Um portfólio bem estruturado pode ser a porta de entrada para uma boa oportunidade profissional. Confira dicas de como fazer seu portfólio já!

(Atualizado em: 22 de julho 2021)

Se você está se perguntando sobre como fazer um portfólio atrativo em meio a tanta concorrência, saiba que você não é o único. Com cada vez mais profissionais migrando para o ambiente digital, a concorrência por vagas de emprego ficou mais acirrada.

Para se destacar, é preciso não apenas oferecer mão de obra qualificada, mas também saber como mostrá-la às empresas. O portfólio é uma ferramenta que pode ser usada para vender o seu trabalho e mantê-lo competitivo no mercado.

Neste artigo, você vai saber como fazer um portfólio e como divulgá-lo, além de conhecer alguns tipos diferentes e saber qual deles é o mais adequado para você!

O que é um portfólio? 

Um portfólio nada mais é que uma compilação de amostras de trabalho.

Contudo, diferentemente dos modelos antigos de currículo profissional, em um portfólio é possível inserir vários tipos de conteúdo, como imagens e informações completas sobre sua trajetória profissional.

Este material auxilia na tomada de decisão de um cliente ou empregador, mostrando que você é a pessoa certa para o trabalho! Existem algumas formas diferentes de apresentar um trabalho ou proposta comercial a alguém, tudo depende do nicho de atuação em que você se encontra. 

Por isso, no tópico abaixo, você descobre quais são os principais tipos de portfólio de trabalho. 

Quais são os tipos de portfólio? 

Basicamente, existem dois modelos de portfólio mais utilizados: o portfólio físico e o virtual. Tanto o primeiro quanto o segundo possuem dezenas de variantes, e o profissional pode optar por aquele que melhor valoriza o seu trabalho.

Como veremos mais adiante, artistas, como pintores e grafiteiros, podem causar melhor impressão ao apresentarem um portfólio físico, mas a maioria das profissões hoje permite a criação de portfólios online incríveis. 

Sendo assim, ter uma presença digital é essencial para criar referências e pontos de contato na sua área de atuação. Confira abaixo alguns tipos de portfólio de trabalho e se inspire em um modelo para fazer o seu!

Portfólio clássico

Este tipo de portfólio costumava ser usado por profissionais da publicidade, em que eram apresentados pequenos resumos das peças produzidas, que poderiam incluir páginas de revistas e jornais (anúncios), colagens e um currículo impresso, como uma espécie de scrapbook

Não é mais tão usado, mas dependendo da sua proposta, ele pode trazer um aspecto criativo e vintage para estilistas de moda, pintores, designers e artesãos de uma maneira geral.

Portfólio apresentado

Ainda muito utilizado por empresas, no portfólio apresentado você mostra seu trabalho em formato de proposta, vendendo-se como profissional. A apresentação pode ser feita em um documento PowerPoint, e um discurso bem ensaiado pode ser o suficiente para conquistar aquela empresa dos sonhos.

Portfólio digital

Aqui as possibilidades são infinitas e você pode abusar da criatividade e referências para desenvolver um portfólio que mais tenha a ver com seu perfil profissional. 

Um dos formatos mais comuns é o dos websites, em que você tem um site inteiro exclusivo para apresentar seu trabalho. 

Para começar um negócio na internet, é essencial que as pessoas conheçam seu trabalho. Saber como fazer um portfólio pode ser o primeiro passo para aproveitar todos os benefícios.

Os documentos em PDF também oferecem boas oportunidades criativas em formatos semelhantes a e-books, jornais ou revistas digitais.

Portfólio público

Além do site, uma das formas de apresentar o seu trabalho na internet é usando as redes sociais. 

A rede social mais comum para networking e para fazer negócios é o LinkedIn, mas dependendo da sua área de atuação a melhor escolha pode ser o Instagram ou mesmo o Pinterest.

Portfólio para empresas 

As empresas geralmente apresentam suas propostas comerciais através de documento ou apresentações, mas tudo depende do nicho de negócio em que ela atua. 

As apresentações podem ser feitas em modelos padrão, como slides, ou uma visita presencial com um representante. Porém, hoje em dia, é mais comum que esse processo aconteça remotamente, com a empresa enviando um email com o portfólio anexo em PDF.

Esse documento é diagramado como uma espécie de e-book ou revista digital e pode ser interativo, direcionando para páginas do site ou relatórios com números mais detalhados.

Portfólio de design 

Designers gráficos são os profissionais que mais desfrutam do formato digital para a apresentação de seus portfólios, devido à infinidade de recursos que um site pode oferecer.

Os trabalhos como webdesigner, por exemplo, podem ganhar vida nessa plataforma que é capaz de apresentar os mais variados formatos (vídeos, textos, animações, ilustrações 3D, entre outros). 

