Mais guias especiais

Que assuntos você quer receber:

A confirmação da sua inscrição foi enviada para o seu e-mail

Agradecemos sua inscrição e esperamos que você aproveite nossos conteúdos!

O guia completo de Marketing Digital

Compartilhe:

Você sabe o que é marketing digital e como isso ajuda no seu negócio? Hoje em dia, dificilmente um negócio não utiliza o Marketing Digital. Saiba tudo sobre o assunto!

Você já deve ter ouvido falar sobre marketing digital e ao mesmo tempo pode ter percebido que esse é um assunto um pouco complexo. 

Com a evolução da internet e as suas infinitas possibilidades, o marketing ganhou diversos espaços para fazer a promoção de pessoas, empresas, produtos e serviços.

Se você está chegando agora nesse mundo, fique tranquilo! Aqui neste guia, vamos te preparar para entender o que é marketing digital e tudo o que é necessário sobre esse assunto. 

Separe o papel e a caneta e mergulhe no mundo do marketing digital e suas vantagens! Vamos lá?

O que é Marketing Digital?

Atualmente, é muito comum buscarmos por um produto ou serviço na internet. Mesmo se formos comprar algo em uma loja física, sempre fazemos uma busca na web. Com isso, é possível analisar a qualidade, preço, atendimento, descontos e muitos outros fatores que ajudam no processo de decisão. 

Esse conjunto de informações que obtemos em uma simples busca, existe por meio do marketing digital. Afinal, é fazendo uso da internet, que as empresas começaram a se aproximar de seus clientes de forma muito mais assertiva. 

O marketing digital existe por meio de estratégias e plataformas, responsáveis por tornar uma empresa (ou pessoa) conhecida e por consequência gera lucro com as ações. Alguns dos meios mais utilizados são:

  • Redes sociais (Facebook, Instagram, WhatsApp, etc);
  • E-mail marketing;
  • Marketing de conteúdo (blog, site, landing pages, e-books, etc);
  • Inbound Marketing;
  • Mídia Paga. 

Neste guia, vamos te ajudar a entender todas as estratégias de marketing digital e como utilizá-las para impulsionar o seu negócio. 

Diferenças entre o Marketing Digital e o Marketing Tradicional

Você sabia que o marketing existe há mais de 500 anos? Pois, é! Após a invenção da prensa de Gutemberg, que permitia a cópia de textos em grande escala, a sociedade passou a ter acesso aos primeiros jornais e anúncios impressos. 

O jornal foi o meio que as empresas encontraram de anunciar os seus produtos ou serviços e conquistar mais clientes, pois eles atingiam uma maior parcela da população.

Como o problema da cópia e divulgação em massa estava resolvido, a partir daí, todos os “marketeiros” da época, começaram a pensar e criar novos canais de divulgação como pôsteres, outdoors e revistas. 

Com o passar do tempo foram surgindo os anúncios em rádio, TVs e por fim, chegamos na era da internet, onde se tem infinitas possibilidades para o marketing das empresas. 

Entendendo brevemente a história do marketing, você já deve ter percebido algumas diferenças entre o tradicional e o digital. Mas, vamos citar aqui as principais para você 😉 

  • No Marketing tradicional, a comunicação é apenas em uma via. Ou seja, a informação chega ao público, mas você não tem como entender como ele reagiu ao conteúdo. Já no digital, você tem total conhecimento do que as pessoas acharam da sua campanha e com isso você consegue mensurar resultados. 
  • Para divulgar seus anúncios na TV, rádio ou mesmo outdoors, o custo é elevadíssimo e você não consegue mensurar os resultados. Já no meio digital, os anúncios são muito mais baratos e você consegue validar a efetividade de suas ações. 
  • No marketing tradicional, você não tem tanto espaço para dar mais detalhes sobre sua empresa, produtos ou serviços. Fica limitado a quantidade de caracteres ou segundos de aparição na TV ou rádio. Já no digital, você tem muito mais espaço para se apresentar e cativar novos clientes, conquistando presença online para seu negócio. 
  • Em anúncios tradicionais, você não consegue segmentar o seu público, afinal a campanha será visualizada por pessoas diferentes. No marketing digital, você consegue definir o público que quer atingir e isso faz toda a diferença em seus resultados.

Vantagens do Marketing Digital

O marketing digital foi impulsionado a partir da criação dos smartphones. Afinal, as pessoas passaram a ter acesso a informação na palma da mão. Hoje, é possível trocar um computador pelo celular para fazer diversas tarefas do dia, sejam elas do trabalho ou da vida pessoal. 

Com isso, as empresas ganharam ainda mais espaço para divulgar suas campanhas, porém também encontram muito mais concorrência. Mas, calma! Nada é impossível no mundo digital, que traz inúmeras vantagens para qualquer negócio. 

O marketing digital pode ser implementado rapidamente

Você pode aprender a trabalhar com marketing digital de forma simples e rápida. Existem milhares de conteúdos e cursos gratuitos na internet, que te ajudam a entender os principais conceitos, assim como aplicá-los em sua empresa. 

