Senhas seguras: dicas para proteger seus dados na web

Senhas seguras: como proteger seus dados na web

quinta-feira, 18 de janeiro de 2018 | Comentários

Escrito por

Experimente ouvir o post com o player abaixo

Criar senhas seguras para proteger os seus dados na web exige mais do que criatividade. É preciso seguir alguns cuidados básicos para criar senhas fortes, mas também é essencial alterá-las regularmente. Ficou em dúvida se está fazendo tudo certo? Fique tranquilo pois neste post vamos apresentar várias dicas para você criar senhas seguras e preservar suas informações em sigilo.

Esqueceu a senha?

Sabemos que não é nada agradável ter que memorizar dezenas de senhas para os diversos serviços eletrônicos que utilizamos no dia a dia. Afinal, é senha de acesso ao e-mail, para uso da conta bancária, redes sociais, para acessar o painel de controle de sua hospedagem de site. Isso tudo sem falar nas inúmeras senhas de wi-fi que solicitamos por aí. É uma verdadeira infinidade de números, letras e símbolos que precisamos memorizar.

Por mais incômodo que seja, a senha é uma das formas mais seguras de proteger nossos dados no ambiente eletrônico. Mas é necessário cuidado: afinal, qual a utilidade das senhas se elas podem ser facilmente descobertas ou se você tem dificuldades para decorá-las? Portanto, além de criar senhas seguras você ainda deve saber como memorizá-las ou guardá-las em segurança.

O perigo dos crimes virtuais

A revista eletrônica Fantástico publicou recentemente uma reportagem que revela o submundo dos crimes virtuais. Os golpistas chegam ao ponto de vender dados sigilosos de várias pessoas inocentes. Entre as informações comercializadas ilegalmente pelos criminosos estão desde senhas até dados pessoais como: CPF, telefone e endereço. Os golpistas invadem sistemas, divulgam links com “telas falsas” para capturar dados e chegam a corromper pessoas para montar um verdadeiro banco de dados ilegal.

O especialista em segurança da informação, Anderson Ramos, explica como funciona o golpe da tela falsa. Os criminosos criam sites idênticos ao de grandes lojas e redes de varejo e inventam promoções, que se realmente existissem seriam imperdíveis. As falsas promoções são divulgadas por e-mail, SMS, redes sociais ou aplicativos de mensagem. Quando a vítima clica vai direto para a tela falsa, se finalizar a compra e o pagamento for em boleto bancário, o dinheiro vai automaticamente para a conta dos ladrões.

Quem acompanha o blog sabe que regularmente falamos sobre segurança por aqui e um dos assuntos recorrentes é o Certificado SSL, que adiciona um nível de proteção aos sites, blogs e lojas virtuais. Os sites que têm essa solução instalada passam para o formato HTTPS e ganham um cadeado verde, sempre fechado e com a inscrição “seguro”. Isso significa que você está navegando numa conexão criptografada. Como os sites falsos não têm esse nível de segurança, fique sempre atento a esses três fatores: HTTPS, seguro e cadeado. Se não tiver, cuidado! Quer saber? Leia o post: 5 motivos para instalar o certificado SSL no seu site.

Ranking do golpe da tela falsa

Um estudo da empresa de segurança virtual Kaspersky Lab aponta o Brasil como o segundo país que mais sofre o golpe da tela falsa, perdendo apenas para a Rússia:

  • Rússia – 46 milhões em 2017
  • Brasil – 24 milhões em 2017
  • Estados Unidos – 22 milhões em 2017

Então, agora você já sabe: além de criar senhas seguras, também é fundamental preservar os seus dados particulares. Afinal, de nada adianta ter uma senha forte e digitá-la numa tela falsa.

Quais são as senhas mais comuns?

Todo mundo já sabe que usar a data de nascimento não é uma boa alternativa. Então, muitos recorrem ao nome do parceiro, do namorado, dos filhos ou pais e isso torna a senha mais vulnerável. O site Tecmundo, especializado em tecnologia, criou uma lista com as senhas mais comuns e entre elas estão sequências lógicas de números, como 1234, 645321 ou variações como 123123. O número do telefone é outro grande vilão das senhas seguras, pois as pessoas usam achando que ninguém irá suspeitar, mas é justamente um dos seus dados pessoais que costuma ser mais divulgado.

