Migração de sites: por que você precisa de uma hospedagem paga?

Por que fazer a migração de site para uma hospedagem paga?

Escrito por

segunda-feira, 14 de maio de 2018 | Comentários

Muitas vezes optamos por utilizar um serviço mais barato, ou até mesmo gratuito, esperando ter bons resultados, porém essas soluções funcionam apenas para propósitos específicos. Se você quer ver a sua presença online crescer e se consolidar cada vez mais, é importante entender que, em diversos casos, a migração de site é uma alternativa para resolver limitações com a hospedagem ou o fornecedor. Neste post você vai perceber que, embora seja um processo complicado, se contar com o apoio do novo fornecedor ele pode se tornar mais simples.

Ter um bom site e hospedá-lo no lugar errado é o mesmo que ter um carro super potente, com um motor de mais de mil cavalos, que atinge a velocidade de 100 quilômetros por hora em questão de segundos e guiá-lo numa estrada de chão, cheia de buracos e desníveis. Certamente não é o melhor local para você aproveitar toda essa força e potência. Quando se trata de hospedagem de sites é a mesma coisa.

O que é migração de site?

Quem trabalha com desenvolvimento há mais tempo já deve ter feito ao menos uma migração de site. Mas como alguns dos nossos leitores estão entrando agora neste mercado é válido explicar que a migração é a transferência de dados de um servidor para outro.

Isso significa que todo o banco de dados do site, desde imagens, fotos, vídeos, arquivos, e-mails, será deslocado para um novo local de armazenamento. Você mesmo pode fazer essa mudança, mas é necessário ter atenção e seguir alguns passos básicos.

As empresas de hospedagem também costumam auxiliar na migração de site, como é feito aqui na HostGator. Ao adquirir um plano de hospedagem o processo de migração do seu site é feito de forma gratuita e pela nossa equipe. Então a transferência dos arquivos, bancos de dados, scripts e e-mails é feita pela nossa equipe técnica para as contas adquiridas em 30 dias ou que precisam passar por uma mudança de plano como, migração de uma hospedagem compartilhada para um servidor dedicado.

Como identificar se você precisa mudar de hospedagem

É possível que você ainda tenha dúvidas se realmente precisa fazer a migração do site para uma nova hospedagem. Por isso, vamos listar alguns motivos que podem ajudar a identificar se realmente precisa fazer a transferência.

1. Serviço de hospedagem gratuito com limitação

Se você iniciou a sua presença online contratando um serviço de hospedagem gratuito mas agora viu o seu projeto crescer, certamente você notou que ele possui diversas limitações e o barato está saindo caro. Muitas das hospedagens grátis acabam impedindo que o seu site cresça ainda mais pois não disponibilizam todos os recursos que você precisa. Nesses casos, a melhor opção é migrar para uma estrutura paga e que ofereça mais vantagens e qualidade.

O serviço de hospedagem gratuito faz parte do modelo freemium (free + premium) em que uma parte dos recursos é oferecido sem custo e a outra parte (ou serviços adicionais) são cobrados à parte. Um bom exemplo desse modelo é o serviço do Spotify, em que a versão paga possui propaganda e uma série de outras limitações que na versão paga não possui. Quando falamos de hospedagem, vemos algumas condições de uso também, como:

  • Exibição de anúncios de terceiros no seu site;
  • Destaque com créditos e a marca do fornecedor;
  • Limitação de páginas no site;
  • Limitação de recursos de armazenamento;
  • E outros.

Essas condições acabam sendo desvantajosas e inconvenientes se você deseja criar um site profissional. É preciso ter muita atenção também quando identifica um bom crescimento do seu site, pois as hospedagens gratuitas possuem limites rígidos e não pensarão duas vezes antes de bloquear um site que está utilizando mais que o fornecido gratuitamente. Além disso, as versões gratuitas geralmente não oferecem suporte técnico e, quando você precisar de uma ajuda, não terá atendimento.

2. Site fora do ar com muita frequência

Uma pesquisa divulgada pelo site Think With Google revela que 53% dos consumidores abandonam um site mobile que demora mais de três segundos para carregar. Portanto, se notar dificuldades permanentes de instabilidade e velocidade de carregamento, você pode estar perdendo a oportunidade de fechar novos negócios. Em alguns casos, a migração do site para outro hosting pode ser a última solução, depois de se certificar que todas as otimizações no site já foram feitas. Você mesmo pode melhorar a velocidade do seu site com algumas ações como: otimização de imagens, remover recursos desnecessários, revisão do código do site, utilizar CDN e outros que mostramos nesse conteúdo sobre otimização de site.

3. Site precisa de uma estrutura mais robusta

Talvez os sites que você desenvolveu não enfrentam nenhuma das dificuldades acima, mas os recursos oferecidos pela hospedagem atual já estão alcançando o limite. Nesses casos é importante avaliar se o site precisa de uma estrutura mais robusta, como no caso de blogs com bastante acesso. É nesse momento que a contratação de um servidor dedicado resolve muitas dores de cabeça e, mesmo que o processo de trocar de ambiente seja delicado, quando você já está em um provedor de confiança, a equipe de suporte ajudará nessa migração de site com toda atenção que você precisa.

4. Ausência de atendimento

Muitos fatores contribuem para decidir por uma migração de site como vimos, entre eles a falta de disponibilidade de canais de ajuda, ouvidoria e uma equipe de suporte para atendê-lo também conta. Ter atendimento é um fator fundamental para eventuais problemas, ainda mais porque eles não dão aviso prévio para acontecer, não é mesmo? Por isso, opte por fazer uma migração para uma empresa que ofereça atendimento 24 horas por dia, nos sete dias da semana.

Case de Sucesso: Prefeitura de Soledade

Se já é ruim para qualquer site enfrentar os problemas que descrevemos acima, imagine para uma prefeitura. No município de Soledade, no Rio Grande do Sul, o setor de Tecnologia da Informação percebia muita lentidão no carregamento do site e falhas no envio de e-mails. A solução encontrada por eles foi a migração de site para um servidor dedicado da HostGator que possui uma estrutura mais robusta, confira o case completo neste link.

3 cuidados essenciais na migração de sites

  1. Faça um backup do site antes de começar o processo de migração;
  2. Tenha um sitemap com todas as URLs do seu site para evitar que alguma página fique indisponível;
  3. Conclua toda a migração para a nova hospedagem antes de fazer o cancelamento do serviço atual.

Se você ainda tem dúvidas sobre como escolher a hospedagem de sites ideal para o seu projeto, sugerimos responder um teste rápido, sobre o tipo, tamanho e recursos necessários. Você receberá um diagnóstico e uma recomendação com o plano ideal para o seu negócio. Responda o teste aqui!

Tags:, , , ,
Comentários
Pressione Enter para pesquisar ou ESC para fechar