tecnologias e linguagens para desenvolver sites

9 tecnologias e linguagens para desenvolver sites incríveis

Escrito por

quarta-feira, 25 de abril de 2018 | Comentários

Experimente ouvir o conteúdo do post no player abaixo:

Ter um bom site é um fator importante para qualquer negócio atualmente. Afinal, é na internet que os clientes vão buscar e conhecer seus produtos ou serviços, sejam eles vendidos online ou não.

Também já é fundamental que os sites considerem a importância da experiência do usuário (UX) para ganhar a atenção e converter visitantes em clientes. Mas como fazer para desenvolver sites incríveis assim?

Nesse artigo vamos apresentar algumas das ferramentas e linguagens de programação mais usadas para criar websites, passando por diferentes níveis de conhecimento e necessidades. Acompanhe e confira!

Preciso desenvolver um site para meu negócio, como começar?

Bom, antes de criar ou contratar alguma empresa para desenvolver seu site, é preciso definir algumas questões como a escolha de um domínio e uma hospedagem para seu site. Você pode fazer pesquisas de mercado analisando os concorrentes e para encontrar a opção certa para você. Uma dica: opte pela que oferece o melhor custo-benefício

Feito isso, para escolher o tipo de site que você precisa, é necessário saber quais são as necessidades do seu negócio.

  • Num primeiro momento, você só precisa apresentar suas informações de contato? Um site estático já resolveria.
  • É um e-commerce e precisa ter uma inteligência de bancos de dados? Algumas plataformas podem facilitar todo o trabalho.
  • Quer um projeto mais complexo e encantador ao usuário? O ideal é conhecer as principais linguagens de programação para web!

Vamos detalhar melhor essas possibilidades, partindo do mais básico até os mais complexos projetos, que vão exigir o aprendizado de algumas linguagens de programação.

Criando um site incrível sem conhecer programação

Não conhece nada de desenvolvimento? Não é por isso que você vai deixar de ter o seu site. Hoje em dia existem diversas possibilidades para quem tem pouco ou nenhum conhecimento técnico, permitindo usar templates prontos ou facilmente personalizáveis. Conheça duas das principais ferramentas para isso:

1 – WordPress

A mais popular plataforma de gerenciamento de conteúdo do mundo é utilizada em 30% das páginas ativas na internet. O WordPress facilita a criação e gerenciamentos dos conteúdos dentro de um site, sendo muito popular entre blogs, e-commerces e portais de notícias.

Criado para democratizar o desenvolvimento de sites, o CMS dispensa o conhecimento em códigos e linguagens. Então você pode utilizá-lo facilmente e isso não quer dizer que não seja possível construir sites incríveis na plataforma.

Se você conhecer as tecnologias de edição de um site WordPress (como HTML, CSS, JavaScript e PHP) também é possível personalizar layouts e funções para ter páginas ainda mais completas, como é o caso de sites gigantes como o da Forbes.

2 – Criador de Sites

Lançado em 2017 pela HostGator, o Criador de Sites é uma ferramenta que facilita e simplifica muito o processo de desenvolver um site do zero. Com ele, mesmo quem não tem conhecimento de programação ou experiência na gestão de CMS pode criar sites, blogs e lojas virtuais sem grandes dificuldades.

De forma intuitiva, a ferramenta oferece diversas opções de templates responsivos, o que já te livra da preocupação com a navegação por dispositivos móveis. Além disso, o Criador de Sites oferece banco de imagens e integração com ferramentas de SEO!

Criando sites estáticos

Muitos profissionais e empresas precisam de sites com um bom layout e que apresente de forma rápida as suas informações, como dados de contato, serviços prestados e portfólio, por exemplo. Para isso, os sites estáticos podem ser muito úteis!

Com a vantagem de ter uma boa velocidade de carregamento e menor custo de investimento, esse tipo de site não utiliza sistemas de gerenciamento do conteúdo e banco de dados.

Sendo assim, para desenvolver um site estático é necessário conhecimento em basicamente 3 tecnologias que permitem trabalhar no seu site profissional:

3 – HTML

Sendo uma linguagem de marcação, o HTML é um conjunto de regras e códigos que vão definir como os elementos do seu site serão exibidos na tela.
Para facilitar o trabalho, existem alguns free templates disponíveis no HTML5, oferecendo flexibilidade e liberdade para criar um site moderno.