Usar palavras como password, senha, iloveyou também é algo muito habitual, mas que você deve evitar, pois aparecem na lista das senhas mais comuns. Outra recomendação importante é evitar usar parte do seu endereço e os números dos seus documentos, tanto trechos,quanto o número inteiro. Assim como cidade natal ou atual, bairro e até nomes de animais de estimação e amigos mais próximos. Agora que você já sabe o que não deve usar, vamos às dicas sobre como criar senhas seguras.

A estrutura ideal para senhas seguras

Quando nos cadastramos em algum serviço, somos orientados a utilizar um número mínimo de caracteres. Muitos mecanismos, inclusive, não aceitam senhas com menos de oito caracteres. Além do tamanho da senha, a inserção de caracteres maiúsculos e minúsculos, números e símbolos são constantemente recomendados, pois favorecem a criação de senhas seguras. Lembre das suas principais senhas e identifique se elas seguem essas características:

  1. Tem no mínimo de 8 caracteres
  2. Tem no mínimo 2 letras maiúsculas: ABCDEFG
  3. Tem no mínimo 1 letra minúscula: abcdefgh
  4. Tem no mínimo 1 número: 123456
  5. Tem no mínimo 2 símbolos: @#$%

Importante

Se for necessário manter uma cópia das suas senhas, cuide para deixá-las em um lugar seguro. Com certeza um post it colado no computador ou no seu ambiente de trabalho não é o lugar mais seguro para guardar suas senhas. Então, se precisar dessa “cola”, guarde o mais longe possível do computador e evite guardar em arquivos digitais, como no bloco de notas, por exemplo. Uma alternativa é salvar suas senhas num pen drive e guardá-lo num local seguro. Se fizer isso, evite nomear o arquivo com algo muito óbvio, como: “minhas senhas”.

5 dicas práticas para criar senhas seguras

Encontramos um exemplo bem prático que usa tudo o que falamos até agora sobre a criação de senhas seguras. Praticamente todas as dicas aparecem abaixo, veja se você consegue identificá-las. A senha tem duas letras em maiúsculo (H e G), tem letras minúsculas (o, t e r), tem número (0) e caracteres especiais ($ e @). Viu como criar senhas seguras não é tão difícil quanto parece?

dicas de senhas seguras

Foi muito simples criar essa senha, pois usamos o método Leet, que é uma forma de escrita com variações. O L33T utiliza várias combinações de caracteres ASCII para substituir as letras do alfabeto latino, é uma espécie de criptografia.

Como criar senhas usando o Leet

  1. Escolha uma palavra simples ou um nome que tenha no mínimo oito letras. No exemplo acima escolhemos o nome “hostgator”.
  2. Troque duas letras por símbolos que pareçam semelhantes. Nós trocamos o “s” por “$” e o “a” por “@”. O resultado ficou “[email protected]”.
  3. O passo seguinte é alterar pelo menos uma letra para um número parecido. Nós optamos por trocar o segundo “o” pelo número zero: “0”. Com mais essa alteração ficou assim: “[email protected]”.
  4. Depois basta incluir duas letras maiúsculas. No nosso exemplo trocamos o “h” minúsculo por “H” maiúsculo e o “g” por “G”. Chegamos à versão final: “[email protected]”.
  5. Se quiser ousar ainda mais, existem outros níveis de dificuldade no Leet. Este que usamos é o básico, mas também existe o intermediário e o avançado.

Outra dica interessante foi apresentada pela McAffe, em um artigo em inglês. No documento a empresa enfatiza a importância de nunca repetir as senhas e sugere em vez de você usar uma palavra, utilizar uma frase que seja fácil de lembrar, e que alterne símbolos, números e letras minúsculas e maiúsculas. Que tal usar o trecho de alguma música que você goste, aplicando essa alternância entre os caracteres.

Gerador automático de senhas seguras

Com todas as dicas deste post é muito provável que você conseguirá criar senhas seguras e lembrar delas com facilidade. Mas, se mesmo assim ainda quiser outra opção, a nossa recomendação é usar o Gerador de Senhas da HostGator. Você pode escolher opções somente com letras e números ou ampliar a segurança adicionando caracteres especiais.

Quando for criar uma nova senha você define a quantidade de caracteres, entre 8 e 40, e clica no botão azul. Cada vez que clicar no botão, uma nova senha será gerada. Talvez seja um pouquinho mais difícil pra decorar, mas com certamente será uma senha segura.

Ficou com alguma dúvida sobre a criação de senhas seguras? Conte pra gente nos comentários abaixo. 😉

Publicado originalmente em 18 de dezembro de 2013

Tags:
Comentários
Pressione Enter para pesquisar ou ESC para fechar