O código HTML é uma das peças fundamentais na programação e desenvolvimento de websites. Veja como entrar nesse universo e aprender mais sobre a linguagem.

Ouça o conteúdo deste post clicando no player abaixo!

O código HTML é uma das peças fundamentais na programação e no desenvolvimento de sites

À primeira vista, o código HTML pode parecer assustador com todas aquelas linhas de letras, números e símbolos embaralhados que não parecem fazer sentido algum, não é verdade?

No entanto, saiba que o HTML é o código-fonte de toda página que você acessa. Sem ele, seria impossível navegar pela internet da maneira que fazemos hoje.

Ao longo dos anos, ele foi ganhando novos atributos, mas, ainda assim, o HTML é a base para programadores e desenvolvedores de software construírem páginas na rede.

Mesmo com “aliados” como CSS e JavaScript, que deram mais sofisticação aos seus resultados, o HTML continua sendo imprescindível. 

Neste artigo, você vai conhecer um pouco mais sobre ele e sua importância no universo digital.

O que é um código HTML?

O termo HTML significa Hypertext Markup Language ou, em tradução livre, linguagem de marcação de hipertexto.

Ele foi inventado na Suíça pelo programador Tim Berners-Lee no início da década de 90 e ganhou diversas melhorias ao longo dos anos.

Hoje em dia, usamos a quinta versão, conhecida como HTML5, em que já é possível inserir outros elementos que tornam as páginas mais responsivas, uma atual necessidade dos usuários.

O código não se trata de uma programação, mas, sim, a base de qualquer página na internet. É através do código HTML que os elementos de um site são construídos e exibidos da forma que é hoje.

Estruturado em blocos e com diversas aplicações, é possível inserir texto, imagens, vídeos, links, entre outros recursos em uma página, melhorando a experiência do usuário com aquele conteúdo.

Para quem não é familiarizado com o HTML, ele pode parecer muito complicado, mas, na verdade, é até simples construir uma página com ele.

Veja agora algumas de suas aplicações e como você pode começar a usá-lo para melhorar a estrutura das suas páginas na internet.

Quais são suas aplicações?

Como dissemos anteriormente, o HTML é a base para construir qualquer página on-line. É como se ele fosse o alicerce de uma obra e, a partir dele, é possível inserir outros elementos para dar um acabamento mais sofisticado, como o CSS ou o JavaScript, por exemplo.

Esses outros códigos de programação mais recentes complementam uma estrutura de código HTML e permitem a criação de um conteúdo mais responsivo.

Ele é útil principalmente para:

  • Criação de documento web: todos os elementos básicos de uma página, como blocos de textos, inserção de imagens e hiperlinks, parágrafos, títulos, intertítulos e listas com bullet points, por exemplo. 
  • Desenvolvimento de páginas web: toda página contém um conjunto de tags HTML incluindo hiperlinks, que são usados ​​para conexão com outras páginas. De modo geral, toda página que você visita na web é escrita usando uma versão do código HTML.
  • Navegação na internet: uma das funções mais importantes do HMTL é viável graças ao conceito de hipertexto. É basicamente um texto que se refere a outras páginas da web ou texto do próprio documento. Quando o usuário clica nele, navega para o texto ou a página referenciada. 
  • Criação de sites: o HTML5 e seus padrões e API são usados para construir sites.
  • Uso de recursos off-line: como o HTML 5 possui mecanismo de cache de aplicativo, os dados podem ser armazenados no navegador, basta o desenvolvedor pensar em uma estratégia para fazer o aplicativo funcionar quando um usuário é desconectado. 

Mais adiante, você saberá quais são os comandos para cada um desses recursos, além de aprender a montar uma estrutura básica de HTML. Fique ligado!

Estrutura básica de um código HTML

Uma página em HTML é construída por meio de tags, também conhecidas como elementos.

Cada tag específica corresponde a um tipo de recurso, por exemplo, o símbolo “<b>” indica que determinada palavra ou frase deverá estar em negrito ao ser exibida no navegador.

