O schema é uma importante ferramenta para notificar o Google sobre o tipo de conteúdo abordado em uma página. Confira mais sobre

Ouça o conteúdo deste post clicando no player abaixo!

A marcação de esquema é um dos mais recentes avanços em SEO. Compreender seu conceito e utilizá-la de forma adequada pode ajudar a impulsionar seu site nos motores de busca.

Neste artigo, saiba quais são os benefícios do uso do schema e como você pode implementá-lo em seu site!

O que é schema?

Marcação schema ou Schema.org é um dos mais novos avanços em SEO. Ela representa o vocabulário semântico, também conhecido como microdados do conteúdo de seu site.

Os microdados são adicionados ao HTML da sua página web para que os mecanismos de pesquisa possam ler melhor seu conteúdo e melhorar a forma como sua página é representada para os usuários de pesquisa.

Afinal, os dados estruturados desse mecanismo de pesquisa foram inventados para os usuários. O Schema.org é uma colaboração entre os mecanismos de pesquisa populares, como Google, Yahoo!, Bing e outros. 

Todos eles queriam fornecer uma maneira mais conveniente para os usuários entenderem instantaneamente do que se trata um site. Hoje, você aprenderá como o SEO de marcação schema pode melhorar a forma como seus usuários, ou público-alvo, percebem seu site.

Por que as marcações de schema são importantes para seu site?

As marcações de schema são importantes, principalmente, porque estão relacionadas ao SEO do site. Vamos entender?

Em primeiro lugar, é importante entender que não se trata exatamente de um fator de classificação definitivo. 

Veja, a marcação de schema existe porque os mecanismos de pesquisa desejam fornecer a você mais caminhos para passar as informações definitivas sobre o conteúdo das páginas do seu site.

Ao fazer isso, os mecanismos de pesquisa serão capazes de usar as informações fornecidas para saber o que seus dados significam — não apenas algumas palavras-chave aleatórias ou o que eles dizem — e combiná-los com a consulta de pesquisa ou intenção do usuário.

Em troca, isso vai melhorar a experiência do usuário em mecanismos de pesquisa — UX (experiência do usuário) —, junto a outras melhores práticas de otimização de mecanismo de pesquisa que dizem respeito à experiência do usuário.

Dessa forma, as marcações schema podem acabar sendo indiretamente um grande fator de classificação.

Além disso, vale mencionar que o Schema.org oferece marcação de dados para todos os tipos de conteúdo. Portanto, seu site pode ter uma classificação melhor.

Os tipos de conteúdo mais comuns são os seguintes:

  • Artigos;
  • Negócio local;
  • Organização;
  • Restaurantes;
  • Pessoas;
  • Episódios de TV e classificações;
  • Locais;
  • Resenhas de livros;
  • Produtos;
  • Filmes;
  • Aplicações de software,
  • Eventos.

Ainda existem centenas de outros tipos de marcação de dados — de entretenimento a programações médicas e legais. Qualquer tipo de dado em seu site pode ter um item scope e item type correspondentes no Schema.org.

Além disso, a marcação de schema fornece rich snippets extensos. Basicamente, isso fará com que sua página web tenha uma aparência melhor nas páginas de resultados do mecanismo de pesquisa, já que aprimora os rich snippets exibidos sob o título da página de seu conteúdo.

Uma marcação de dados estruturados ajuda a exibir as informações exatas que você deseja que seus usuários vejam nos rich snippets de suas páginas web.

Dessa forma, a marcação schema impulsiona as taxas de cliques orgânicos. Isso porque um aumento nas taxas de cliques geralmente é o resultado de um rich snippet extenso e bem representado nas páginas de resultados do mecanismo de pesquisa.

Lembre-se, ainda, de que a marcação schema para rich snippets pode fornecer um benefício de SEO indireto, pois torna suas páginas da web facilmente indexáveis, fornecendo metadados direcionados, que são mais precisos do que meras palavras-chave, como já falamos.

Mais importante: dados comportamentais de SEO, como taxa de cliques, tempo no site, taxa de rejeição e outros, são considerados fatores de classificação significativos.

Então, em resumo, dissemos que a marcação schema não é um fator de classificação direto, mas é uma das melhores práticas de SEO que pode colocar seu site no topo das páginas de resultados de pesquisas.

Ainda, mencionamos como uma marcação de dados estruturados pode ajudar a aprimorar seus rich snippets, o que acaba gerando taxas de cliques mais altas. Além disso, uma marcação de dados pode ajudar os mecanismos de pesquisa a entender o conteúdo da sua página e torná-la mais indexável do que sites sem schemas.