Porém, é fundamental que o profissional responsável entenda como isso acontece para realizar melhorias e correções quando necessário. Um curso de HMTL5 nesse caso pode ser muito útil.

4 – CSS

Muito usado em conjunto com o HTML, o CSS é uma linguagem de estilos responsável pela apresentação de design e estilo do seu site.

Assim, enquanto o HTML serve para estruturar conteúdos, o CSS ajuda a formatá-los.

5 – JavaScript

O JavaScript é utilizado em muitas das páginas web no mundo, sendo responsável pelos scripts que garantem certos comportamentos e funções nos sites – como por exemplo, ao passar o mouse sobre um item de menu e abrirem as opções. É a linguagem que dará dinâmica à sua página web, podendo criar interações e efeitos visuais, ordenar tabelas, autocompletar termos e muito mais.

O JavaScript não é usado apenas em páginas, como possui também um papel importante na criação de plataformas web com grandes quantidades de informações atualizadas em tempo real, como redes sociais e portais de notícias.

Resumindo: ao começar a criar sites, o HTML estrutura a página, o CSS a deixa mais bonita e atrativa e o JavaScript faz tudo funcionar!

Usando outra linguagens e back-end para desenvolver sites incríveis

Agora que já conhecemos as tecnologias base para criar páginas na web, o próximo passo seria adicionar outras linguagens de programação, bibliotecas de código e bancos de dados para desenvolver sites ainda mais incríveis, dinâmicos e completos!

São diversas as opções no mercado, variando para o que você deseja ter em um site e do conhecimento do desenvolvedor envolvido no projeto. Separamos algumas das principais, confira:

6 – Java

O Java é uma linguagem de programação orientada a objetos muito popular no desenvolvimento web, já que é gratuita e ajuda a manter um sistema modular, flexível e extensível.

A linguagem está em toda parte, pois além de páginas web, também é usada para criar aplicações para smartphones, veículos, pequenos robôs e até mesmo em máquinas. Outro fator que impulsiona o uso do Java por desenvolvedores web é a sua relativa facilidade de aprendizado.

7 – PHP

Mais usada no back-end de sites, o PHP (Hypertext Preprocessor) fica responsável pela comunicação com o servidor. Com ele, é possível realizar a interação com o banco de dados e outras aplicações, implementando funções dinâmicas e complexas em websites.

É uma linguagem simples para iniciantes, de código aberto, e que permite criar variados elementos que vão desde imagens e arquivos em PDF, até sistemas de pagamento para e-commerces. O PHP é a linguagem base de grandes sites como o Facebook, Wikipédia e o próprio WordPress citado acima.

8 – Python

Criado para ser uma linguagem para escrever programas intermediários, o Python passou por diversas mudanças já que é uma plataforma livre e de código aberto. Hoje é uma linguagem multiplataforma que permite desenvolver aplicações mobile, desktop e web. Além disso, ainda é capaz de integrar diversos serviços e sistemas de forma rápida e eficaz. Também é usada como base de sites de grandes empresas como Netflix, Youtube e Google.

9 – MySQL

O MySQL é um dos bancos de dados relacionais mais utilizados no mercado, principalmente em sites criados em PHP. Também é uma tecnologia open source, permitindo o desenvolvimento personalizado para as necessidades da empresa e do site. Além disso, o MySQL é fácil de usar e compatível com diversos sistemas operacionais, garantindo seu lugar como o sistema de gerenciamento de banco de dados mais popular do mundo.

E aí, com essa lista de linguagens e tecnologias web já dá para ter uma boa base de como desenvolver sites incríveis?

É claro que quanto mais conhecimento e prática no uso dessas ferramentas e códigos, sites mais complexos e atrativos você será capaz de criar. Agora é só aprender o que for mais interessante e necessário para você em desenvolvimento e colocar a mão na massa. Boa sorte!

Este artigo foi escrito por Bruno Saes, Analista de Marketing de Conteúdo do Grupo Impacta.

Tags:, , , , ,
Comentários
Pressione Enter para pesquisar ou ESC para fechar