O que acordar com o cliente antes da criação de websites

8 pontos para acordar com o cliente antes da criação de websites

Escrito por

segunda-feira, 11 de junho de 2018 | Comentários

Quem trabalha com o desenvolvimento de sites sabe que é preciso lidar muitas vezes com a ansiedade de quem quer ver sua página no ar no menor tempo possível. O problema é que, em razão da pressa, alguns pontos podem ser esquecidos no momento do briefing e decisões importantes acabam sendo atropeladas pela chegada do prazo. Por isso, é fundamental planejar bem qualquer projeto web.

Para ajudar nessa tarefa, elencamos 8 tópicos que devem ser acordados com o cliente antes de o trabalho começar.

Mas antes de colocar a mão na massa é sempre válido ressaltar a importância da presença digital. Embora esse não seja um assunto novo, é relevante mostrar ao seu cliente um pouco da dimensão do universo digital mostrando alguns dados. Quando o cliente ainda tem dúvida se realmente vale a pena investir na criação de um site, você terá argumentos para sustentar o seu trabalho, como:

Depois que o cliente está convencido que realmente precisa de um site o próximo passo é deixar claro que será necessário tomar várias decisões antes do início do trabalho.

Pontos que devem ser acordados antes de começar a criação de websites

Veja os 8 pontos que devem ser acordados para não comprometer a entrega do projeto nem a qualidade do site:

1. Briefing

Esse é o momento crucial para que o projeto seja bem sucedido. Você deve entender ao máximo as necessidades do cliente para apresentar a melhor alternativa sempre. Nessa conversa, é preciso esclarecer todas as dúvidas. O que ele espera do site? Qual o orçamento disponível? Como deve ser a interface e quais funcionalidades são essenciais? Essas informações serão a base para montar o escopo do projeto, validar o orçamento e o cronograma de entregas com o cliente.

2. Custo

Entendidos os objetivos, é hora de calcular o custo. Essa é uma das maiores dificuldades dos desenvolvedores na criação de websites. Basicamente essa precificação pode ser feita por hora ou por projeto. Para um site que vai ser construído do zero, a segunda opção é a mais viável. Entenda como fazer o custo do desenvolvimento de sites com modelos de cobrança e algumas ferramentas que podem ajudar nessa etapa.

3. Prazos

Estipular ações e prazos também pode dar mais segurança para você desenvolvedor. Além de evitar possíveis atritos durante o trabalho, é uma forma de ajustar as expectativas dos clientes. Se possível, crie um cronograma de entregas mostrando todos os passos do projeto e quais ações serão tomadas em cada momento. Aproximar o seu cliente do seu processo de trabalho ajuda a eliminar todas as dúvidas e também a ansiedade pela entrega do site pronto.

Combine previamente a data em que o site será publicado. Essa é uma etapa que pode parecer sem importância, mas é essencial para que o projeto inicie de forma tranquila. Indique para o cliente que a melhor opção é publicar o novo site entre segunda-feira e quinta-feira. Afinal, durante a semana você estará preparado para resolver eventuais problemas e contingências.

4. Domínio

O registro do domínio deve ser feito com cuidado e atenção. Ele será a porta de entrada da marca no meio digital. O cliente deve estar ciente de que uma boa escolha aumentará sua visibilidade na internet e fortalecerá a marca nos pontos de contato. Oriente-o que existem diferentes opções de domínios, como as alternativas voltadas aos diferentes negócios, como: “adv.br”, para advogados, “odo.br”, para dentistas, etc. Além disso também existem os domínios de cidades, que remetem à localização, como “sampa.br”, por exemplo.

5. Hospedagem

A hospedagem é um fator determinante para a velocidade do site. Para garantir que a página do cliente esteja sempre online é preciso que cliente e desenvolvedor definam juntos as melhores alternativas. Oriente o seu cliente para escolher um provedor com uma alta disponibilidade e que ofereça suporte 24 horas por dia, 7 dias por semana em todos os dias do ano. Além da escolha da empresa que fornecerá a hospedagem, é preciso definir o plano de hospedagem mais adequado às necessidades do cliente, e como você tem conhecimento dos recursos que o site utilizará, é sempre bom dar sugestões das especificações adequadas.

6. Design

O design do site é outro ponto que deve ser decidido antes do início de qualquer projeto. É o desenho da página que vai torná-la atrativa. Ter uma navegação fácil e intuitiva é essencial para que o usuário se mantenha conectado. O cliente deve ser alertado que o excesso de informações pode tornar a experiência ruim e fazer com que os visitantes abandonem o site, devido a dificuldade de navegação. Você também deve informar que o uso de imagens pesadas é outro fator negativo, pois aumenta o tempo de carregamento do site.

7. Site responsivo

Explique ao cliente que é importante que o site possa ser acessado em dispositivos móveis. O termo site responsivo não é algo novo, mas sua importância ainda precisa ser discutida. Uma pequisa realizada pela Fecomércio-RJ em parceria com o instituto de pesquisas Ipsos aponta que 69% dos brasileiros navegam por meio de smartphones. Além disso, os sites que não estão aptos para outros tamanhos de tela podem nem ser exibidos nos mecanismos de busca.

8. Manutenção

A conclusão de um projeto não significa o término do contrato. Quem trabalha sob demanda sabe a dificuldade em gerenciar a receita quando não se tem uma fonte de renda fixa. Uma maneira eficaz de fidelizar o cliente é oferecer um serviço de pós-venda e manutenção de sites. A oferta de backups, a avaliação da performance de cada página para propor melhorias e a otimização do site são atrativos que também podem ser oferecidos desde o começo da negociação.

Continue acompanhando nosso blog para saber mais sobre a criação de websites. Você também pode assinar a nossa newsletter para receber por e-mail as nossas novidades e dicas.

Tags:, , ,
Comentários
Pressione Enter para pesquisar ou ESC para fechar