Conteúdos por assunto

Que assuntos você quer receber:

A confirmação da sua inscrição foi enviada para o seu e-mail

Agradecemos sua inscrição e esperamos que você aproveite nossos conteúdos!

E-mail marketing: entenda como ele funciona

e-mail marketing

Compartilhe:

Veja um guia completo do e-mail marketing com informações sobre a estratégia, como colocá-la em prática e quais erros não cometer.

O e-mail marketing é uma estratégia bastante consolidada – e utilizada – nos últimos anos no marketing digital. Seu principal objetivo é manter uma comunicação direta através do e-mail entre dois lados, normalmente a empresa e os seus clientes. Porém, também pode ser utilizado entre duas companhias no chamado B2B.

Esse processo tão bem-sucedido do marketing digital se deve ao fato de que ele inicia e mantém um canal direto de comunicação entre empresa e consumidor, sendo muito utilizado para melhorar e aproximar a relação entre os dois. 

Apesar de comprovadamente trazer bons resultados, essa comunicação ainda é alvo de desconfiança por alguns profissionais da área. Isso ocorre devido ao passado do e-mail marketing, que ficou amplamente conhecido por trazer spam ou abordagens agressivas, por exemplo. 

Assim, para desmistificar o e-mail marketing, te ajudar a entender mais sobre como essa ferramenta funciona e, o mais importante, como empregá-la na sua estratégia de marketing digital, confira esse guia completo que preparamos. Boa leitura!

O que é e-mail marketing?

De maneira geral, e-mail marketing pode ser descrito como a estratégia de disparo de e-mails para uma lista de pessoas, com o objetivo claro de criar uma comunicação individual com cada cliente. 

Normalmente esse disparo é realizado de forma automatizada utilizando ferramentas específicas para isso, veremos melhor como elas funcionam mais adiante. 

O e-mail surgiu como um substituto da carta, sendo inventado como uma maneira mais rápida e prática de comunicação entre duas pessoas. Hoje em dia sabemos que esse projeto foi totalmente bem-sucedido, e o e-mail se tornou um excelente canal de comunicação entre um remetente e um destinatário. 

Com o passar do tempo, essa ferramenta foi sendo integrada no cotidiano dos internautas e passou a se tornar uma identidade no mundo virtual, transpassando sua função inicial de troca de mensagens. 

Evolução do e-mail marketing

A partir dessa movimentação, o mundo do marketing viu uma oportunidade e transformou o e-mail em uma maneira de divulgar serviços e produtos, manter os clientes informados sobre ofertas, entre outras ações. Apesar de ser uma boa ideia, a maneira como foi feita não agradou aos usuários. 

Ainda bastante presente no cenário atual, a caixa de e-mail das pessoas foi invadida por empresas e marcas insistentes, por mensagens muitas vezes sem conteúdo nenhum. 

Entretanto, as técnicas e tecnologia avançaram ao ponto do e-mail marketing dar a volta por cima e se reinventar, possibilitando uma maneira eficiente da mensagem da sua empresa chegar à pessoa certa, na hora certa e, claro, da melhor maneira possível.

Dessa forma, companhias sérias e comprometidas com a execução de uma boa estratégia de marketing digital decidiram elevar a qualidade do e-mail marketing.

Para isso, iniciaram um movimento para requalificar o e-mail marketing e as suas abordagens. Você deve ter notado uma mudança de postura de algumas companhias ao solicitar a autorização de envio de mensagens, transformando o conteúdo em algo mais relevante e personalizado.  

Qual é a função do e-mail marketing?

O e-mail marketing tem como função estabelecer uma conexão entre uma empresa e sua base de clientes. Como vimos anteriormente, ao longo dos anos a abordagem foi evoluindo e essa estratégia de marketing digital passou a ser melhor empregada, tanto para quem vende quanto para quem consome. 

Através de uma simples ação como a autorização do envio de e-mails, as empresas conseguem seccionar o seu público-alvo, enviando conteúdo somente para aqueles que se mostram interessados. 

Dessa forma é possível estabelecer uma conexão sólida que pode ser convertida em vendas mais a frente, com o uso da landing page e outras ferramentas do Inbound Marketing.

Vantagens do e-mail marketing

O e-mail marketing é o terceiro maior canal de marketing posto em prática pelas empresas ao redor do mundo, segundo o estudo “Email Marketing Industry Census“, realizado pela Adestra.

Isso acontece porque estabelecer uma página na internet e um e-mail profissional é praticamente regra obrigatória para todas as companhias, e as redes sociais vieram para agregar ao pacote de atuação no mundo digital. 

Não é à toa que essa estratégia é tão empregada, certo? Para entender mais sobre as principais vantagens do e-mail marketing, confira a seguir a lista que montamos com alguns dos principais pontos positivos desse tipo de campanha. 

