7 tendências para lojas virtuais na Black Friday

terça-feira, 5 de novembro de 2019 | Comentários

Escrito por

Tudo pronto para a maior data de vendas online do ano?

A Black Friday 2019 promete quebrar mais recordes. A expectativa é que as lojas virtuais faturem mais de R$ 3 bilhões, segundo projeção da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm) e da consultoria Ebit/Nielsen.

Além do aumento de 18% nas vendas do ano passado, a intenção de compra dos consumidores também está 58% maior em relação a 2018, de acordo com o Google.

Mas nem só de expectativas vive o e-commerce. A maioria das lojas começaram a se preparar com meses de antecedência, prevendo o aumento de estoque, planejando a estratégia de descontos, negociando com seus fornecedores, etc.

Tendências para a Black Friday

E agora que você já deve estar com tudo pronto na sua loja para esta grande data, chegou o momento de ficar atento aos ajustes finais da sua operação para conseguir atender o seu cliente com a maior rapidez e eficiência possível.

E para te ajudar nessa reta final preparamos 7 tendências de consumo no e-commerce que podem te ajudar a vender mais durante a Black Friday deste ano. Confira:

1. Opção de retirar na loja

O “retire na loja” é uma estratégia logística que está ganhando popularidade entre as lojas virtuais e consumidores nos últimos anos.

Segundo o Google, 39% dos brasileiros consideram a opção “Retire na loja” como muito importante na hora de decidir em qual loja vão comprar na Black Friday. A pesquisa também aponta que 24% dos consumidores pretendem usar essa forma de entrega em suas compras feitas pela internet.

A estratégia é ótima tanto para o lojista quanto para o consumidor, já que serve como uma espécie de “frete grátis” alternativo, sem que o lojista precise comprometer sua margem de lucro.

Do lado do cliente, além de economizar no frete, a possibilidade de encurtar o prazo de entrega e ter o produto em mãos rapidamente acaba se tornando um fator crucial na decisão de compra. Vale a pena oferecer essa modalidade de entrega.

estudo-retirada-de-produtos-na-loja

2. Desapego à marca

Cada vez mais conectado, informado e exigente, agora o consumidor também está mais “desapegado” das marcas ou produtos tradicionais.

De acordo com o levantamento da Nielsen Brasil, menos de 5% dos brasileiros realmente são ‘super leais’ a marcas, lojas e produtos. Entre as categorias mais em que o comportamento ‘infiel’ são mais presentes estão: Higiene & Beleza (85%), Alimentos (75%) e Limpeza (71,4%).

Um dos principais motivos para isso acontecer, além é claro, do costume de comparar preços e procurar por produtos e marcas com melhor custo-benefício, é que os consumidores também estão mais flexíveis a experimentar novidades.

Por isso, tanto as grandes marcas quanto as pequenas precisarão surpreender o consumidor ainda durante a Black Friday para aumentar suas chances de fidelizá-lo depois que a grande temporada de promoções terminar.

Estratégias como oferecer um ambiente de navegação é seguro e confiável, investir na entrega mais rápida e no atendimento do SAC durante o pós-venda aumentam consideravelmente as chances de fidelização.

3. Ticket médio maior e consumidor mais objetivo

A Black Friday já é conhecida praticamente em todos os lugares do país e o consumidor está cada vez mais confiante em comprar online.

Graças a estes e outros fatores como a proximidade da data com o recebimento do 13º salário, os brasileiros estão mais dispostos a gastar durante a data. Em 2019 a expectativa média de gastos ficará em R$ 626, de acordo com a Ebit/Nielsen.

Os consumidores também estão cada vez mais preparados para realizar essas compras: 69% já sabem que categoria vão comprar. Segundo uma pesquisa do Google, os produtos e categorias mais procurados pelos consumidores na data serão os smartphones, eletroeletrônicos e produtos de moda e beleza.

Veja as categorias que devem crescer até 300% nesta Black Friday, segundo o Google:

  • Veículos + 300%
  • Plano de celular + 250%
  • Bebidas não alcoólicas + 200%
  • Serviços financeiros + 200%
  • Imóveis + 200%
  • Alimentos + 150%
  • Cursos + 133%

4. Confiança é tão relevante quanto preço

Mas será que o preço baixo é o único fator importante para conquistar clientes na Black Friday?

Apesar do preço ser a estratégia mais simples para fisgar o consumidor, outros influenciadores como tempo de entrega e opções de pagamento também são importantes para a decisão de compra.

Segundo outra pesquisa do Google 54% dos consumidores consideram a confiança na loja e no nível do serviço prestado como fator importante na hora de comprar.

Por isso, uma forma eficiente de melhorar a percepção de confiança de seus consumidores é tornar o seu site mais seguro.

Vale a pena ter um Certificado de Segurança SSL instalado no seu domínio e contar com ferramentas que monitoram ameaças e protegem sua loja contra ataques.

Estudo sobre condições de pagamento em loja virtual

5. Mais opções de pagamento

Prática herdada do varejo tradicional, o parcelamento ainda é uma opção de pagamento muito procurada pelos consumidores brasileiros também no varejo online.

Segundo o Google, 11% dos consumidores decidem fechar uma compra pela possibilidade de poder parcelar. Se você não consegue oferecer descontos tão agressivos, vale a pena tentar explorar o parcelamento como facilidade para o seu cliente.

Além disso, outras formas de pagamento estão ganhando força graças ao crescimento do pagamento instantâneo e das fintechs, como o cashback e as carteiras digitais.

Estudo sobre opções de pagamento em loja virtual

6. Consumidores preferem comprar pelo site

Apesar da grande variedade de canais de venda como redes sociais e lojas físicas, o site é preferido por 44% dos consumidores na hora de fechar a compra.

A principal vantagem de ter o seu próprio site é criar a sua presença online, aumentando as chances de ser encontrado pelos mecanismos de busca, como o Google, além de poder mostrar mais detalhes do seu produto ou serviço e ganhar mais credibilidade de mercado.

Uma boa dica para quem já tem seu próprio site e está procurando estratégias de torná-lo mais conhecido na internet é investir em técnicas de SEO (Search Engine Optimization, ou em português, Otimização para Mecanismos de Busca). O SEO é importante porque é a origem de uma fonte significativa de tráfego grátis para seu negócio.

Entre essas técnicas estão: escolher as palavras-chave certas para incluir nos títulos, imagens, descrições e outras áreas do seu site, manter o conteúdo do seu site sempre atualizado e original, entre outros.

Estudo sobre compras em lojas virtuais

7. Antecipação dos descontos é cada vez mais comum

Nos últimos anos a Black Friday se consolidou tanto no Brasil que muitos lojistas resolveram antecipar ou até mesmo prolongar a data – originalmente a Black Friday é comemorada no final de novembro.

A estratégia é interessante para quem vende por meio do e-commerce, já que distribui as vendas durante mais dias (ou semanas), facilitando o escoamento logístico dos produtos e deixando a operação menos tumultuada.

Antecipar os descontos também é uma boa estratégia para as campanhas de marketing. Quanto mais tempo seus anúncios no Google, Facebook e outras mídias estiver rodando, mais vai reforçar o seu posicionamento e melhor seu dinheiro em mídia será aplicado.

Planejamento das compras de Black Friday

Fonte: E-Commerce Brasil

E você? O que espera desta Black Friday? Resgate suas ideias e dê os próximos passos no seu projeto. Você já pode aproveitar a Black Friday hospedagem de sites. Agora é mão na massa para ter sucesso na web! 😉

Tags:,
Comentários
Pressione Enter para pesquisar ou ESC para fechar