender melhor o que é segurança da informação e a importância para a sua empresa, nós, da HostGator, criamos um conteúdo completo. Confira mais a seguir.

Importância do processo de segurança

Você já ouviu falar em hackers que acessam informações importantes de uma empresa e vazam para o público? Ou então sobre algum ataque maciço, no qual até governos e grandes redes sociais são vítimas de ataques conhecidos, como Ransomware, WannaCry e Bad Rabbit?

Pois então, é importante estabelecer uma segurança de informação, ou seja, proteção contra acessos não autorizados a sistemas e computadores. Segundo o levantamento Kaspersky — empresa de segurança cibernética —, entre fevereiro e abril de 2020, o número de ataques remotos aumentou em 330% no Brasil.

Diante desse cenário, é essencial estabelecer uma política de segurança da informação, independentemente do tamanho do site ou da empresa, garantindo o acesso restrito a esses dados.

Atualmente, existem inúmeras ameaças que podem ou não envolver sua presença on-line, desde grandes ataques a servidores até pequenos hackers capazes de roubar as informações do seu cartão de crédito.

Ameaças à segurança

De acordo com o relatório The Rise of the Business-Aligned Security Executive, da Forrester Consulting, divulgado em agosto de 2020, 96% das empresas brasileiras assumiram ter sofrido algum ataque cibernético nos últimos 12 meses. Entre eles, os tipos mais comuns são:

  • Controle de conta: é uma violação de um sistema de segurança na qual informações sobre cartões de crédito e contas bancárias são expostas e podem ser usadas para realizar fraudes financeiras;
  • Botnets: é a rede de computadores que foram infectados por malware, permitindo acessar informações sem que o usuário tenha conhecimento;
  • Teste de cartão bancário: é um teste de compra com um cartão de crédito ou débito que foi roubado para saber se foi bloqueado pelo proprietário,
  • Phishing: são páginas falsas com características muito semelhantes às de outros sites verdadeiros, com a intenção de confundir o usuário e fazê-lo acreditar que está em um site seguro e conhecido.

Outras ameaças

Ameaças à segurança da informação não vêm somente de malwares ou sistemas maliciosos. Existem também vários problemas ou situações que podem se tornar um perigo ao banco de dados. Veja a seguir.

  • Infraestrutura de servidor que hospeda seu site;
  • Erros humanos, como acrescentar informações erradas,
  • Falhas técnicas, como a atualização do sistema que não é compatível, o que pode causar a perda de informações.

Como cuidar da segurança do meu site?

Existem diversas indicações que podem ajudar o gestor a cuidar da proteção dos dados da sua empresa, inclusive entender qual é a norma da ISO sobre segurança da informação.

A Organização Internacional de Normalização (ISO/IEC 207001) descreve instruções sobre como colocar em prática um sistema seguro e certificado de maneira independente. Assim, você poderá demonstrar compromisso com as normas internacionais. Veja outras ações que podem fortalecer a segurança.

Certificado de segurança SSL

O protocolo de segurança HTTPS é a maneira mais fácil e segura com a qual você pode cuidar do seu site e protegê-lo de violações, assim evitando que as informações pessoais dos seus clientes sejam reveladas.

O Certificado SSL criptografa as informações trocadas no site, portanto, tornando mais difícil o acesso ilegal. Outro fator que deve ser mencionado são as notificações do Google, que notificam aos usuários os sites que não possuem os certificados.

Faça backup do seu site

Outra dica importante é sempre fazer um backup do seu site. De preferência, uma versão on-line e automática, onde não precisa se preocupar em salvar as informações constantemente e sempre estar preparado para qualquer tipo de ameaça.

Blog HostGator: saiba mais sobre como proteger os dados

Além de seguir o protocolo HTTPS e as orientações ISO/IEC 207001, existem outras soluções que podem te ajudar a proteger os dados na internet. Veja o artigo Proteção de dados na internet: quais soluções podem ajudar? no blog da HostGator.