Mas, lembre-se: assim como qualquer outra estratégia, é preciso ter um bom planejamento e definir quais são os seus objetivos e resultados que deseja alcançar. Assim, você conseguirá mensurar as informações que obtiver e ter mais assertividade em suas campanhas. 

Caso você não tenha tempo de estudar ou mesmo possua uma verba em sua empresa para investir em marketing, procure por profissionais ou consultorias na área, para te ajudar a implementar campanhas e ações

Baixo custo

O marketing digital é muito mais barato que o tradicional e rapidamente pode trazer o retorno do investimento (ROI).

Mas, é importante que você ou os profissionais que contratou para cuidar de suas campanhas tenham um bom conhecimento sobre as estratégias de mídia paga. 

No meio digital, você pode segmentar seus públicos e fazer diversos anúncios para ir conhecendo melhor seus clientes e até tornando a sua marca mais conhecida.

Procure conhecer mais sobre os anúncios nas redes sociais, assim como no Google e analise todo o potencial que seu negócio pode ter por meio da internet. 

Maior interatividade com o público

Atualmente o foco não está mais só no produto. As empresas precisam investir na experiência do usuário e em toda a sua jornada de compra. A comunicação com o consumidor é uma via de mão dupla e é a qualidade da interatividade com ele que v ai diferenciar você do seu concorrente. 

Em apenas um clique, as pessoas podem comentar, curtir, compartilhar qualquer informação do seu negócio. É essa relação que fará você melhorar o seu produto ou serviço e alavancar seus resultados.

Por meio desse engajamento, sua marca terá um alcance muito maior e por consequência, seu caixa pode ficar mais “parrudo”. 

Mensuração de resultados

Você e sua empresa têm muito mais chances de ganhar dinheiro com marketing digital. Afinal, com a mensuração e acompanhamento constante de suas campanhas, anúncios e conteúdos, é possível melhorar a sua estratégia de forma contínua. 

Assim, você consegue ser mais assertivo com o seu público, oferecendo a sua solução para quem realmente precisa. Toda vez que for analisar seus resultados, fique atento ao comportamento do consumidor e tire insights sobre quais canais são mais efetivos para cativar os clientes e fidelizá-los. 

Conceitos de Marketing Digital

O marketing digital para iniciantes pode ser um pouco assustador, afinal, existem diversos conceitos, ideias e estratégias que podem ser aplicados ao seu negócio. Mas, fique tranquilo, que aqui abordaremos os principais temas sobre o assunto! 

Leads

Se tem uma coisa que você vai ouvir com frequência é a palavra lead. No marketing digital e até em vendas, esse termo significa “oportunidade de negócio”.

Aliás, o lead é aquela pessoa que de alguma forma se interessou pela sua empresa e deixou alguma informação de contato, como e-mail ou telefone. 

Se você já se ligou, o lead é alguém que pode ser abordado pela equipe comercial, para saber mais sobre as suas soluções e possivelmente fechar negócio. 

Branding

Esse termo resume todas as ações feitas por uma empresa sobre seu posicionamento, propósito e valores. O branding é responsável por gerar conexões entre a marca e seu público

Para que você consiga entender melhor isso, confira alguns exemplos:

  • Coca-Cola: remete os sentimentos de felicidade e diversão;
  • Apple: elegância, luxo e desejo;
  • Dove: beleza e empoderamento feminino;
  • Nike: fortaleza, foco e determinação. 

É importante que você trabalhe estratégias de branding em seu negócio. Lembre-se que hoje os clientes têm a necessidade de criar uma conexão com a marca.

As pessoas querem entender quais são seus valores e como você os pratica. Use o marketing digital a seu favor nesse aspecto também! 

Conversão

A conversão é uma das melhores partes do marketing digital. Isso porque, o lead ou prospect se torna cliente, por fechar a compra de um produto ou serviço. 

Umas das estratégias de marketing digital usadas para a conversão é o CRO (Conversion Rate Optimization ou Otimização de Conversão). Por meio de estudos e testes em seu site ou blog, você pode criar caminhos que direcionam o lead para uma ação, que pode ser clicar no botão de falar com o atendimento, baixar um material rico ou mesmo acessar uma promoção. 

Essa técnica tem o objetivo de aumentar as conversões nas páginas de seu endereço web. Uma dica para você que está começando, é buscar um curso de marketing digital para entender mais sobre como funcionam as conversões e como testá-las em seu domínio. 

CRM (Customer Relationship Management)

O CRM nada mais é que um software ou plataforma que faz o controle dos leads e clientes da empresa. Nele é possível fazer cadastros, gestão de follow-up, contatos realizados e muito mais. 

CTA (Call-To-Action)

Call to Action em tradução para o português significa chamada para ação. Essa é uma das estratégias de marketing digital para converter clientes.

Normalmente são botões nos sites ou blogs, que direcionam os usuários para uma determinada atividade na página. Por exemplo: fale com um especialista, compre agora, clique e compre, etc. 

E-commerce

O e-commerce é uma das principais formas de comércio em todo o mundo. Com a pandemia, as lojas virtuais ganharam ainda mais espaço e permanecerão no mercado por muitos anos. 

