Confira o guia completo da HostGator para entender quais são as fontes do erro 405, como evitá-lo e o passo a passo para solucionar esse problema.

O erro 405 está relacionado a problemas na URL e é muito comum quando falamos em navegação na internet. Também conhecido como “método não permitido”, o erro 405 http causa muita dor de cabeça para equipes de marketing e desenvolvimento, pois indica que algo não está funcionando como deveria, mas sem citar o que exatamente. Assim como outros erros no sistema de comunicação (HTTP), quando um usuário esbarra numa página de erro 405, as chances são de que ele a abandone. 

Se você trabalha com marketing ou possui um site próprio, sabe que é muito comum se deparar com problemas na navegação. Afinal, as páginas podem demorar para carregar, o link que seu usuário está tentando acessar pode estar quebrado ou até o site pode ter simplesmente saído do ar. 

Esse tipo de erro pode trazer prejuízos no engajamento do usuário e nas vendas, afetando diretamente a sua receita. Além disso, os mecanismos de busca consideram as taxas de rejeição. Lembre-se que o que separa uma boa experiência de usuário de uma ruim é a maneira como você lida com isso. Por isso, neste artigo, você irá entender melhor porque o erro 405 acontece e como solucioná-lo

O que é o erro 405?

Vamos supor que um cliente esteja buscando um produto dentro do seu site. Quando ele tenta acessar a URL correspondente, na prática, está dizendo a um servidor localizado em algum lugar do mundo para enviar uma página ao seu navegador. Isso é chamado de “pedido”. 

Quando o servidor recebe essa solicitação, ele envia uma página de volta — neste caso, a página do produto do seu site. Há diferentes tipos de códigos de status de resposta HTTP que indicam se uma solicitação foi concluída com êxito. Existem cinco classes, mas a que nos interessa para esse artigo é a de erros do cliente (400-499). 

O erro 405 é um código de resposta que sinaliza que o navegador pediu acesso a uma página da internet e o servidor reconheceu a solicitação, porém, rejeitou o código HTTP.

Para resumir, isso acontece porque o navegador que você está utilizando não consegue acessar a página solicitada. É por isso que você recebe a mensagem de erro 405 em vez do conteúdo original. 

Atenção! Não confunda erro 404 e erro 405. Enquanto o erro 404 significa que a URL solicitada ao servidor não pôde ser encontrada, o erro 405 avisa que a página existe, mas que o método utilizado foi rejeitado. Quando isso acontece, os usuários veem uma página da web como a mostrada  abaixo:

Erro 405

Você pode encontrar algumas variáveis do erro 405:  

  • HTTP Erro 405 – Método Não Permitido;
  • 405 Não Permitido;
  • Método Não Permitido;
  • HTTP Erro 405;
  • HTTP 405 Método Não Permitido.

Contudo, a mensagem pode ser diferente em diversos servidores web, sistemas operacionais e navegadores. Independentemente de como é apresentado, o problema com o erro 405 é que ele pode ser difícil de solucionar. Na prática, você é informado de que algo está errado, mas a mensagem não informa a causa do problema. Ou seja: você deverá encontrar o motivo e tentar consertá-lo, se for possível. 

Quais são as causas do erro 405?

Como você percebeu, o erro de http 405 acontece quando o servidor reconhece a URL que você está tentando acessar, mas não é suportado pela fonte de destino. A causa do erro 405 varia em cada servidor e afeta a forma com que aparece para o usuário.  

Como solucionar o erro 405?

Se você é o usuário que tentou acessar o site que está exibindo o status 405, dificilmente poderá corrigir o problema sozinho. Algumas medidas, como atualizar a página, reiniciar o roteador ou verificar as configurações de proxy, podem até corrigir a falha para outras mensagens HTTP, mas não têm efeito com o erro 405. 

Aqui, a dica é verificar se a URL foi inserida corretamente. Pode soar óbvio, né? Caso o servidor web identifique que a URL está quebrada ou é inexistente, ele é capaz de desabilitar seu acesso. Por isso, vale fazer essa checagem antes de reiniciar a internet, por exemplo. 