Uma recomendação de como fazer um portfólio de design é ser seletivo: escolha apenas os melhores projetos e selecione um para cada especialidade sua. Isso mostrará objetividade e deixará seu portfólio mais organizado.

Portfólio acadêmico 

Este tipo de portfólio pode ser apresentado tanto no formato físico quanto virtual. É possível criar páginas online elegantes que integrem o conteúdo acadêmico com ícones e gráficos, tornando a experiência do leitor mais agradável.

Fazer uma página de apresentação e outra de currículo também ajudará a tornar seu site mais atrativo. Outra vantagem de colocar seu portfólio acadêmico na internet é que você tem um alcance muito maior e poderá enviá-lo para instituições de ensino em todo o mundo.

Portfólio para desenvolvedores web 

Existem plataformas específicas para desenvolvedores web mostrarem seu trabalho, como Behance e Cargo Collective, por exemplo. Lá, é possível criar layout usando toda sua expertise de programador. Ainda assim, um bom website com as informações bem colocadas já pode cumprir essa função de maneira satisfatória.

Portfólio de fotografia 

Como o próprio nome já diz, os portfólios de fotografia servem para exaltar as imagens. Neste modelo, você não precisa de muito texto, gráficos ou ícones — deixe as imagens falarem por si só.

Se você precisa de um layout que favoreça as imagens, sempre as coloque em alta qualidade, mas certifique-se de ter uma boa velocidade de processamento junto à sua servidora de hospedagem para não cansar o visitante com páginas muito lentas. 

Você também pode usar redes sociais, como Instagram e Pinterest, como portfólio de fotografia.

Portfólio de artes 

Alguns grafiteiros, pintores, desenhistas e tatuadores, por exemplo, ainda costumam apresentar seus portfólios físicos. Entretanto, com um pouco de trabalho, é possível escanear as peças e transformá-las em formato digital. 

Se você é artista e quer saber como fazer um portfólio digital, pode se inspirar em modelos de portfólios para designers e fotógrafos.

Portfólio de redação 

Geralmente esses profissionais apresentam trabalhos já publicados através de links em suas redes profissionais, como LinkedIn, ou anexados em seu currículo, via e-mail. 

No entanto, se quiser saber como fazer um portfólio e se destacar na área, a melhor opção é criar uma página exclusiva na internet. Com domínio próprio, você pode apresentar seu trabalho de redação de uma maneira dinâmica e criativa.

Portfólio particular

Este tipo de portfólio é geralmente utilizado pelos professores. Neste caso, o portfolio particular tem o intuito de manter registros dos alunos. 

Mas também é utilizado para manter registros sigilosos, por exemplo, histórico médico, números de telefones ou dados confidencias que não podem ser expostos.

Como fazer um portfólio?

Como apresentado nos tópicos anteriores, o processo de como fazer um portfólio vai depender muito da área de atuação do profissional.

No entanto, uma coisa é fato: quase todos os portfólios podem ser adaptáveis ao ambiente digital. Se você pretende trabalhar por conta própria, a grande vantagem de digitalizar o seu portfólio é que você aumenta o alcance do seu trabalho. 

Com um portfólio online, você pode mostrar seu trabalho para empresas do mundo inteiro apenas com um link. É a melhor estratégia é ter o seu próprio domínio, assim, você ganha autoridade e passa uma imagem mais profissional. 

Para ter um portfólio profissional atraente, o template é o passo decisivo! O visual do seu site também é algo muito importante, ele precisa ser responsivo para dispositivos mobile, como tablets e celular, e ser esteticamente bonito e organizado.

Ao criar seu portfólio online, você vai precisar pensar muito bem nas informações que ira adicionar e como elas estão organizadas. Pense nele como uma visita guiada, onde seu cliente irá a passar por as informações relevantes até realizar a contratação.

Mas, como fazer isso? 

  • Entenda a linguagem do seu cliente potencial
  • Organize as informações por hierarquia
  • Pense na relevância e diferencial dos cases apresentados

Que tal partir para a prática?

As possibilidades de um site são inúmeras, mas você não precisa se preocupar em construir um layout incrível do zero. Existem centenas de templates gratuitos que você pode instalar em seu site e, depois, só inserir os seus trabalhos.

Mas, para utilizar estes temples antes você precisa instalar WordPress de forma gratuita no seu plano de Hospedagem, e nós podemos te ajudar!

O WordPress é um dos CMS mais utilizados do mundo e, é uma excelente plataforma para criar seu portfólio online, já que ele disponibiliza temas prontos para a criação de diversas categorias de site. Nele você consegue criar desde um site pessoal até um e-commerce.

