Como produzir fotos e vídeos de produtos para a sua loja virtual

Como produzir fotos e vídeos de produtos para a sua loja virtual

terça-feira, 30 de abril de 2019 | Comentários

Escrito por

Escute o conteúdo do post:

Se você está criando sua loja virtual com certeza vai precisar produzir fotos e vídeos dos seus produtos. Este é um dos passos mais importantes para o seu negócio online, pois é por meio de bons recursos visuais que você vai atrair clientes e aumentar suas chances de fechar uma venda, mesmo antes de investir em marketing.

Uma boa imagem ou um bom vídeo substitui aquela ‘falta’ que algumas pessoas têm de tocar o produto na loja física. E o melhor, hoje é possível produzir fotos e vídeos sem precisar gastar tanto dinheiro. Se você está começando sua loja agora e precisa economizar na produção, este post é para você. Vamos começar?

Por que produzir fotos profissionais na loja virtual?

Uma boa foto fará toda a diferença nas suas vendas online. Você sabia que 67% dos consumidores dizem que a qualidade da imagem é muito importante quando estão fazendo compras na internet?

Imagine que as fotos funcionam como uma vitrine para o e-commerce, elas valorizam e destacam seus produtos. É fundamental preparar um ambiente adequado e com uma boa iluminação antes mesmo de começar a produzir as fotos.

Além disso, quanto melhor a resolução da sua câmera (seja profissional ou celular), mais a foto chamará a atenção do cliente. Outros estudos feitos pela Visual Website Optimizer mostram que fotos maiores podem aumentar as vendas em até 9%.

Mas será que resolução e tamanho são a mesma coisa?

Resolução

Resolução é a qualidade da sua foto, por isso nem toda foto grande é necessariamente uma imagem com boa resolução. Para conseguir fotos de qualidade é preciso prestar atenção à quantidade de pixels que a sua câmera captura, se ela tem nitidez suficiente para exibir aquela imagem e ainda se levou outros fatores, como iluminação e ângulo, em consideração.

Dica: se a sua câmera não é tão boa, use ferramentas que ajudam a melhorar a resolução de uma imagem.

Os padrões de resolução usados pela maioria das lojas virtuais no Brasil são:

Mínimo:

  • Horizontal (foto deitada): 640 pixels de largura por 480 pixels de altura
  • Vertical (foto em pé): 480 px de altura por 640 px de largura

Máximo:

  • Horizontal: 1280 px de largura por 1024 px de altura
  • Vertical: 1024 px de largura por 1280 de altura

Tamanho

O tamanho de uma foto está diretamente relacionado ao peso que ela terá na sua página. Assim, quanto mais pesada, mais demorado será exibir uma foto no seu site.

Estudos mostram que a maioria dos consumidores espera apenas 3 segundos para um site carregar em laptops e 5 segundos no celular ou tablet. Por isso, se suas fotos estão muito grandes você pode tentar compactá-las usando programas de otimização de imagens que deixam os arquivos mais leves sem diminuir a qualidade. Após a edição é importante salvar as fotos em tamanhos entre 250 kb e 1Mb, para que não fiquem muito pequenas ou com pouca definição.

Ah, e quando estiver salvando suas fotos você também poderá optar entre alguns formatos de imagem. O JPEG e o PNG são os mais usados. A diferença é que o PNG consegue comprimir os arquivos sem perder a qualidade e o JPEG não.

Dica: teste a velocidade de carregamento do seu site e padronize o tamanho de suas fotos.

Como tirar fotos profissionais para loja virtual

Mesmo sem ter feito um curso de fotografia, com alguns direcionamentos, você pode produzir boas fotos para o seu e-commerce. O essencial é dar a devida importância e atenção para essa produção visual. Afinal, ela vai ajudar nas suas vendas.

Com algumas dicas você terá menos trabalho na hora de editar as imagens. A ideia é que você ganhe mais tempo para as outras atividades da sua operação (que não são poucas). Com a prática você vai se aprimorando e mesmo que não seja um fotógrafo profissional conseguirá ótimos resultados!

