Manutenção de sites: use o pós-venda para aumentar a receita

Manutenção de Sites: como o pós-venda pode aumentar a sua receita

Escrito por HostGator Brasil

24 de julho de 2017 | Comentários

Quem trabalha com desenvolvimento de sites sabe que concluir um projeto e entregá-lo ao cliente não significa, obrigatoriamente, o fim da prestação de serviços. O pós-venda e a manutenção de sites podem render uma boa renda extra. Por isso, neste post vamos apresentar algumas dicas sobre como vender o serviço de atualização e manutenção de sites.

6 tipos de manutenção de sites

Só garantir a presença digital não basta, também é preciso se diferenciar para atrair a atenção do público. Por isso, manter um site atualizado é tão importante quanto criar um novo site. Veja abaixo alguns tipos de manutenção que você pode oferecer aos seus clientes.

1) Backup

Uma preocupação essencial para quem tem um site é a segurança. Pensando nessa demanda, um serviço que você pode incluir no seu pós-venda é a oferta de backups. A regularidade pode variar de acordo com o tamanho da empresa ou o tipo de negócio, desde backups diários, semanais, quinzenais ou mensais. Essa rotina é fundamental para garantir que o seu cliente não perderá tudo caso ocorra algum imprevisto. Temos um post sobre backup online com alguns argumentos relevantes para defender a importância da manutenção de sites.

2) Código fonte

No dia a dia é comum surgirem situações em que o serviço de suporte está diretamente ligado ao código fonte. Por isso, é interessante reforçar junto aos clientes que um código limpo e sem erros reduz os custos de manutenção de sites. Este também é um meio de valorizar o seu trabalho e explicar os custos de um projeto.

3) Análise de tráfego

Outra demanda que pode ser caracterizada como manutenção de sites é a análise de tráfego. Ou seja, você pode avaliar a performance de cada página e propor estratégias para melhorar o desempenho. Isso vale tanto para aumentar a conversão de e-commerces, reduzir a taxa de rejeição e até aumentar o índice de visitantes únicos, por exemplo.

4) Atualização avulsa

Quem trabalha com desenvolvimento também costuma ser muito procurado para fazer a manutenção de sites estáticos. São demandas caracterizadas como avulsas e vão desde atualizações simples de conteúdo, como endereço e número de telefone, a upgrades mais completos, que envolvem ações como modificar a arquitetura da informação.

5) Manutenção periódica

Você também pode criar planos periódicos de manutenção de sites. Essa prática pode ter muita relação com sites de e-commerce, que requerem atualização constante. A periodicidade pode ser negociada com o cliente e as alterações também podem estar previstas em um acordo de nível de serviço. Também é importante atualizar o cliente sobre as atividades desenvolvidas, tanto para apontar o que foi feito, como para valorizar a sua atuação.

6) Reconstrução

Existem projetos em que a simples manutenção de sites não atende a expectativa do cliente. Então, quando for necessário corrigir muitas falhas no código fonte ou modificar bastante o projeto web, ofereça a reconstrução. Este serviço também se aplica aos casos em que é preciso reformular um site para adequá-lo aos dispositivos móveis. Você já leu nosso post sobre mobile first?

Conhecendo o perfil dos seus clientes você pode adequar a oferta de serviços. Existem diversas outras possibilidades, como a escolha de hospedagem e serviços de SEO para a otimização de páginas, entre outros. Mantenha um arquivo com os principais dados dos projetos web que trabalhou e faça contatos regulares de pós-venda, pode ser por e-mail ou por telefone, por exemplo. Além de oferecer a manutenção de sites você também pode fidelizar seus clientes. Já pensou nisso?

Boas práticas na entrega de um projeto web

A entrega de um projeto web é um momento muito importante para o cliente, pois é a concretização de um objetivo. Portanto, este é o momento para iniciar o pós-venda. Faça uma apresentação completa do site, explique detalhadamente o painel de controle e entregue um manual de instruções. O ideal é que o material tenha captura de telas, pois isso vai auxiliar o cliente a gerenciar o site. Aproveite a oportunidade para falar sobre os ajustes que serão necessários ao longo de um determinado período e reforce a importância do backup. Quanto mais solícito e esclarecedor você for, mais confiante e satisfeito ficará o cliente com o seu trabalho, aumentando as chances de aquisição de novos serviços.

5 passos estratégicos para o pós-venda

  1. Apresentar detalhadamente o projeto web, funcionalidades e recursos do painel de controle.
  2. Entregar um manual de instruções com a captura das telas para facilitar o reconhecimento do usuário.
  3. Mencionar os ajustes necessários no projeto web e o prazo recomendado para cada um deles.
  4. Ressaltar a importância do backup regular para resguardar as informações do site.
  5. Fazer contatos periódicos (podem ser mensais) para saber se o projeto web está correspondendo as expectativas e se colocar à disposição.

Você já coloca as dicas deste post em prática? Compartilhe conosco a sua experiência!

Tags:, , ,
Comentários