Trabalho freelancer: 5 passos para conquistar o seu espaço

5 passos para conquistar um trabalho freelancer

Escrito por

quinta-feira, 3 de janeiro de 2019 | Comentários

Ouça o conteúdo do post com o player

A possibilidade de escolher quando e onde trabalhar é um dos principais atrativos do trabalho freelancer. Algumas das atividades mais procuradas por quem deseja trabalhar como freelancer são o desenvolvimento de sites e a produção de conteúdo, além do marketing digital, que também atrai muitos interessados.

Mas, a verdade é que muita gente não sabe por onde começar. Segundo a pesquisa Mercado Freelancer 2017, metade das pessoas que buscam um trabalho freelancer não sabe por onde começar. Por isso, listamos alguns passos que irão te ajudar a alcançar seu objetivo.

Portfólio: a vitrine do trabalho freelancer

Para se candidatar a um trabalho freelancer é imprescindível ter um portfólio. O propósito é apresentar um pouco sobre sua formação e experiência profissional. Para isso, você pode criar seu próprio site, ter um perfil no LinkedIn ou em redes segmentadas, como Behance. Independentemente de qual for a sua escolha, é fundamental ter uma vitrine para mostrar o seu trabalho.

Currículo

O seu portfólio pode ter informações sobre sua formação, participação em cursos e eventos. Tudo isso conta na hora de conseguir um trabalho freelancer. Afinal de contas, se você tem experiência na criação de sites em WordPress e o contratante está em busca disso, suas chances aumentam. Portanto, procure manter seu portfólio sempre atualizado.

Experiência

Outro aspecto que você deve evidenciar é a sua experiência profissional. Aproveite o espaço para compartilhar um pouco de tudo o que já fez. Você vai perceber que isso é determinante no mercado de trabalho freelancer. Portanto, para quem ainda não tem muita experiência a dica é participar de projetos universitários, hackathons ou oferecer auxílio para ONGs, amigos e familiares que precisem do serviço que você oferece.

Vale ressaltar também que a formação e a experiência são determinantes para a precificação um trabalho freelancer. Sendo assim, os profissionais mais experientes podem cobrar um pouco mais, afinal podem ser considerados especialistas no assunto.

Quanto cobrar pelo seu trabalho?

Essa é uma das principais dúvidas de quem está ingressando no universo do trabalho freelancer. Porém, a precificação não é tão difícil quanto parece. Basta considerar alguns aspectos básicos que serão necessários para a execução do serviço.

Portanto, o primeiro passo para saber quanto cobrar por um trabalho freelancer é elaborar um briefing. O objetivo desse levantamento é entender a demanda e mensurar o esforço necessário para executá-la. As principais informações que você deve reunir nesta etapa inicial são:

  • Escopo do projeto;
  • Tempo necessário para a execução;
  • Conhecimento exigido para realizar a tarefa;
  • Experiência profissional;
  • Custos fixos e extras;
  • Margem de lucro;

Quanto mais detalhado estiver o escopo mais fácil será calcular o esforço necessário para atendê-lo e o custo disso. Depois você define quantas horas poderá se dedicar em cada projeto (com isso já dá pra calcular o prazo de entrega). Além disso, a precificação também deve considerar o seu nível de conhecimento, pois se você é especialista em uma determinada área em que poucos profissionais atuam, faz sentido cobrar um pouco mais.

5 passos para conquistar um trabalho freelancer

Agora que você já conhece as particularidades do trabalho freelancer é hora de correr atrás das oportunidades. Listamos abaixo 5 passos que você deve seguir para conquistar o seu espaço neste mercado de trabalho.

1. Conquiste experiência na área que deseja atuar

Esse é só pra recapitular e reforçar que a experiência é fundamental no trabalho freelancer. Afinal de contas, os trabalhos que você já fez serão o cartão de visitas para novas oportunidades.

2. Atualize seu portfólio regularmente

Lá no começo do texto citamos a importância de criar um portfólio e mantê-lo atualizado. A recomendação aqui é criar uma rotina de sempre que concluir um novo trabalho já incluir algo sobre essa experiência no seu portfólio.

3. Divulgue seu interesse em trabalhar como freelancer

Compartilhe com as pessoas a informação de que você está desenvolvendo trabalho freelancer. Vale usar as mídias sociais para divulgar a notícia. O LinkedIn é o canal mais adequado, mas eventualmente você também pode usar outras redes sociais para ganhar visibilidade e divulgar sua área de atuação.

4. Use plataformas específicas para freelancer

Não fique só esperando os trabalhos chegarem até você. Cadastre-se nas plataformas de trabalho freelancer e fique de olho nas oportunidades. Exemplos de sites que fazem essa aproximação entre profissionais e clientes são? 99Freelas, 99Jobs, Rock Content e Workana.

5. Torne-se MEI

O cadastro de MEI é uma ótima opção para freelancers. Com ele você poderá se formalizar como microempreendedor individual e emitir Notas Fiscais para seus clientes. Confira a lista de atividades que permitem a criação do MEI.

Se você pensa em trabalhar como freelancer no segmento de tecnologia recomendamos também a leitura do post: 9 dicas para quem quer trabalhar com tecnologia. Outra sugestão é assinar nossa newsletter para receber as novidades direto na sua caixa de e-mail.

Tags:, , ,
Comentários
Pressione Enter para pesquisar ou ESC para fechar