HTTP Status code: veja a lista completa

Calendário02/02/2021 - Atualizado em 12/03/2021

http

HTTP Status code: veja a lista completa

Na web, é comum nos depararmos com números como "404" ou "502", que se referem a códigos de status HTTP (HTTP Status code). Em outras palavras, esses códigos correspondem aos comandos responsáveis por transmitir informações e páginas a um cliente ou navegador.

Mensagens de erro no navegador

Embora tenham a intenção de indicar um status, os códigos de três dígitos são famosos porque costumam retornar erros em páginas web, isto é, quando um problema é encontrado. 

Para você entender melhor, esses códigos foram divididos em cinco famílias principais, a saber: os que começam com um "1" indicam uma resposta provisória; aqueles que começam com "2" indicam uma solicitação que foi processada com sucesso; já com "3", que outras ações precisam ser tomadas pelo cliente. 

Se começar com “4”, é um problema que vem do navegador/usuário e, por fim, se o código começar com "5", o site é o responsável pelo erro. Neste artigo, vamos abordar os HTTP Status code mais relevantes, ou seja, os erros de navegador mais comuns.

Confira a seguir!

Erro 500

O erro interno do servidor, mais conhecido como Erro 500, é uma incorreção muito temida: geralmente ocorre de forma repentina e no momento menos conveniente para quem está navegando na web.

Ele indica que o servidor que hospeda o site está tendo uma dificuldade inesperada e que, portanto, não é capaz de atender à solicitação do usuário. O Erro 500 pode ter como causa um problema do lado do cliente ou do lado do servidor. Aqui estão alguns motivos possíveis:

  • Um erro de permissão: as permissões de arquivos e pastas não estão definidas corretamente;
  • Um erro nos scripts CGI / Perl: os códigos podem estar incorretos;
  • Código incorreto em .htaccess;
  • PHP-Timeout: o tempo de espera para acessar um recurso externo é muito longo;
  • Limite de memória PHP: a memória é excedida por um processo e este não pode funcionar corretamente,
  • Plugins e temas incompatíveis que afetam todo o site.

403 Forbidden

O Erro 403 ou "acesso proibido" aparece em uma página web quando o servidor se recusa a executar uma solicitação. Este é um erro HTTP que indica pura e simplesmente acesso negado ao conteúdo, recurso etc. 

O servidor, portanto, encontra a URL, ao contrário do que ocorre com o Erro 404, mas não pode acessar a solicitação do cliente. Do ponto de vista dos criadores de site, o 403 Forbidden representa uma forma eficaz de proteger seus dados ao negar o acesso aos internautas. 

Geralmente, esse erro pode ser vinculado a uma autenticação deficiente em uma página web. Na maioria das vezes, a causa são as configurações de navegação do cliente.

502 Bad Gateway

O Erro 502 Bad Gateway é um código que indica quando nossa rede não pode se conectar ao seu servidor para comunicação. Assim, o Erro 502 indica que um servidor na Internet recebeu uma resposta inválida de outro servidor.

Isso significa que não se trata de um problema no final da cadeia do usuário, mas sim no próprio site (uma má notícia para os desenvolvedores web). O que difere o Erro 502 dos outros códigos de servidor 500 é geralmente a comunicação entre um gateway ou servidor proxy e um servidor upstream ou de origem.

As razões para uma resposta 502 Bad Gateway são diversas. Normalmente, esse erro desaparece sozinho e atualizar a página pode ser o suficiente para conseguir o acesso. Se isso acontecer, o problema era com o servidor temporariamente sobrecarregado.

Erro 504

O Erro HTTP 504 informa ao cliente que o problema encontrado tem relação com o tempo limite enquanto a solicitação estava sendo processada. É por isso que o código da mensagem também é rotulado como "Tempo limite do gateway". 

No Erro 504, o remetente da mensagem é o servidor da cadeia de comunicação, que não pôde cumprir sua função de gateway ou proxy porque não recebeu resposta do próximo servidor (ou serviço) em um determinado período. 