Pode se dizer, que o e-commerce ganhou tanto espaço devido às diversas estratégias de marketing digital atreladas aos negócios na web.

Afinal, é por meio das redes sociais, anúncios e uma grande variedade de conteúdos, que as marcas começaram a se posicionar e marcar presença na vida dos consumidores. 

Engajamento

O engajamento é o sonho de qualquer empresa de marketing digital e seus clientes. Quando se fala em estratégias para as redes sociais, o engajamento se refere às curtidas, compartilhamentos e comentários. 

As principais métricas para você medir relacionadas à engajamento são:

  • Curtidas;
  • Cliques nos botões da bio (sobre do seu perfil);
  • Número de visitas no seu perfil;
  • Enviar para alguém;
  • Compartilhamento nos stories;
  • Arrasta para cima dos stories;
  • Comentários.

É importante que você conheça em detalhes cada rede social e entenda quais são as principais métricas em cada uma, para que tenha sucesso e engajamento com o seu conteúdo. 

Teste A/B

Como o próprio nome diz, o teste A/B serve para você fazer experiências em seus anúncios, landing pages e até e-mail marketing, para entender o que performa melhor, trazendo mais conversões. 

Normalmente, essa ação é utilizada quando é feito o redesign do site, alteração de preços de produtos ou serviços ou mesmo quando se percebe uma taxa de conversão muito diferente do habitual. Nele, são feitos dois anúncios ou telas e se estuda qual converte mais. 

Tráfego

O tráfego revela a quantidade de sessões que seu site ou blog teve a partir das buscas feitas pelos usuários na web ou mesmo via anúncios. Hoje, as empresas utilizam canais diferentes para trazer tráfego para seu endereço online e essa é uma métrica que também precisa ser medida. 

Isso porque, quanto mais visitas você tem em seu site, maiores são as chances de conversão e oportunidades de negócio. Os canais que você pode usar para trazer essas visitas são as redes sociais, WhatsaApp e as campanhas de mídia paga. 

UTM

A sigla UTM é uma abreviação das palavras em inglês Urchin Traffic Monitor, que pode ser traduzido para Monitor de Tráfego Urchim. Não ajudou muito, né?

Vamos lá! A UTM é usada no marketing digital para verificar a origem das visitas em seu site. Além disso, também ajuda a identificar quais são as campanhas que trouxeram mais cliques na chamada para a ação. 

A UTM é um pequeno texto que vai junto aos links do site da empresa, que permite fazer todo o rastreio das informações. Usar a UTM pode ser um pouco complexo, por isso é importante você estudar bastante sobre o assunto. 

Quais são as áreas do Marketing Digital?

Agora que você já conhece os principais conceitos de marketing digital é hora de conhecer as principais áreas dessa grande estratégia. Acompanhe! 

Marketing de Conteúdo

Bom, vamos começar pela importante área de Marketing de Conteúdo. Atualmente, tudo é conteúdo e você precisa trabalhar com ele para alcançar seus objetivos na web. 

Essa é uma das estratégias que precisa estar no seu plano de marketing digital, pois atualmente o consumidor busca informações sobre absolutamente tudo na internet. Afinal, os detalhes sobre os produtos ou serviços não ficam mais restritos aos vendedores, como muitos anos atrás. 

O marketing de conteúdo veio para ajudar o usuário da web a ter soluções para os seus problemas pesquisados nos mecanismos de busca.

Por isso, sua empresa pode se tornar relevante na internet, caso tenha conteúdos informativos e educativos sobre todos os assuntos relacionados ao negócio e sua persona. 

Com isso, você ganha relevância e autoridade nos sites de buscas e muitas vezes consegue as primeiras posições nos resultados das pesquisas. Mas, para isso, é preciso investir em conteúdo de qualidade, boa escrita e técnicas de SEO

Os canais mais utilizados para fazer marketing de conteúdo são os blogs, sites e redes sociais.

Blogs

Os blogs são muito famosos e existem há muitos anos. Neles, encontramos uma infinidade de artigos com assuntos para todo tipo de público.

As empresas têm investido cada vez mais nesse modelo de canal, pois ganham espaço para falar não só de sua empresa, mas de todos os assuntos relacionados ao seu nicho de mercado e dores de seus clientes. 

Por exemplo: se você tem uma empresa que vende bicicletas, pode escrever sobre as melhores trilhas e caminhos, dicas de manutenção, cuidados e segurança ao andar na cidade ou rodovias e muito mais.

Com isso, você se torna útil ao leitor e pode até ganhar novos consumidores para a sua loja. 

Sites institucionais

Toda empresa que está na internet precisa de um bom site. Nele, devem ter as principais informações do negócio, localização, catálogo de produtos, preços e muito mais.

Nessas páginas, você tem a oportunidade de falar sobre você, valores, propósito e diferenciais, para cativar clientes. 