Exemplos de marcações de schema

Agora que você entende melhor a marcação schema, confira alguns exemplos para clarear ainda mais sua noção sobre o assunto:

Gráfico de conhecimento

O gráfico de conhecimento não é tecnicamente um tipo de schema, mas adicionar dados estruturados ao seu site ajudará a aprimorar visualmente os atributos dele.

Esses atributos serão informações gerais, como nome do site, logotipo, links de perfis sociais e informações de contato. Isso também pode funcionar em conjunto com o Google Meu Negócio.

Pesquisa de sites

Essa marcação schema funciona bem com pesquisadores que já conhecem seu site!

Isso permite ao usuário pesquisar em seu site a partir da página de resultados do mecanismo de pesquisa (como Google) e pode ser encontrado abaixo da metadescrição. 

A procura de conteúdo será mais fácil porque o pesquisador atinge seu objetivo com uma etapa a menos.

Esquema de artigos

Se você produz conteúdo regularmente em seu site, o esquema do artigo é ideal para você!

Ao adicionar essa marcação, seu conteúdo pode ser qualificado para aparecer no carrossel de notícias principais ou no recurso de pesquisa não carrossel usando um título e uma imagem. 

No entanto, para ter uma maior chance de aparecer, você deve implementar também as páginas aceleradas para dispositivos móveis.

Negócio local

Esse tipo de marcação schema funciona bem para suas listagens locais se seu empreendimento tiver um local físico. 

O recurso de pesquisa pode ser um gráfico de conhecimento ou carrossel, dependendo do tipo de empresa. 

Essa marcação tem maior potencial graças a uma variedade de recursos, desde horários de abertura e fechamento até possibilidade de fazer uma reserva on-line. 


Como adicionar as marcações de schema ao seu site

O mundo do SEO e da marcação schema é enorme. No entanto, isso não deve impedi-lo de começar a adicionar a marcação, especialmente para que seu site pareça confiável e com um senso de autoridade maior nas páginas de resultados dos mecanismos de pesquisa.

Em primeiro lugar, certifique-se de encontrar e usar os tipos de schema comuns que melhor se adaptam ao seu nicho ou negócio. Isso permitirá que você obtenha resultados mais interessantes!

Além disso, não se esqueça de encontrar todos os tipos de schema que você pode usar — há MUITOS tipos de marcação. 

Mesmo que alguns não sejam usados ​​com frequência, se forem relevantes para seu site, use-os. Lembre-se, quanto mais você fizer marcação, melhor será para seu SEO.

A maneira mais fácil de implementar isso é usando o assistente de marcação de dados estruturados do Google.

Na verdade, é mais simples se você já conhece seu HTML. É preciso apenas selecionar seu tipo de dados estruturados, inserir sua URL e começar a marcar. Siga os passos:

  1. Depois de concluir a marcação, clique no botão “Criar HTML”, no canto superior direito, e role para baixo até as partes com realces amarelos em sua barra de rolagem.
  2. Então, copie as partes com o código destacado em amarelo. Essa é a sua marcação schema!
  3. Em seguida, cole-as no local onde deveriam estar, conforme indicado pelo código-fonte de demonstração. 

Será mais fácil se você simplesmente baixar o código-fonte HTML. Mas, se estiver usando PHP e outros scripts em sua página, talvez você prefira instalar o código manualmente.

Depois de inserir o código, certifique-se de que seus dados estruturados estão sendo lidos corretamente pelo Google por meio da Ferramenta de teste de dados estruturados.

Além dessa opção, a maneira mais fácil de aplicar o schema em seu site é por meio de plugins, uma vez que a maioria das pessoas está usando o WordPress.

Por fim, vale lembrar que as marcações listadas são apenas uma pequena parte do que você pode fazer com dados estruturados.

Existem centenas de tipos de marcações schema com as quais você pode marcar seu site, mas nem todas elas vêm com um recurso de pesquisa sofisticado. 

A maioria é apenas informativa, para ajudar os rastreadores do mecanismo de pesquisa a entender rapidamente do que se trata sua página.

A gama de tipos de schema pode ser muito ampla. Os dados estruturados podem ser descritos como uma categorização altamente detalhada da web. 

Fique atento a mais informações sobre isso no futuro, já que o Google insinua que fará da marcação um algoritmo de classificação.

Isso significa, afinal, que é apenas o começo para o uso de dados estruturados em sites!

Esperamos que este conteúdo tenha o ajudado!

Se você gostou, não deixe de compartilhar.

Continue acompanhando os conteúdos sobre tecnologia e negócios no blog HostGator.