Erro 503

O código de Erro 503 é um dos mais conhecidos! Ele informa ao cliente se a solicitação foi processada com êxito ou se requer etapas adicionais que o cliente deve realizar. 

Assim, quando um Erro 503 é emitido, ele trata sobre uma falha de solicitação do lado do servidor.  Neste caso, a mensagem entregue é: "Serviço indisponível”. Em geral, a causa pode incluir um servidor em manutenção, sobrecarregado ou com uma configuração defeituosa do servidor DNS.

Erro 401

O Erro 401 é um HTTP Status code que indica um problema com o cliente, ou seja, pode ser o navegador, mas também o roteador ou mesmo o provedor de Internet com o qual estabelece a conexão. Além disso, em muitos casos, o próprio usuário pode causar o erro.

Em princípio, ele quer dizer que você não tem nenhuma autorização para acessar o site solicitado e deve primeiro conectar-se a ele. Na maioria das vezes, você pode corrigir facilmente o Erro 401 exatamente por esse motivo!

O site engloba uma área que só será ativada após a autorização, certo? Assim, para acessar, você deve inserir seus dados de login no local apropriado. Simples – quase sempre!

HTTP 304

Um código de status HTTP 304 quer dizer que o site que você está tentando acessar não foi atualizado desde a última vez que você o acessou. Normalmente, seu navegador salvará (ou armazenará em cache) páginas web para que você não precise fazer download repetidamente das mesmas informações. 

Quando você clica em uma página web ou URL, seu navegador solicita acesso de um servidor. Se não tiver sido modificado desde o último acesso, o servidor web retornará um código de status 304, que informa ao navegador para usar uma versão em cache da página.

Geralmente, você só verá o código HTTP 304 se estiver em um mecanismo de pesquisa. Se o seu navegador receber este código, ele tentará mostrar a você uma versão salva da página. 

Erro 405

Um Erro 405 de status HTTP indica quando um navegador web solicitou acesso a uma de suas páginas, seu servidor recebeu e reconheceu, mas decidiu rejeitar. Assim, você fica impossibilitado de acessar a página web solicitada. 

Abaixo, algumas soluções para corrigir a maioria dos erros 405:

  • Procurar erros no código do seu site;
  • Examinar os logs do lado do servidor,
  • Verificar os arquivos do servidor.

Erro 429

O Erro HTTP 429 indica que o aplicativo cliente excedeu seu limite de taxa ou o número de solicitações que pode enviar em um determinado período. Normalmente, esse código não pedirá apenas ao cliente para interromper o envio de solicitações, mas também especificará quando pode enviar outra.

Embora possa parecer punitivo, o Erro HTTP 429 é na verdade uma medida de proteção contra usuários que abusam intencional ou acidentalmente dos recursos do servidor. Foi projetado para evitar um estouro de backup ou solicitação que sobrecarregaria um servidor ou outro serviço destinado a ser compartilhado e usado por muitos sites. 

Erro 404

O código HTTP 404 é uma resposta do servidor que indica que a página web procurada ou solicitada não foi encontrada. O que significa que ele não existe mais (ou que nunca existiu).

Esse erro pode ter várias causas. Em especial, a migração de um site pode desencadear vários status 404. Além disso, este tipo de erro também pode estar ligado à simples gestão do site. 

A presença de HTTP Status code 404 faz parte dos critérios de SEO do Google. Eles têm o efeito de desacelerar a referência do site e oferecer uma experiência de usuário pior aos visitantes.  Quando uma página que recebe backlinks é excluída, ela retorna um Erro 404. Assim, não dá mais ao site a popularidade e os links que gerou no passado.

Considerações finais

Vamos recapitular rapidamente?

Depois que o visitante digita uma URL ou seleciona uma página nos resultados de busca do mecanismo de pesquisa – como o Google –, o navegador “liga” para o servidor amigo e diz: "Ei, você se importaria de me mostrar esta informação aqui?"