Redes sociais

Nas redes sociais, você consegue criar um canal de comunicação e diálogo com seus seguidores, leads e clientes, com posts criativos com informações sobre a empresa, produtos, diferenciais e promoções. Além de textos e fotos, pode abusar dos vídeos e trazer mais engajamento para o seu negócio

A dica é: estude muito sobre o marketing de conteúdo e entenda como essa estratégia pode ajudar você a alavancar o seu negócio. Lembre-se que você precisa criar autoridade na internet, para que seja visto por uma quantidade maior de pessoas e tenha acesso a mais oportunidades de negócio. 

Inbound Marketing

No Inbound Marketing, existem diversas técnicas que vão desde a criação de conteúdo até o seu compartilhamento em canais específicos. O objetivo dessa estratégia é atrair e converter leads extremamente qualificados, seja no Google ou em redes sociais. 

A atração desses leads acontece por meio de conteúdos ricos, os famosos e-books, ou mesmo landing pages e campanhas de e-mail marketing.

Nesses materiais, estão informações que ajudam os leads a resolver seus problemas e ao mesmo tempo conhecer empresas que possuem soluções que precisam. 

A metodologia do Inbound Marketing possui 4 etapas: atrair, converter, vender e encantar. 

Atração

Na atração, você ganha a atenção do visitante pelo seu conteúdo. Sem interrompê-lo nesse processo, conforme a construção do seu texto, você pode direcioná-lo para uma ação, que pode ser acessar seu site, por exemplo. 

Conversão

A conversão acontece quando o visitante preenche algum tipo de formulário para baixar um conteúdo exclusivo, por exemplo. Isso só é possível, quando o usuário ficou realmente interessado pelo seu conteúdo e quer ter acesso a ele, para resolver um possível problema. 

Com isso, sua empresa ganha uma informação de contato e esse visitante se torna um lead. A partir disso, respeitando a etapa do funil do cliente, você pode começar a entrar em contato com ele, com mais informações sobre o assunto pesquisado, por exemplo. 

Venda

Na etapa certa do funil, é hora de oferecer reuniões com o time de vendas da empresa, para fornecer mais informações sobre sua solução. É importante que nesse processo, você cuide para não perder um lead pronto para virar cliente.

Lembre-se: muitas vezes o custo do lead pode ser muito alto para perdê-lo. 

Encantamento

Você bem sabe que o relacionamento com o cliente não acaba na venda. É preciso que você continue se comunicando com ele, para que se torne fiel à sua marca.

Esteja presente com e-mails informativos, promoções, cupons de desconto, felicitações pelo aniversário e diversas outras ações. 

Marketing de Afiliados

O programa de afiliados é uma estratégia de marketing de vendas, onde blogueiros, donos de sites ou pessoas que tem um bom perfil nas redes sociais, indicam produtos ou infoprodutos para os seus leitores e seguidores. 

A partir dos anúncios gerados nesses canais, os afiliados ganham uma comissão, seja por venda ou acesso gerado ao produto ou serviço ofertado.

Atualmente, existem diversas plataformas com programas para afiliados, como a Hotmart, Magazine Luiza, Monetizze, HostGator, entre outras.

Essa é uma das boas dicas de marketing digital, pois além de sua empresa ganhar com a venda de produtos ou serviços, ainda pode aumentar o seu posicionamento e alcance. 

Redes sociais

Desde que surgiram, as redes sociais são indispensáveis para qualquer pessoa. Seja para se atualizar do que os amigos estão fazendo, como também para impulsionar os negócios. 

Existem diversas opções de ações, campanhas e anúncios que podem ser feitas por meio do Instagram, Facebook, TikTok, entre tantas outras redes. Mas, antes de sair atirando para todo lado, é preciso entender quais redes fazem sentido para a sua empresa e público. 

Isso porque, você precisa dar conta de criar conteúdo para todas essas contas, de acordo com as estratégias e regras de cada uma. Ao estudar mais sobre as redes, você irá entender que não pode usar o mesmo post no Instagram e LinkedIn, porque os objetivos deles são diferentes. 

Mas, o que é muito legal de cada uma, é que você consegue fazer anúncios e segmentar o público muito facilmente e com baixo investimento. Isso permite que você tenha maior alcance e comece a posicionar a marca com seu público. 

E-mail Marketing

O email marketing é umas das estratégias mais usadas pelas empresas. Ele é o processo de enviar emails comerciais para uma lista de contatos construída pela empresa. Você pode enviar diversos tipos de e-mails, sejam eles informativos, promocionais, educacionais, entre outros

Se você parar agora e olhar para a sua caixa de e-mail, verá exemplos reais dessa estratégia. Com certeza deve ter promoções de viagens, aluguel de carros, leituras sobre os últimos acontecimentos da semana, atualizações sobre mercado e muito mais. 

Você pode estar se perguntando: como todos eles pararam na minha caixa de entrada? A resposta é simples! Você preencheu seu e-mail em algum momento da sua vida, em um formulário para receber newsletters, ofertas e informações das empresas.

Se quiser adotar essa prática, para que ela dê resultado, é preciso que você traga conteúdo relevante e cativante para o seu lead ou cliente, para que ele tome a decisão de compra.

A dica aqui é entender como funciona o marketing digital voltado para os e-mails e sua conversão. 