Zoom ou imagens em 3D

Lembre-se que o cliente quer se ter 100% de certeza de que o produto é de qualidade, já que ele não está na loja física. Dessa forma, quanto mais recursos visuais você oferecer, menor será a probabilidade de devoluções ou arrependimentos por falta de informação. É aí que o zoom entra no jogo: com ele dá para mostrar a textura, a cor e outros detalhes do produto.

A maioria das plataformas pagas de e-commerce já oferecem esta funcionalidade, mas se você usa uma Hospedagem WordPress consegue usar o recurso por meio do WooCommerce.

as fotos em 3D podem ser grandes aliadas do e-commerce, principalmente para lojas virtuais de móveis, por exemplo. Para exibir este tipo de imagem é preciso tirar de 24 a 72 fotos do produto e usar um software específico para transformá-la em formato Flash, HTML 5 ou GIF e depois inserir no seu site.

Iluminação

Tirar fotos com uma boa iluminação vai facilitar muito o trabalho de edição. É a iluminação que vai dar vida à foto e ressaltar as cores e detalhes do objeto fotografado.

Uma dica é aproveitar a luz natural sempre que possível e tomar cuidado com sombras – a não ser que favorecem a profundidade e dimensão da fotografia. E apesar de a maioria dos especialistas não recomendar usar flash, existem muitas alternativas para criar sua própria iluminação.

Dica: siga um ‘padrão’ de iluminação e estilo nas suas fotos.

Fundo

Temos uma notícia pra você: não é necessário nenhuma superprodução cinematográfica para fotografar seus produtos. Com um fundo liso e neutro você já consegue tirar boas fotos! O branco é o mais usado por destacar e dar foco ao produto (principalmente para produtos com bastante cores e detalhes), afinal, o objetivo é converter em venda.

Como já comentamos anteriormente o ideal é que você crie um padrão ou estilo também para os seus fundos, assim consegue passar consistência e profissionalismo para seus clientes. Dá para criar o fundo branco usando materiais simples como uma folha, papel laminado e uma placa de espuma ou até mesmo uma parede lisa. Ou, se preferir pode investir em um mini estúdio fotográfico.

Dica: se quiser dá para excluir o fundo branco e deixá-lo transparente, salvando no formato de PNG ao invés de JPEG.

Ângulos e cores

Quando estiver fotografando vale registrar vários ângulos do produto. Lembre-se sempre daquele consumidor curioso que faz questão de ver o produto pela frente, por trás, mas também o fundo, o topo, etc.

Além disso, se você tem várias cores ou estampas de um mesmo produto é bom agrupá-las e apresentá-las na mesma página de produto (como já é feito geralmente para tamanhos). Isso facilita a navegação do cliente e evita ter que voltar para procurar o mesmo produto de outra cor.

Dica: em suas fotos, seja fiel nas cores originais dos produtos (evite mudar essa cor na edição), alguns especialistas recomendam mudar os arquivos JPEG para o perfil de cor SRGB.

Por que devo usar vídeos nas minhas páginas de produto?

Se boas fotos são uma ótima estratégia para vender mais no e-commerce, pode apostar que os vídeos são ainda mais eficientes! Não é a toa que eles ganharam destaque nos últimos anos.

O Brasil já é o 4º país com mais tempo de visualização no YouTube: a cada 10 usuários, nove dizem buscar novas formas de conhecimento na plataforma. E essa cultura de consumo de informação por vídeo também está presente no comportamento de compra online. A média de conversão de sites com vídeos é de 4,9%, enquanto os sites sem vídeos convertem 2,9% das vendas.