O servidor do site, por sua vez, pode responder a isso de várias maneiras, comumente conhecidas como códigos de resposta HTTP. Essas respostas contêm um código de 3 dígitos que nos informa sobre o status da página solicitada no momento da solicitação, como já vimos!

Assim, em um resumo brevíssimo, um código de status HTTP é o código que o servidor do site envia de volta ao navegador do usuário quando uma página é aberta. Essa resposta pode ser "OK, vamos lá" ou a exibição de qualquer problema que esteja impedindo o usuário de ver a página ou atrasando o carregamento dela.

Como identificar um código de resposta?

Os códigos de resposta HTTP sempre começam com um número de 1 a 5, inicialmente apresentado como 1xx, 2xx, 3xx, 4xx e 5xx.  Cada conjunto de números pertencerá a uma resposta do servidor e será mais detalhado com base nos números que seguem o primeiro dígito.

Assim, podem ser classificados em diferentes classes de status, onde o primeiro dígito representa a respectiva classe:

  • Os códigos de status HTTP da primeira classe representam informações para processamento e são enviados durante a solicitação, eles incluem o código de status 100 e o código de status 102;
  • Os códigos de status HTTP da segunda classe representam uma operação bem-sucedida. Um dos códigos de status HTTP mais comuns que começa com 2 é o código de status 200;
  • Um código de status da terceira classe representa um redirecionamento e é retornado se o documento solicitado agora estiver disponível em um endereço diferente. O processamento, portanto, ainda não foi concluído e requer ações adicionais por parte do cliente. Alguns dos códigos de status mais importantes nesta classe com relação à otimização do mecanismo de pesquisa são o código de status 301 e o 302;
  • Os códigos de status HTTP da quarta classe representam erros do cliente, ou seja, erros que resultam de uma solicitação incorreta do cliente. Um bom exemplo nesta classe é o código de status 404 Not Found – sobre o qual falamos,
  • A quinta classe contém erros de servidor. Código de status 500 – erro interno do servidor e código de status 503 – Serviço indisponível são bons exemplos nesta classe.

Além dessas, há uma classe de códigos de status padronizados e códigos proprietários que podem ocorrer em certas circunstâncias. Aqui, o erro é atribuído à rede e o cliente é obrigado a reenviar a solicitação. Os mais comuns nesta classe são o código de status 906 e o código de status 950.

Códigos de status HTTP e SEO

Nós começamos a falar um pouco, mas é importante reforçar a relação entre os códigos de status HTTP e SEO. Talvez você tenha até imaginado ou adivinhado antes de chegar até aqui, e sim, os HTTP Status code afetam o SEO significativamente. 

Uma alta frequência de erros 404, por exemplo, pode indicar um site mal mantido. Afinal, se os usuários receberem o código de status 404 quando acessarem uma URL, isso levará a uma taxa de rejeição mais alta.

Isso, por sua vez, representa um sinal negativo na experiência do usuário para o Google e outros mecanismos de pesquisa. A indicação "404 - não encontrado" é uma parte natural da web se uma página não estiver mais disponível, por exemplo, devido a uma transferência de domínio. 

Os erros Soft 404, por outro lado, têm um efeito maior na otimização do mecanismo de pesquisa. Você entrega um código de status que não corresponde ao conteúdo da página. Na pior das hipóteses, podem levar à exclusão de uma URL do índice do Google.

Também são importantes para o SEO os redirecionamentos 301, porque ajudam a evitar a duplicação de conteúdo. Vale lembrar que saber quais aparecem em um site não é suficiente! 

Um bom especialista em SEO deve ser capaz de identificá-los antes que o Google ou qualquer outro robô procure por eles. Mais importante ainda: um especialista em SEO deve ser capaz de corrigir todos os erros do site para:

  • Proporcionar a melhor experiência de navegação aos usuários, evitando a frustração de páginas perdidas ou longos tempos de espera,
  • Apresentar uma página otimizada aos buscadores, mantendo um ótimo orçamento para não perder tempo e receber melhor consideração, levando a um ranking estável.
Sumário

Sumário

Sumário
Compartilhar