SEO

O SEO é o queridinho do marketing digital e de conteúdo e você já descobrirá o porquê. A sigla SEO significa em inglês Search Engine Optimization, que no português é Otimização para os Mecanismos de Busca

Essa é uma estratégia que conta com diversas técnicas que otimizam seu site ou blog, trazendo o melhor posicionamento das páginas nos buscadores, como Google e Bing.

Pense o seguinte: quando você busca por “marketing” no navegador, você vai encontrar milhares de respostas. Porém, os primeiros resultados após os anúncios, são os orgânicos. 

Ou seja, os resultados orgânicos são aquelas páginas de sites ou blogs que estão muito bem otimizadas de acordo com os algoritmos do Google e por isso são encontradas por primeiro.

Ao mesmo tempo, as primeiras páginas são as que possuem mais acesso e por consequência mais conversões. 

Os fatores que impactam no bom posicionamento das páginas e SEO são:

  • Qualidade do conteúdo;
  • Responsividade (se a página se adapta ao vários tipos de tela);
  • Autoridade do domínio;
  • Performance do site ou blog;
  • Arquitetura do site (programação, design, etc);
  • Entre outros. 

O SEO é uma das estratégias mais técnicas do marketing digital, mas é uma das responsáveis por trazer grandes resultados para as empresas e o melhor: com baixíssimo custo.

Provavelmente, o seu gasto será com um bom produtor de conteúdo que entenda de SEO, além de alguém que construa muito bem seu site. 

SEO On Page

Se falando em SEO, você precisa conhecer mais duas técnicas. Inclusive, uma delas é o SEO On Page, que se resume nas otimizações que você pode fazer em seu conteúdo e na parte mais técnica do SEO.

Elas podem ser no título, nas palavras-chaves do conteúdo, na linkagem interna, na descrição do resumo do texto no resultado de busca (meta description), entre outros. 

Tudo isso ajuda a melhorar a experiência do leitor, assim como a indexação do conteúdo pelos robôs do Google e outros navegadores. Nessa hora, é preciso usar técnica e criatividade. 

SEO Off Page

Esse é outro termo que precisa fazer parte da sua vida, mesmo que não trabalhe diretamente com ele. No SEO Off Page, as otimizações são mais voltadas para ações de relações públicas, backlinks, menções, sinais sociais.. Ou seja, o que está mais “fora” da parte técnica e de conteúdo.

Voltamos a dizer, você não tem como trabalhar com marketing digital se não estudar muito sobre o assunto ou contratar uma empresa especializada no assunto para te ajudar.

Nada é impossível, mas para que você tenha bons resultados é preciso investir! 

Mídia Paga – Performance

A mídia paga nada mais é que os anúncios pagos para promover uma empresa, seja por seus produtos ou serviços. Essa é uma das estratégias muito utilizadas no marketing digital, pois traz resultados mais rápidos que as práticas orgânicas.

Mas, cuidado! Não é porque essa técnica traz resultados antes do esperado, que você já pode sair fazendo. Essa ação, se não for bem planejada, pode gerar custos altos para o seu negócio e não trazer os resultados esperados.

As principais formas de fazer anúncios na internet são:

  • Via redes sociais: a partir das páginas da sua empresa, é possível criar anúncios segmentando seu público, localização e interesses. Além disso, você consegue fazer ações de remarketing com quem já visitou seus conteúdos. 
  • Por meio de buscadores:  nos navegadores como Google e Bing, é permitido criar links patrocinados de páginas de seu site, que serão encontrados nos primeiros resultados de busca, quando o usuário busca pela palavra-chave. Nessa estratégia, também é possível determinar o público, localização e criar campanhas de remarketing. 

Facebook Ads

O Facebook Ads é a ferramenta de criação de anúncios e campanhas, dentro da própria rede social. Ela é muito fácil de ser usada e com pouco investimento, você atinge seu público-alvo rapidamente, seja no Facebook ou Instagram.

Os principais tipos de anúncios no Facebook Ads são:

Imagens

Você pode promover fotos ou imagens em ambas as redes sociais, de acordo com o público e localização determinados. 

Vídeos

Se você possui um vídeo institucional ou está promovendo seus produtos por meio de vídeos, eles também podem ser anunciados nas redes sociais. É preciso que você se atente aos formatos determinados na plataforma para o anúncio ser aprovado. 

Carrossel

O carrossel é um conjunto de imagens, que pode ter conteúdo informativo, educativo ou sobre os seus produtos ou serviços.

Esse tipo de anúncio é muito utilizado pelas empresas, seja no Facebook ou Instagram. 

Google Ads

O Google Ads é uma das principais ferramentas de anúncios da internet. Fazendo uso dele, você promove a sua marca em sites e motores de busca, com baixo custo.

Basicamente, o Google Ads faz leilão de palavras-chaves, onde os interessados fazem as ofertas necessárias, para que possam usá-las para gerar acesso em suas páginas. 

Conheça abaixo os principais tipos de anúncios no Google Ads:

Rede de pesquisa

O anúncio em rede de pesquisa, é aquele voltado para o link do seu site, com uma breve descrição da empresa ou conteúdo patrocinado. Para você relacionar, são aqueles resultados que aparecem primeiro no Google, depois que fazemos uma pesquisa.

