Dicas sobre SEO técnico

SEO Técnico: o que é e 7 dicas para sua estratégia

terça-feira, 13 de agosto de 2019 | Comentários

Escrito por

O SEO Técnico aborda tudo que possa ser melhorado na parte técnica e com potencial de impacto nos resultados orgânicos. É neste nível que as estratégias são voltadas para garantir que o rastreamento, indexação e renderização sejam eficientes.

É fundamental garantir que um site tenha uma base firme para receber uma estratégia de SEO que possa gerar resultados sem dificuldades técnicas.

Se uma propriedade digital não pode ser acessada de forma prática pelos usuários, de que adianta produzir conteúdos em larga escala em uma linha estratégica? É exatamente esse tipo de questionamento que nos leva às otimizações técnicas.

Vamos conhecer um pouco mais sobre o pilar técnico de SEO.

  1. Os pilares do SEO
  2. O que é SEO Técnico?
  3. SEO Técnico é realmente importante?
  4. 7 dicas para criar uma boa base técnica de SEO

Os pilares do SEO

Existem algumas boas definições sobre o que é SEO pela internet, bem fáceis de encontrar inclusive. Mas para mim, SEO é entregar a melhor experiência de busca ao usuário, independente de dispositivo e momento.

Sim, devemos priorizar a entrega da resposta que o usuário busca, seja no celular ou notebook. Simples, não? No conceito sim, mas analisando do que SEO é feito, temos uma visão melhor disso.

Podemos encontrar dentro da disciplina:

  • Arquitetura da informação
  • UX (Experiência do usuário)
  • Usabilidade
  • Acessibilidade
  • Conteúdo
  • Performance

Eu poderia continuar essa lista por muitas linhas ainda, mas o objetivo é outro: entender como podemos organizar de forma lógica a disciplina. Podemos ter três partes:

Pirâmide SEO

Vamos a uma breve explicação de cada item da pirâmide acima.

SEO On-page

Se já buscou referências sobre SEO com certeza esbarrou nessa denominação: SEO On-page. Essa é a fatia que cuida de elementos na página que são relevantes para os resultados de buscas. Alguns exemplos:

  • Conteúdo (qualidade e escaneabilidade)
  • Semântica
  • Palavras-chave
  • Featured snippets
  • Conteúdo rico (imagens, vídeos, gráficos)

SEO Off-page

Já esta, trata de tudo que é externo ao site, buscando sempre uma autoridade e reputação favoráveis em relação ao nicho que o site atua. Em SEO Off-page podemos aplicar estratégias de Link Building e estratégias para melhorar a presença da marca na internet.

SEO Técnico (Technical SEO)

Finalmente chegamos ao assunto deste post. É aqui que se fortalece o site em todo aspecto técnico, com objetivo de produzir impacto nos resultados. Toda ação técnica de otimização é SEO Técnico. Da performance à estruturação dos dados.

Apesar de sempre figurar dentro de SEO, esse é o pilar mais recente e que vem ganhando grande destaque nos últimos anos.

O que é SEO Técnico?

Ao falarmos de SEO Técnico estamos falando também de criar uma percepção holística da disciplina, ou seja, olhando de forma global o que podemos fazer para melhorar os resultados orgânicos.

SEO Holístico

Enquanto escrevia esse post, percebi que seria interessante fazer um adendo sobre SEO Holístico.

Ter uma percepção de como cada unidade de SEO atuam juntas em busca do mesmo objetivo, inclusive se integrando às demais área do marketing e desenvolvimento, é um importante passo para compreender melhor sua importância.

Os pilares de SEO vistos anteriormente podem nos guiar de forma interessante dentro da área. O mercado de trabalho reflete esses pilares com vagas mais focadas na área Técnica, Aquisição de Links ou Estratégia de Conteúdo.

Mas ao planejar uma campanha é necessário enxergar tudo conectado e como podemos trabalhar num processo recorrente. É nesse ponto que SEO cria suas interconexões.

A intersecção do SEO técnico e SEO estratégico

A sinergia entre a área técnica e a estratégica é que vai proporcionar resultados com maior velocidade e segurança, trabalhando de forma contínua e não pontual.

Fluxo contínuo do SEO

As otimizações técnicas

Além dos fatores conhecidos para uma boa campanha de SEO, é vital que se crie uma base sólida que suporte um crescimento saudável e escalável.

Em uma auditoria técnica apontamos os problemas e soluções para um site, a fim de otimizar o máximo sua performance e entrega. Partindo desse princípio, tudo fica mais claro. É como “arrumar a casa” para receber as visitas.

SEO Técnico, como dito antes, se concentra nas ações que impactam nos resultados orgânicos, tais como:

  • Canonical URL
  • Dados Estruturados
  • Sitemaps
  • Performance
  • Acessibilidade
  • Estrutura de URLs
  • Estados HTTP
  • Redirects
  • AMP

Entre tantas outras otimizações possíveis, essas ações têm o objetivo de garantir que um site seja encontrado e acessado da melhor maneira possível pelos mecanismos de busca e usuários.

SEO Técnico é realmente importante?

Numa disciplina que às vezes nos leva a dúvidas, é normal que ainda esteja se questionando sobre a importância da área técnica. Mas se um site não pode ser encontrado, de que adianta uma robusta estratégia de conteúdo e aquisição de links?

Se os robôs não poderem interpretar o conteúdo de uma página, como vai considerá-la para as buscas dos usuários?