Segmentar o envio de mensagens

Até aqui foi possível compreender que o e-mail é um canal de propaganda mais individualizado, bastante utilizado para criar laços com os seus leads e futuros consumidores. Por ser um meio de comunicação mais direto, a mensagem enviada precisa ser coerente. 

Dessa forma, essa estratégia deve ir muito além da mera oferta de promoções, descontos e incentivos à compra. O objetivo é construir a base de uma relação forte para que o cliente compre com você quando precisar de determinado serviço.

Para isso ocorrer, você precisa mirar em uma comunicação personalizada e empregar artifícios como:

  • Utilizar o nome do destinatário no e-mail;
  • Ter conhecimento sobre as interações prévias com a empresa,
  • Realização de testes para observar qual apresenta melhor performance.

Ao empregar essas estratégias de personalização, a sua empresa abre caminho para a segmentação. Ou seja, através do e-mail marketing é possível separar os leads e melhorar o envio de mensagens direcionadas. 

Assim, é possível classificar os leads conforme o momento. Esse é um ponto-chave para qualquer estratégia de marketing, tornando as campanhas mais eficientes por considerarem os hábitos, interesses e gostos de cada cliente. 

Fácil para medir resultados

Outra grande vantagem dessa estratégia é a fácil possibilidade de medir o resultado das campanhas. Aqui, o acompanhamento de resultados auxilia na identificação de aspectos bem sucedidos e daqueles que necessitam de melhorias. 

Não deixe de acreditar nas métricas e leve a sério os resultados obtidos. Aproveite os números para ajustar as ações futuras e usufrua dos benefícios dessa estratégia. Afinal, o planejamento ideal sempre contém análises para melhorar a performance das ações. 

Custos baixos

Por último, mas não menos importante, o e-mail marketing apresenta mais uma vantagem interessante que é o ótimo custo-benefício. Ou seja, apresenta bons resultados a um baixo custo para a empresa. 

Quando as companhias escolhem aplicar essa estratégia, também o fazem por conta do baixo valor de investimento. Ao ser comparado com modelos tradicionais, o Retorno Sobre Investimento (ROI) é muito mais atrativo. 

Isso ocorre porque no e-mail marketing é possível encaminhar mensagens para públicos específicos. 

Assim, a empresa consegue enviar as mensagens certas na hora exata, elevando as chances de conversão por um baixo custo. Por isso, o e-mail marketing é visto como uma ferramenta rentável.  

Como montar um e-mail marketing?

Para montar um e-mail marketing é preciso, antes de tudo, ter a sua campanha bem definida. Ela vai funcionar como diretriz para a elaboração do seu e-mail marketing. Para ajudar, reunimos algumas dicas que você pode seguir para começar. 

Organize um template

O primeiro passo é organizar um template único que servirá de base para os e-mails disparados. É a partir desse modelo que você irá realizar as modificações e personalizações em cada caso. 

Apesar do e-mail marketing prezar pela individualização do cliente, é preciso ter um ponto de partida, certo? Por isso, indicamos ter um modelo sólido e de fácil personalização, com foco no conteúdo a ser passado e na ação que deseja que o destinatário realize. 

A regra nesse momento é não fugir do básico: pense em um layout simples e responsivo, onde o objetivo fique bem claro e que não abra margem para nenhum tipo de confusão. 

Pense a frequência dos disparos

A frequência dos disparos é um dos aspectos mais decisivos na sua estratégia. Caso seja muito alta, os clientes podem desistir e cancelar a assinatura, mas caso seja muito baixa as pessoas podem esquecer da sua empresa. Então, o que fazer?

Como dissemos, a montagem do e-mail marketing ocorre após a estruturação da campanha. É através dos dados coletados nela que sua empresa conseguirá decidir qual a melhor frequência de disparos para o público-alvo. 

Não é possível definir uma frequência ideal e única para todos os casos, visto que esse tempo varia muito com os nichos. Por isso, é de extrema importância compreender todos os aspectos que compõem o seu público-alvo. 

Planeje a segmentação

A personalização e segmentação do e-mail marketing é outro passo imprescindível para o sucesso da estratégia. Não é à toa que esse passo da montagem dos modelos consegue elevar as taxas de abertura e cliques dos e-mails. 

Assim, no momento de colocar a estratégia em prática, é preciso elaborar como personalizar o envio para se aproximar dos clientes, captar sua atenção e obter melhores resultados. Existem formas simples de fazer isso, como:

  • Inserir o nome do contato;
  • Deixar claro que conhece os interesses do cliente;
  • Usar o cargo do cliente para chamar atenção. 

Principais tipos de e-mail marketing

Para montar um e-mail marketing é preciso levar em consideração que existem vários tipos de clientes. Por isso, também existem diversos modelos de e-mail marketing que podem ser usados dependendo do perfil do destinatário. 