Além disso, existem outras vantagens de usar vídeos na sua loja:

  • Aumenta o engajamento e as interações dos clientes;
  • As informações são mais acessíveis e rápidas;
  • Resultados de busca com vídeo recebem 41% mais cliques do que outros;
  • Após clicar no resultado, o visitante fica em média dois minutos a mais no seu site;

Modelos de vídeos para sua loja virtual

Não restam dúvidas que os vídeos são ótimos para ajudar você a vender mais na sua loja virtual, mas quais formatos de vídeo você deve usar? Vamos dar uma olhada:

Vídeo de produto

O foco deste vídeo deve ser mostrar as características de um produto, como o caimento de uma roupa ou a flexibilidade do material de um sapato, por exemplo. Quanto mais detalhes você conseguir mostrar, mais confiante e seguro seu consumidor ficará com seu produto.

Veja um ótimo exemplo da Posthaus, loja virtual de moda feminina.

Vídeo tutorial

Os vídeos tutoriais são ainda mais detalhados e longos que os vídeos de produto. É como uma aula ou um passo a passo que ensina consumidores inseguros a montar, instalar ou usar um produto. Se possível, conte com a ajuda de um especialista que consiga explicar de forma didática como ele funciona.

Veja este exemplo de tutorial da Cirilo Cabos, loja de cabos da Santa Efigênia em São Paulo.

Unboxing

Uma das experiências mais interessantes criadas pelo e-commerce com certeza é a de receber uma encomenda em casa e desembalar o produto. Este ‘ritual’ de abrir uma caixa e descobrir o que tem dentro é conhecido como unboxing e virou febre nos anos 2000. Não por acaso, o unboxing passou a ser recriado como estratégia de marketing de conteúdo também por lojas virtuais.

Veja este exemplo de unboxing do Magazine Luiza.

Vídeos com influenciadores

Além dos formatos tradicionais que apontamos acima, você ainda pode explorar os vídeos feitos por parceiros digitais – os influenciadores.

Alguns estudos mostram que os influenciadores são o canal de maior crescimento e de maior eficiência em termos de custo-benefício da atualidade. Para se ter uma ideia, em média 60% a 80% das decisões de compra realizadas em lojas virtuais de moda têm origem na opinião de influenciadores.

Estes profissionais podem ajudar muito sua marca a conquistar a confiança do consumidor por conta de seus depoimentos sinceros e realistas sobre diversos produtos. Se você quer começar a investir nesse tipo de vídeo, pode começar com influenciadores da sua região, que, com certeza terão preços mais acessíveis que os grandes influenciadores.

A parte difícil é que não existe um valor fixo cobrado por vídeo, você precisa solicitar um orçamento direto para o influenciador. Ele irá te oferecer uma proposta baseada no número de seguidores que ele(a) tem, plataformas em que ele(a) atua (Instagram, Facebook, YouTube, etc) e até mesmo o tipo de produto que você quer divulgar.

Aperte o Play!

Para o caso dos vídeos de produto, vale aplicar algumas das regras que vimos acima sobre iluminação, fundo e ângulos de câmera. Já para os vídeos tutoriais, unboxing e vídeos com influenciadores você pode precisar da ajuda de um bom roteiro para guiar o conteúdo e deixá-lo mais objetivo e claro para o cliente. No caso do tutorial você pode usar as Perguntas Frequentes que os clientes têm sobre o seu produto como base para o roteiro, por exemplo.

Lembre-se também de otimizar os tamanhos dos vídeos para que eles não comprometam a velocidade de carregamento do seu site, isso é muito importante para dar ao cliente a melhor experiência quando estiver navegando no seu site. Se precisar use ferramentas que reduzem o tamanho do vídeo sem comprometer sua qualidade.

É importante considerar ainda que vídeos exigem mais de atenção com a parte técnica: a qualidade da imagem e do som devem ser prioridade durante a produção. Sempre que possível use microfones profissionais e uma boa câmera, mas se você seguir algumas boas práticas vai conseguir gravar bons vídeos usando seu próprio smartphone.

Acima de tudo, o mais importante é começar! Mãos à obra?

Tags:, , , ,
Comentários
Pressione Enter para pesquisar ou ESC para fechar