Outra dica é entrar em contato com a equipe do site para chamar a atenção para o problema ou obter mais informações sobre a causa. No entanto, se você for responsável por um site que exibe o erro 405 http para os usuários da internet, a situação é completamente diferente: dependendo da causa, você tem várias opções para resolver o problema. 

Para não incomodar seus usuários e evitar penalidades dos motores de busca, você deve corrigir o erro o mais rápido possível. Antes de fazer testes para encontrar a solução, crie um backup do seu site. Ao fazer isso, você se previne caso algum erro seja cometido, podendo voltar à versão anterior. Com o backup feito, tente solucionar o problema utilizando alguma das sugestões abaixo. 

Analise seus logs 

Existem dois tipos de logs do lado do servidor: logs de aplicativos e logs de servidor. Os registros do aplicativo têm o objetivo de contar a “história” do site, como as páginas da web solicitadas pelos visitantes e quais servidores ele se conectou. 

Os logs do servidor fornecem informações sobre o hardware que está executando o servidor, revelando detalhes sobre integridade e status. Analise os dois tipos de logs do lado do servidor para descobrir qualquer informação alarmante sobre o seu servidor ou site. 

Faça a desinstalação de plugins e temas

Esta dica é válida apenas para sites desenvolvidos com WordPress. Como você sabe, o grande diferencial dos sites WordPress é a variedade de plugins, já que permitem adicionar diversos recursos e automatizações. No entanto, tais extensões podem ser a raiz do erro 405. Por isso, faça um teste e veja se você encontra erros com os plugins e temas utilizados pelo site. Se for o caso, desinstale plugins ou temas recentes para tentar corrigi-lo. 

Desativação de plugins – WordPress

Reverta atualizações recentes 

Uma grande parte dos sites é hospedada em um CMS, como WordPress ou Wix, em que as atualizações são constantes. Por isso, a causa do erro 405 pode ser uma atualização recente. Faça um exercício: quando foi que você notou o erro 405 em seu site? Logo depois que você atualizou o CMS? Se esse for o caso, considere reverter para a última versão utilizada.

Cheque alterações em banco de dados

Caso as medidas tomadas até aqui não tenham resolvido seu problema, verifique o banco de dados do site. Para isso, você deverá abri-lo e analisar, de forma manual, se alguma extensão modificou tabelas ou registros. Na dúvida, contate o desenvolvedor do site.

Verifique os arquivos de configuração do servidor

Vá até as configurações do servidor web e dê uma olhada nos arquivos. Normalmente, você pode encontrar instruções para resolver erros http e redirecionamentos não intencionais lá.

O que fazer se nenhuma solução funcionar?

Como comentado anteriormente, se você possui um website é inevitável que passe por alguma experiência com falhas. Por isso, se você não encontrou a solução para o erro 405, não se desespere! Essa é apenas uma indicação de que um problema mais complexo aconteceu e, para solucioná-lo, você precisará pedir ajuda. A recomendação é de que você não tente consertar o problema sozinho, a não ser que seja um desenvolvedor profissional. 

Sendo assim, o passo mais indicado é entrar diretamente em contato com seu provedor de hospedagem. Você pode fazer isso por e-mail, telefone e até via chat disponível no site. A equipe de suporte da HostGator está disponível 24 horas para auxiliar os clientes com questões relacionadas a produtos e serviços. 

Para solucionar problemas mais simples, o suporte da HostGator conta com atendimento via chat. Para situações mais complexas, é indicado utilizar o ticket (chamado). Todos os atendentes são treinados para prestar o devido suporte aos clientes. 

Independentemente do suporte do seu provedor de hospedagem, saiba que cada proprietário de site deve compreender todos os códigos de status HTTP existentes para poder solucionar o problema rapidamente quando ele surgir, mantendo os visitantes interessados no site. 

Depois de aprender tudo sobre os códigos HTTP, a dica é investir em serviços adequados de manutenção de site. O monitoramento e a manutenção regular ajudam a manter o site livre de erros, enquanto o proprietário fica livre de preocupações. Esperamos que esse conteúdo tenha sido útil para você!

Não esqueça de continuar acompanhando o blog da HostGator para mais conteúdos sobre tecnologia, negócios e marketing!