Selecionamos os principais modelos para você conhecer um pouco mais a seguir, confira.

Newsletter

As newsletters se tornaram um dos formatos mais bem sucedidos de e-mail marketing dos últimos tempos, principalmente no ano de 2020. 

Conhecido como um boletim de notícias, esse modelo pode ser compreendido como um envio periódico (a ser definido pelo remetente) de mensagens que abordam um determinado tema. 

Algumas empresas costumam fazer uma introdução ao tema na newsletter para atrair os usuários até seu site, enquanto outras já incluem todo o conteúdo no próprio e-mail, inserindo apenas alguns links para seus canais de comunicação. A abordagem depende da campanha. 

E-mail promocional

Os e-mails promocionais são os mais comuns (quem nunca recebeu um?). Como o seu objetivo principal é promover a venda de produtos e serviços, é comum apresentar uma abordagem bem mais comercial. 

Nesse tipo de redação é possível observar preços, ofertas, descontos e, claro, links diretos para a página de compra. O foco aqui é realizar vendas. 

E-mail sazonal

O e-mail sazonal normalmente é utilizado para datas específicas, como Dia das Mães, Dia dos Namorados, Natal, Dia dos Pais, Páscoa, entre tantos outros feriados e datas comemorativas. Dependendo da área de atuação da empresa, esses podem ser e-mails importantes para trazer boas conversões. 

O seu conteúdo pode trazer imagens comemorativas ao lado de cupons de desconto que podem ser utilizados em determinado período. 

Mensagem de boas-vindas

O e-mail de boas-vindas é normalmente empregado no primeiro contato entre a marca e o cliente, servindo justamente de gatilho para que o indivíduo permaneça na sua jornada de compra. Esse modelo faz papel de lembrete para que o cliente mantenha a empresa em mente. 

E-mail para clientes inativos

O e-mail para clientes inativos tem como propósito engajar os clientes que não interagem mais com a empresa a partir de um determinado período de tempo. É comum que o conteúdo inclua ofertas e cupons de desconto para estimular o retorno do indivíduo. 

E-mail para e-commerce

O e-mail para e-commerce, bem diferente da newsletter, por exemplo, tem por objetivo chamar atenção do cliente para o comércio digital. Dessa forma, é mais focado em promoções e ofertas, além de contar com links diretos para o site de vendas ou e-mail profissional. 

Caso você tenha interesse em saber mais sobre como gerenciar um e-mail profissional da maneira correta, não deixe de ler nosso artigo sobre Titan Mail.

Estratégias para um bom e-mail marketing

Na hora de redigir o e-mail é essencial ter em mente alguns tópicos importantes, que fazem toda a diferença na hora da conversão de vendas. 

Esse é o momento de transmitir a sua mensagem de um jeito que os clientes realmente pratiquem as ações que você deseja. Para isso, aplique as técnicas abaixo.

Encontre o tom adequado

É essencial que você consiga alinhar a linguagem dos textos ao seu público-alvo. Caso sua empresa foque em um público adulto, de meia-idade e estável financeiramente, não faz sentido escrever um texto lotado de gírias e composto de palavras que não são utilizadas por essa faixa etária, certo? 

Ao errar o tom, você não consegue estabelecer a comunicação que deseja e acaba afastando os indivíduos. Assim, encare o e-mail como uma conversa com o destinatário e adote um tom de voz compatível com esse tipo de bate-papo. 

Crie textos curtos e impactantes

Hoje em dia, o tempo médio de atenção de um ser humano gira em torno de oito segundos. Pouco, não é mesmo? A partir dessa informação, você consegue compreender que o seu e-mail marketing deve ser claro e objetivo na escrita. 

Vale a pena revisar os textos para deixar de lado tudo aquilo que não é necessário ao passar sua mensagem. Vá direto ao ponto sem distrações e fale o que quer falar de uma vez. 

Recorra aos gatilhos mentais

Gatilhos mentais são recursos empregados pelo cérebro para tomar decisões de maneira rápida ao nível do inconsciente. Em diversas estratégias de marketing eles são explorados visando incentivar a tomada de decisão a favor das suas próprias metas. 

No e-mail marketing não seria diferente. Existem inúmeros gatilhos que podem ser ativados, como:

  • Escassez;
  • Urgência;
  • Exclusividade,
  • Novidade.

Use CTAs para engajar

As CTAs são chamadas para atenção, que estimulam os indivíduos a realizarem a ação que você deseja a fim de atingir os objetivos que você estipulou. 

Se o objetivo da sua campanha é vender produtos, os CTAs são o caminho que leva às compras, por exemplo. Caso o e-mail divulgue um vídeo, o CTA motiva o usuário a assisti-lo. Por isso, vale a pena concentrar as chamadas no seu objetivo para não deixar o usuário perder o foco. 