Indo além do orgânico: de que adianta investir em Ads (Google e Facebook, por exemplo) se não temos uma propriedade que receba e ofereça uma experiência eficiente?

O objetivo do SEO Técnico é garantir que um site tenha o rastreamento, indexação e renderização em pleno funcionamento.

Com a constante evolução dos algoritmos a experiência dentro do site foi ganhando notória relevância, a ponto de ser crucial para um bom ranqueamento.

Outro fator determinante é o avanço das tecnologias na produção de sites. Nesse ponto é clara a preocupação com a qualidade de um site, priorizando experiências cada vez melhores.

7 dicas para criar uma boa base técnica de SEO

Agora que já entendemos – um pouco ao menos – o que é SEO Técnico, vou deixar 7 dicas de otimizações técnicas que podem ser úteis para você.

Mas lembre-se, embora muito úteis, são apenas dicas e não devem ser levadas como regras para todo site. Algumas podem ter sido feitas, outras não existem a necessidade para determinado projeto. Afinal, o que funciona para um site pode não funcionar para outros 🙂

Vamos as dicas.

1. Mantenha seu site seguro com SSL (HTTPS)

A segurança entre seu site e o usuário sempre foi essencial, porém desde que o Google tornou o HTTPS um fator de ranqueamento, é impensável iniciar uma campanha de SEO sem trabalhar para corrigir ou otimizar esse ponto.

Como não basta simplesmente ativar um certificado SSL, procure um especialista ou time técnico para auxiliar na tarefa. É importante garantir que todos os redirects necessários sejam aplicados para que as URLs transitem para HTTPS com segurança e da forma correta.

2. Estruture e organize o HTML

Um código HTML bem organizado vai ajudar muito no processo de rastreamento, pois é através dele que os bots podem interpretar o conteúdo e entender sua relevância.

Incentive boas práticas de desenvolvimento, forneça argumentos práticos e estudos de caso para o time de desenvolvimento. Se você usa WordPress, busque nos reviews dos temas (pagos ou grátis) sobre a qualidade do código e leia a documentação.

3. Tenha um site rápido e otimizado para mobile

Extremamente ligado a dica anterior, e tão importante quanto, é possuir um site rápido e otimizado para dispositivos móveis.

A indexação de sites é prioritária via mobile, portanto garanta um projeto acessível em múltiplos dispositivos, seja com um site responsivo ou dedicado a mobile. Pense sempre das telas menores para as maiores.

4. Crie uma sólida arquitetura para seu site

A arquitetura da informação ajuda na organização, estrutura e profundidade dos sites. Organizar uma propriedade de forma lógica ajuda os buscadores a entenderem melhor como tudo funciona.

Cuide das URLs, profundidade dos links, faça uma árvore de links lógica e crie uma base para o site crescer.

Links internos criados da forma correta tornam o trabalho dos bots mais fácil ao percorrerem um site, coletando informações e considerando a importância de cada página dentro do site como um todo.

Se possui um blog, por exemplo, faça links considerando suas categorias e posts semelhantes, trabalhando bem o texto-âncora com a palavra-chave. Isso ajuda os usuários a navegarem pelo seu site, deixa clara a hierarquia e auxilia os robôs a rastrearem em profundidade os conteúdos. Não deixe seus posts e páginas principais sem ligação.

6. Verifique os estados HTTP(s)

Entender os estados HTTP(s) é importante em uma auditoria, pois pode gerar algumas ações de grande efeito. Erros 4xx podem indicar algum problema em páginas que não existem, abrindo caminho para redirecionamentos dos visitantes.

Já erros 5xx podem indicar que existem problemas no servidor do seu site ou arquivos que devem ser prontamente analisados.

Deixar os visitantes nas mãos de erros não é nada legal, certo?

7. Estruture seus dados

Se tem uma coisa que os bots gostam é organização. Quanto mais estruturado seus dados (conteúdo, código e informações) melhor para seu site.

Os Dados Estruturados são fundamentais para alcançar bons resultados no Google, impactando CTR e ranks diretamente. Se tem dúvidas sobre o assunto, tem um conteúdo especial que explica como adicionar dados estruturados ao seu site aqui no blog.

Bônus: Faça testes

Os testes em SEO também fazem parte do pilar técnico, por isso sempre considere testar hipóteses baseadas em análises e auditorias.

Tudo que possa causar impacto em SEO pode ser testado: Layout, Meta Descriptions, Marcações de Dados Estruturados, Titles, Performance.

Depois que o site estiver com um alicerce técnico bem estabelecido, comece a mapear possíveis testes. Use como parâmetro a concorrência, estudos de caso e, acima de tudo, os dados sobre o próprio site.

Documente tudo, o que der certo e errado, e tire aprendizados. Dessa forma poderá aprender ainda mais sobre o mercado atuante e como os buscadores analisam seu site.

Em resumo, o que devemos entender é que o SEO Técnico é toda base de uma campanha eficiente. Indo além, é a fundamentação necessária para que um site possa receber tráfego de outros canais, como mídia paga.

Com isso em mente, planeje auditorias periódicas e garanta que seu site possua as melhores práticas em uma visão global.

Ficou com dúvidas? Mande aqui nos comentários que a gente responde. E se gostou do conteúdo, compartilhe com quem mais possa ter interesse. 😉

Tags:
Comentários
Pressione Enter para pesquisar ou ESC para fechar