1- Estabeleça um objetivo

Antes de qualquer coisa você precisa ter claro qual seu objetivo, que informações você quer mostrar e o que quer comunicar ao criar um portfólio online. Assim, você vai conseguir escolher de forma assertiva o tema do WordPress que mais se encaixa com seus requisitos e necessidades.

2- Escolha um tema

Ao escolher um tema, pense no ponto anterior e procure temas específicos para suas necessidades. O site themeforest.net conta com várias funcionalidades e, uma delas é te ajudar a encontrar o tema que se adapta a seus requisitos.

Observação: 

  • Certifique-se que o tema é compatível com o plugin Elementor. Este é um plugin de editor de temas que vai permitir que você customize seu site de forma intuitiva.

3- Instale o tema:

Para poder utiliza-lo é necessário fazer a instalação do tema, para isso você vai precisar utilizar a documentação do tema selecionado. Nela, você também vai encontrar o passo a passo para efetuar a instalação de forma simples.

4- Escolha a home

Após instalar o tema, você vai escolher uma opção de home. Essa vai ser a home do seu portfólio digital, quer dizer, a página principal do seu site. 

Para realizar a escolha da home, você deve se basear nos elementos que precisa  para transmitir a informação que você deseja. Mas vale lembrar que você pode adicionar elementos, caso ache necessário.

5- Edite com Elementor

Nessa opção, você vai conseguir editar seu site de forma totalmente intuitiva e deixar o seu portfólio digital com a sua cara. Por esse motivo é recomendável que o tema seja compatível com o plugin Elementor.

Conheça nosso conteúdo com o passo a passo para instalar WordPress no seu plano de hospedagem!

Estrutura do portfólio online

Pronto, agora que desvendamos os passos para criar um portfólio online é hora de entender como ele deve estar estruturado para transferir a informação desejada da melhor forma possível. 

Para isso, separamos algumas dicas:

1- Apresentação no portfólio

Uma síntese de quem você é e o que você faz. Essa informação pode ser a primeira a aparecer no seu portfolio, assim seu potencial cliente conhecerá você diretamente na home do seu site pessoal.

2 – CTA (Call To Action) no seu portfólio

Você pode adicionar um CTA ou em outras palavras uma chamada para a ação. Ao clicar nesse CTA o usuário sera direcionado a outro espaço do seu site pessoal.

Aqui você poderá falar mais sobre você, fazer um texto mais completo para quem ficou interessado ao ler sua apresentação anterior.

3- Tecnologias com as quais você trabalha

Adicionar as imagens das tecnologias com as quais você trabalha é uma boa opção. Essa informação será muito útil, já que existem clientes que procuram profissionais que utilizem tecnologias específicas.

4- Diferenciais

Neste ponto você precisa conhecer seu clientes cliente potencial,  entender o que é importante para ele  e quais são suas dores. Assim você conseguirá entender quais são seu diferenciais no mercado e o que pode te destacar da concorrência

5- Adicione seu cases no porfólio

Podemos dizer que essa é a parte mais importante do seu portfólio, não é mesmo? 

Pense no impacto visual que essa sessão irá causar, por isso, é necessário que as imagens adicionadas estejam bem trabalhadas.

6- Divulgue seu blog no portfólio?

Caso você gere conteúdo é importante adicionar isso no seu portfólio, dessa forma você vai gerar mais autoridade sobre o assunto.

7- Informações de contato no portfólio

Por último, mas muito importante, adicione seu contato, redes sociais e link para um formulário de orçamento. 

É por aqui que seus potenciais clientes irão entrar em contato para solicitar um orçamento ou marcar uma reunião.

Ficou com dúvidas sobre como pôr em prática? A Attekita Dev preparou um vídeo completo para te ajudar a colocar seu site pessoal no ar e conquistar mais clientes: 

Como divulgar seu portfólio?

Está na hora de começar o seu negócio, mas não adianta saber como fazer um portfólio se você não souber a melhor maneira de divulgá-lo. 

Uma dica para começar é recolher todos os contatos de empresas que deseja trabalhar e enviar um e-mail personalizado com o link do seu portfólio online para cada uma delas.

Também existe a possibilidade de fazer campanhas pagas no Google. Através de um trabalho de pesquisa de palavras-chave, você consegue exibir seu portfólio para pessoas que estão buscando trabalhos como o seu. Suas redes sociais também podem ser usadas para divulgar seu trabalho, peça para amigos e familiares ajudarem compartilhando seu conteúdo.

E aí, gostou deste conteúdo? Mostre para a gente o resultado do seu portfólio! Não quer perder mais nenhum conteúdo? Assine a nossa newsletter para não perder nenhum conteúdo publicado aqui no blog da HostGator.