Principais ferramentas para criar campanhas

Se você está iniciando sua estratégia de e-mail marketing por agora, certamente precisa de um componente importante: um software capaz de realizar disparos em massa

Hoje em dia são inúmeras as opções no mercado que atendem às mais diversas necessidades. Confira a seguir alguns dos nomes mais atuantes – e populares. 

MailChimp

Essa é uma das ferramentas mais conhecidas e utilizadas no mundo. Hoje em dia, a empresa já conta com mais de 13 milhões de clientes em sua carteira. Existem duas versões deste software: gratuita e paga.  

Na versão sem custo, são oferecidas funcionalidades básicas, como:

  • CRM;
  • Criador de sites;
  • Domínio do MailChimp;
  • Assistente criativo;
  • Formulários e páginas de destinos. 

Em contrapartida, o limite de e-mails disparados é de 10.000 por mês e 2.000 por dia. 

Os planos pagos podem variar de valor, e vão desde R$ 55 a R$ 5.000. A diferença está no suporte prioritário por telefone, licenças ilimitadas e uma quantidade de envios superior. 

RD Station

Essa é uma das plataformas mais relevantes no mercado brasileiro, visto que permite a criação de campanhas e nutrição de leads, tendo como foco auxiliar o cliente a fechar valiosas vendas e obter os melhores resultados

Tudo isso é feito a partir de funcionalidades como:

  • E-mail marketing;
  • Criação de landing pages;
  • Gestão de anúncios em redes sociais. 

Atualmente, a versão mais em conta inicia em R$ 69 mensais, e durante os primeiros 10 dias o usuário pode fazer um plano gratuito. 

Constant Contact

A Constant Contact está presente no mercado como uma boa alternativa para pequenos negócios que desejam consolidar a sua presença no mercado digital. Essa consolidação pode ser feita, é claro, através do e-mail marketing e outras alternativas, como anúncios para as redes sociais e plataformas de vendas online. 

Outras funções do software são: 

Infelizmente, ao contrário de outras ferramentas, não existe uma versão gratuita do Constant Contact que possa ser usada permanentemente. Os planos se iniciam em U$ 9,99 por mês. 

GetResponse

Essa é uma plataforma mais simples, mas que permite a criação de campanhas de e-mail e automação de marketing muito boas. As principais funcionalidades que podemos destacar são:

  •  Criador de site;
  • E-mail marketing;
  • Funis de conversão;
  • Automação de marketing;
  • Anúncios;
  • Formulários pop-up.

Erros que você não deve cometer no e-mail marketing

Como vimos no início do artigo, o e-mail marketing foi por muito tempo desprezado pelos clientes porque era tido como uma estratégia irritante. Ao longo dos anos, essa visão foi sendo desfeita e a estratégia passou a ser empregada corretamente.  

Entretanto, ainda existem erros comuns, mas que não devem ser cometidos por quem tem interesse em manter um trabalho sério e comprometido de marketing digital. Confira a seguir os piores erros que podem ser cometidos. 

Envios sequências

O motivo número um para descadastro de e-mails é o envio sequencial, ou seja, com muita frequência. Atualmente, ninguém tem tempo de ler tudo que chega na caixa de entrada, e tudo aquilo que se acumula acaba sendo descartado. 

De acordo com uma pesquisa realizada pelo HubSpot, a maioria das pessoas se descadastra de listas de transmissão porque recebem e-mails com muita frequência. Por isso, evite cometer esse erro. Não é na base da insistência que você irá conseguir realizar mais conversões.  

Não entregar o prometido

Ninguém gosta de propaganda enganosa, certo? Tente se colocar no lugar do usuário e pense em como é frustrante receber um conteúdo que não foi prometido. Ao se inscrever em uma lista de transmissão, o cliente deve estar ciente do que realmente vai ser entregue. 

Lembre-se de cumprir o combinado e deixar bem claro o conteúdo dos e-mails. Se o usuário se inscreveu para receber uma newsletter, não há porque enviar promoções e ofertas para ele.

Não revisar antes do envio

A revisão antes do envio é a cereja do bolo de qualquer campanha. Muitas empresas negligenciam esse ponto principal do e-mail marketing e acabam pecando em algo totalmente evitável. 

Ao errar a individualidade de cada cliente, por exemplo, o elo entre marca e usuário se rompe e a relação fica estremecida. Dessa maneira, é altamente recomendável – e faça parte de qualquer campanha de marketing – a revisão do conteúdo que está sendo enviado aos usuários. 

Erros podem acontecer, é normal, mas também devem ser evitados a todo custo. Por isso, incorpore no cronograma um momento de revisão de conteúdo. 

Curtiu nosso guia sobre e-mail marketing e quer ver mais conteúdos como este? Não deixe de dar uma olhada nos outros materiais que temos aqui no HostGator Guias.