Esses links ficam identificados com a palavra “anúncio” no topo. 

Rede Display

Nesse formato, os anúncios são feitos por meio de banners estáticos ou animados, em sites ou blogs parceiros do Google para esse tipo de ação. 

Remarketing

No remarketing, os anúncios são feitos para aqueles usuários que estiveram em contato com a sua empresa, com uma simples visita em seu site, por exemplo.

Essa é uma das estratégias mais complexas da mídia paga, mas pode trazer grandes resultados de conversão. 

Como criar um plano de Marketing Digital

Agora que você entendeu um pouco de como funciona o marketing digital, é hora de descobrir como criar um plano para colocar todas as ações em prática.

Para te ajudar, listamos abaixo algumas das atividades que você precisa desenvolver, para que as estratégias escolhidas para atingir o seu público na internet funcionem. 

Análise SWOT

Na análise de SWOT, você vai entender todos os pontos fortes e fracos de sua empresa e assim, conseguirá aproveitar as oportunidades apresentadas para ter mais sucesso e neutralizar tudo que identificar como ameaça. 

Vamos entender o que a palavra SWOT significa:

  • Strengths: forças
  • Weaknesses: fraquezas
  • Opportunities: oportunidades
  • Threats: ameaças

Para se fazer uma boa análise de SWOT, é interessante fazer uma reunião em equipe, com uma sessão de brainstorming. É importante que analisem juntos os quatro tópicos acima, tanto relacionados a empresa, como também sobre suas redes sociais, site, blog e até público. 

Isso é importante, pois o ajudará a definir os principais objetivos de suas campanhas e como atingir mais leads e clientes, de forma efetiva. 

Defina dos objetivos

Um plano de marketing digital pode ser extenso, afinal, você pode atuar em várias frentes e precisa ter objetivos claros para cada uma delas. Para te ajudar nesse processo, uma das dicas é utilizar a metodologia SMART. 

Essa técnica, ajuda a definir se os objetivos são realmente aplicáveis e escaláveis, assim você tem mais visão dos possíveis resultados que pode atingir.

Conheça abaixo o que significa cada letra do SMART (que vem do inglês):

  • Specific (específico):  todos os envolvidos no projeto de marketing digital da empresa precisam saber do que ele se trata;
  • Measurable (mensurável): os objetivos criados podem ser mensuráveis ou eles são subjetivos? Lembre-se: o que não pode ser mensurado, não pode ser melhorado;
  • Actionable (atingível): as metas são realistas e possíveis de serem batidas?;
  • Relevant (relevante): como o próprio nome diz, analise se o objetivo tem mesmo relevância para o negócio nesse momento;
  • Time-bound (temporal): é importante definir o prazo que essas metas precisam ser cumpridas, seja ela mensal ou anual, precisa ter um prazo. 

Defina sua persona

Se a sua empresa ainda não tem uma persona definida, essa é a hora! Nesse momento, é muito fácil confundir persona com público-alvo, então vamos te ajudar a entender as diferenças. 

  • Público-alvo: possui informações demográficas sobre seus leads ou clientes, como idade, onde mora, renda, formação educacional, etc. 
  • Persona: possui informações de hábitos de consumo, preferências e características pessoais, como função, como gosta de passar o tempo com a família, como é o seu trabalho, o que gosta de aprender, para onde viaja e etc. 

Ou seja, a persona é um personagem real, que representa para quem foram criadas as soluções de sua empresa. Com isso, fica muito mais claro como se comunicar com essas pessoas e atingi-las com assertividade. 

Estabeleça KPIs

O KPI é uma sigla em inglês para Key Performance Indicator, que são os indicadores-chave de desempenho. Essa é uma das métricas muito utilizadas pelas empresas, pois ajudam a avaliar se os objetivos e estratégias adotadas estão no caminho certo.

Além disso, auxiliam a apontar as melhorias que podem ser feitas em todo o processo. 

Determine estratégias

Com os seus objetivos definidos, é preciso definir em equipe quais serão as estratégias por canal e como atingi-los. Para isso, separe um bom tempo para planejar as principais campanhas para as redes sociais, marketing de conteúdo, inbound marketing e anúncios. 

É importante que você siga o planejamento criado. Mas, isso não significa que não possa fazer alterações no caminho. Afinal, com a análise dos resultados das estratégias adotadas, você sempre terá melhorias a serem aplicadas e muitas vezes isso pode sair do rumo do que foi planejado na totalidade. 

Orçamento de Marketing Digital

Para tudo em nossa vida, fazemos orçamentos e decidimos pela melhor opção custo benefício. Com o marketing digital isso não é diferente!

Ao criar seu planejamento, é preciso definir um orçamento total para a estratégia, como também o limite do que pode ser gasto em cada área, como anúncios, marketing de conteúdo, e-mails, custo com plataformas, etc. 

Documentação final

Depois de analisar e definir todos os objetivos, é preciso documentar tudo o que foi definido, para ser desempenhado nos prazos acordados.

Nessa documentação é muito importante ter um cronograma detalhado com as ações, seus objetivos, orçamento e responsáveis. 