Um documento HTML começa com o comando <!DOCTYPE html>, pois este indica ao navegador que vamos começar a criar um novo projeto, garantindo que ele será renderizado corretamente.

A tag “<html>” deve ser a segunda a ser colocada no documento, já que delimita a estrutura da página. Essa tag inicia e encerra o fluxo de informações, portanto, também deverá ser colocada novamente no final do projeto.

Outra tag importante para a base do código é “<body>”. Ela deve ser colocada entre todos os elementos que constituem os elementos estáticos da página, como o plano de fundo (background), por exemplo.

A partir daí, é só soltar a criatividade e montar o documento com todas as tags disponíveis, veja abaixo alguns exemplos:

Tags

Atualmente, existem cerca de 140 tags e, sim, quem deseja trabalhar com construção de páginas em HTML precisa decorar todas elas, ou, pelo menos, tê-las anotadas em algum lugar.

Apesar disso, é possível se recordar das tags mais utilizadas para usar de forma básica os comandos e manipular suas páginas. Alguns exemplos são: 

 <title> Usada para títulos

<table> Para construir tabelas

<ol> Para criar listas ordenadas

<il> Usada no início dos elementos de uma lista (item list), também conhecidos como bullet points

<!– –> Recurso interessante usado para deixar comentários dentro da estrutura do código. Esse conteúdo não é exibido pelo navegador, apenas visível para quem abrir o código HTML da página. Serve para fornecer mais informações a respeito da estrutura entre programadores.

Cabeçalho

O cabeçalho é definido pela tag “<head>”. Lembrando que, para delimitar o que é o que dentro de uma estrutura em HTML, você deve inserir o comando antes do conteúdo e depois adicionar o símbolo “/” como no exemplo abaixo:

<head> Seu cabeçalho inserido aqui </head>

Os cabeçalhos também compreendem títulos e intertítulos dentro de um texto, elementos tão importantes para um bom ranqueamento SEO. Para distinguir esses cabeçalhos utiliza-se os seguintes comandos:

<h1> para título da página

<h2> para subtítulos

<h3> para intertítulos

Você pode continuar a criar intertítulos até o nível <h6>, porém levando em consideração as práticas de SEO, a partir do <h3>, essa estratégia é basicamente irrelevante.

Parágrafos

Para inserir parágrafos em um documento HTML é bem simples. Basta inserir antes do texto o comando “<p>” e, para delimitar seu fim, “</p>”.

Imagens

As imagens devem ser inseridas em formato de link. Como ela é definida pelo código em si, não há necessidade de delimitar com “/”. Basta colocar o arquivo dentro da tag como no exemplo:

<img https://linkdaimagem.com >

O comando para inserção de links é o “<a> </a>”. Porém, ele necessita de um acessório que indica o destino daquele endereço web seguido da palavra que será mostrada pelo navegador.

Exemplo: <a href http://www.meulink.com.br> Meu Link </a>

Formatação de texto

Transformar o texto em negrito ou itálico é uma das coisas mais simples dentro do código HTML. Basta inserir o comando “<i>” para o primeiro e “<b>” no segundo. 

Nunca se esqueça de colocar o símbolo “/” no final, que delimita até onde o código deverá ser exibido no navegador. Por exemplo:

<b> esta frase em negrito </b> continua meu texto e <i> esta palavra será em itálico </i>

Dicas para avançar seus estudos no desenvolvimento web

Com algum conhecimento básico, já é possível fazer pequenas modificações dentro de um documento em HTML.

É uma área interessante pois dá mais autonomia para administradores, por exemplo, pois permite personalizar suas páginas ou inserir recursos na estrutura do website.

Você pode pesquisar e fazer cursos gratuitos como autodidata já que na internet você encontra diversas possibilidades. 

Entretanto, se você deseja criar páginas profissionais adicionando outros códigos, como CSS e JavaScript, existem dezenas de artigos em nosso blog que podem ajudá-lo nessa missão. 

Conheça o Blog da HostGator e aprofunde seu conhecimento com mais conteúdos como este!