Métricas importantes no marketing digital

Antes de começar a colocar o seu planejamento em prática, é preciso conhecer algumas métricas do marketing digital.

Afinal, não basta apenas colocar a campanha no ar, é preciso mensurar cada uma delas, para medir seus resultados. Conheça abaixo algumas das principais métricas.

CPA

O CPA é a sigla para Custo Por Aquisição. Essa métrica é definida pelo time de marketing ou pelo responsável da estratégia na empresa.

O custo pode ser por lead, por um novo contrato, um novo cliente, etc. Normalmente ela é usada para a geração de leads, mas também pode ter outros objetivos. 

CPL

O CPL é o Custo Por Lead. Ela é realmente muito parecida com o CPA, mas é dedicada apenas à geração de leads. Isso porque, ela tem o objetivo de analisar a eficiência, custos e como está se desenvolvendo o projetado para a ação. 

CAC

O Custo de Aquisição de Cliente (CAC), determina o quanto você investiu em suas campanhas para adquirir um novo cliente para seu negócio.

Para determinar o CAC, é preciso dividir todos os gastos de aquisição pelo número de clientes conquistados no período. 

ROI

No ROI, as empresas medem o Retorno Sobre Investimento. Essa métrica pode ser usada para muitos assuntos, mas no marketing digital, ela identifica o quanto você cresceu relacionado a quanto você teve de gastos nas campanhas. 

Para calcular o ROI, é só aplicar os valores na seguinte fórmula: 

ROI = retorno – custo do investimento / custo do investimento

Com esse cálculo, você consegue analisar o quanto está ganhando ou não, com suas campanhas de marketing digital.

Sessões 

As sessões são quantas vezes as páginas ou seus vídeos foram exibidos, quando os usuários acessam o seu site. Normalmente, a sessão dura até 30 minutos e depois disso ela se torna inativa.

Essa é uma métrica muito boa para entender o comportamento do seu usuário e quais assuntos são os preferidos pelo seu público. 

Tráfego por Canal

Aqui, é possível medir de onde vieram os acessos do seu site ou blog, a partir das campanhas que você criou. Os usuários podem fazer o acesso por meio das redes sociais e anúncios, por exemplo. 

Taxa de Retenção

Essa métrica revela quantos clientes você conseguiu reter em sua base, ou seja, aqueles que optaram por não cancelar. O cálculo da taxa pode ser feito com a seguinte fórmula:

Taxa de Retenção = ((Clientes no fim do período – novos clientes)/clientes no começo do período) * 100

Nesse cálculo, o número de clientes perdidos sempre será 1×1. E, para que tenha o valor total, precisa contabilizar também os clientes conquistados no período. 

Taxa de Conversão

Aqui é possível determinar as conversões a partir das suas campanhas de anúncios ou por meio dos conteúdos. Além disso, você consegue visualizar a taxa de rejeição.

Algumas ferramentas do Marketing Digital

Para te ajudar em todas as análises de performance de seus conteúdos e campanhas, existem diversas ferramentas de marketing digital que podem te ajudar.

Separamos algumas aqui, para que conheça e anote para pesquisar mais!

Google Analytics

Essa é uma ferramenta gratuita do Google, onde você analisa diversas métricas relacionadas ao conteúdo do seu site, blog, etc, assim como o comportamento do usuário.

Com ele, é possível analisar também os concorrentes, suas palavras-chave e os conteúdos mais acessados. Dessa forma, você tem muito mais visão das estratégias e das quais pode passar a adotar. 

Google Search Console

Essa também é uma ferramenta gratuita do Google, muito direcionada para o SEO. Com os relatórios apresentados sobre seu site ou blog, é possível analisar o tráfego e seu desempenho.

Caso esteja ruim, os relatórios sempre mostram como você pode aprimorar suas páginas, para melhorar sua performance.

Essa é uma ferramenta muito utilizada para a criação de conteúdo, pois você consegue fazer pesquisas das principais tendências de assuntos do momento.

Além disso, pode buscar sobre assuntos voltados ao seu negócio e analisar o nível de interesse dos usuários por esses temas. 

Google Tag Manager

Essa é outra das funcionalidades gratuitas do Google. Ela ajuda a automatizar a inserção de tags no site, para o gerenciamento das atividades dos visitantes.

Uma das mais comuns, é o rastreamento das origens das visitas, que pode ser controlada via Google Analytics. 

SEMrush

O SEMrush é uma ferramenta paga, para a análise de SEO de seu site e concorrentes, além de permitir fazer pesquisas de palavras-chave e sugestões de conteúdo.

A plataforma possui uma versão gratuita, onde você tem acesso a algumas das funcionalidades, que podem te ajudar a planejar o seu conteúdo e melhorar as palavras-chave de seus posts ou site. 

Buzzsumo

O Buzzsumo é uma ferramenta muito utilizada para gerar insights para marketing de conteúdo, já que apresenta os conteúdos mais compartilhados.

Além disso, identifica os influenciadores por assunto, assim como os links compartilhados por eles. Por fim, gera relatórios por assuntos, que ajudam a identificar as tendências por nicho e a criar conteúdo sobre eles. 

MozBar

O MozBar é muito utilizado para otimizar o SEO em sites e blogs. Com ele, é possível ter uma visão do que precisa ser otimizado em suas páginas, para que sua empresa tenha maior visibilidade online.

Além disso, auxilia na identificação do que precisa ser melhorado para que o site tenha uma melhor performance nos buscadores. 

RD Station

O RD Station é uma ferramenta brasileira, que tem como objetivo fazer a automação de marketing digital em apenas um lugar. Nele, é possível criar as estratégias de e-mail e inbound marketing, por exemplo.

A ferramenta é totalmente voltada para te ajudar na criação e conversão de leads. 

HubSpot

O HubSpot é uma ferramenta americana, que tem duas principais funções: CRM e automação de marketing digital, voltada para e-mail marketing.

Aliás, a plataforma é uma das mais utilizadas no mundo para a criação e conversão de leads. 

Facebook Business

Existem dois tipos de perfis no Facebook: o pessoal e o empresarial. Quando você for criar um perfil para o seu negócio no Facebook, é preciso que crie no formato Business.

Afinal, é por meio dele que conseguirá fazer anúncios, analisar o engajamento, alcance e resultados das suas ações. Nada disso é possível por meio do perfil pessoal. 

Google Ads

Como vimos acima, o Google Ads é a ferramenta de anúncios do Google, que é a mais utilizada por profissionais de marketing em todo o mundo.

A plataforma é gratuita, você apenas assume os custos com os anúncios que realizar por meio dela. 

Hootsuite

O Hootsuite é uma ferramenta que possui versão gratuita e paga. Ela serve para gerenciar as redes sociais das empresas, como o Facebook, Twitter e Instagram. Ela otimiza o tempo dos profissionais, por meio do agendamento das publicações.

Assim, não é preciso estar online em qualquer horário, para fazer postagens em suas redes sociais. 

Canva

O Canva é uma ferramenta que ajuda qualquer pessoa a criar posts para as redes sociais. Com templates prontos, é possível produzir qualquer tipo de conteúdo, seja para stories do Instagram, como posts para o LinkedIn.

A ferramenta é muito intuitiva e fácil de usar. Na versão gratuita você tem acesso a diversas funcionalidades, mas se quiser algo ainda mais profissional, pode assinar o plano mensal da plataforma. 

Cursos de Marketing Digital

Com o surgimento do marketing digital e de empresas especializadas nesse assunto, não demorou muito para que surgissem diversos cursos sobre o assunto. Aliás, em uma busca rápida pela internet sobre o assunto, você vai encontrar milhares deles. 

Aqui a dica é: procure por cursos que vão tratar sobre os assuntos que você mais precisa aprender. Isso porque, muitas vezes o curso pode ser muito básico, trazendo conceitos que já conhece e não agrega em nada para o seu momento.

Por outro lado, busque também pelos assuntos mais específicos que precisa aprender, assim terá mais assertividade. 

Aqui, vamos te deixar dicas de alguns cursos de Marketing Digital da HostGator. Confira!

Como ganhar dinheiro com Marketing Digital

Como vimos até aqui, o marketing digital é um mundo de possibilidades. Por isso, com as estratégias certas, análise das métricas e melhorias contínuas de suas ações e campanhas, sua empresa pode ter muito sucesso. 

Ganhar dinheiro com marketing digital é possível, basta seguir as melhores práticas não só das ferramentas, como também as de mercado.

Com o tempo, você verá que trabalhar com marketing se torna algo viciante, pois consegue visualizar os resultados alcançados diariamente.

Outro fator, é que consegue analisar o lucro e reinvestir em ações para seguir conquistando clientes e manter o caixa de sua empresa em dia. 

Outro ponto que pode te fazer ganhar mais dinheiro com o marketing, é se tornar um consultor ou até investir em uma agência digital.

Mas, para isso é preciso que domine o assunto em que será consultor, para trazer resultados aos seus clientes. Aliás, o mesmo vale para uma agência. Os profissionais precisam ter expertise, pois quem contratar o serviço, cobrará pelo resultado. 

Lembre-se que há espaço para todos na internet e aqueles que ganham mais clientes, são os que trazem relevância e autoridade para os usuários e seus nichos. Mas, o que é nicho no marketing digital?

Os nichos, são as áreas do marketing que podem ser trabalhadas, como: marketing de conteúdo, mídia paga, SEO, etc. Isto é, cada nicho tem a sua importância no mercado, assim como oportunidades para serem exploradas comercialmente por empresas e consultores. 

Conclusão

Esperamos ter ajudado você a conhecer os principais conceitos, estratégias e métricas de marketing digital.

Aqui, tínhamos como objetivo tirar as suas principais dúvidas sobre o assunto e te instigar a buscar saber mais sobre as ferramentas e estratégias que vão ajudar você e sua empresa a ganhar espaço na internet. 

Se você gostou do conteúdo, aproveite para conhecer mais artigos sobre marketing digital, negócios, tecnologia e inovação no Blog da HostGator, líder global em tecnologia e hospedagem de sites.