Confira a lista completa com os principais comandos Linux. Veja mais sobre a sintaxe básica de cada um, além das principais funcionalidades.

Se você utiliza Linux há algum tempo, já deve ter ouvido falar em comandos Linux, certo? A linha de comando do Linux pode ser um pouco difícil de aprender, mas o processo vale a pena! Com ela, é possível fazer quase tudo usando a interface do usuário.

A lista de comandos Linux é usada para enviar pedidos ao terminal Linux, também conhecido como Shell. O objetivo do terminal é receber esses comandos, de forma semelhante ao Prompt de comando ou Powershell do Windows e ao Terminal do MacOS, e repassá-los ao sistema operacional, executando as ações solicitadas. 

Por meio do terminal, é possível realizar modificações no sistema de forma semelhante ao que fazemos utilizando a interface gráfica.O objetivo deste artigo é fazer com que você elimine a questão “o que eu faço nessa tela preta?” ao trabalhar no Linux. 

Contudo, vale lembrar que você deve tomar cuidado ao executar comandos no terminal, já que ele pode realizar modificações no sistema. Por isso, antes de começarmos a falar sobre os principais comandos do Linux, verifique se é possível rodar os comandos em um ambiente controlado de testes, antes de utilizar uma máquina real. Com isso feito, vamos ao que interessa!

Por que é importante conhecer os comandos Linux?

O Linux faz parte da “família” de sistemas operacionais Unix de código aberto. Alguns dos sistemas Linux mais populares são: Linux, como Ubuntu, Fedora, Mint, Debian. Lançado em 1991, o Linux ganhou popularidade por causa de seu código aberto, o que permite que qualquer pessoa possa modificá-lo e redistribuí-lo.

Ao utilizar um sistema operacional, é necessário acessar a interface que dá ao usuário acesso aos serviços. No caso do Linux, uma Interface Gráfica de Usuário (GUI), o Shell, que oferece facilidade de uso. 

Para facilitar a utilização da Shell, conhecer a lista de comandos básicos Linux é essencial! As tarefas que demandam muitas etapas são otimizadas pela GUI e podem ser feitas em segundos por meio das linhas de comando. 

Agora que você já sabe a importância dos comandos Linux, chegou a hora de conhecer nosso tutorial de comandos Linux com oito deles. Vamos lá? 

rsync

Um dos comandos básicos do Linux, o rsync permite a sincronização remota, sendo possível sincronizar duas pastas remotas e até dois locais no Sistema Operacional Linux. A sintaxe básica desse comando é: 

rsync [modifcadores opcionais] [SRC] [DEST]

Ele usa um algoritmo que minimiza a quantidade de dados copiados, movendo apenas as partes dos arquivos que foram alterados. Alguns dos benefícios do rsync são a transferência e cópia de arquivos para uma máquina remota, o consumo reduzido de largura de banda e a exclusão de arquivos da transferência.

Para executar o rsync em sistemas operacionais Linux, instale o protocolo no pacote de mesmo nome e crie seu backup via rsync usando comandos de terminal. 

Tail Linux

O Tail Linux exibe as últimas dez linhas de um ou mais arquivos, ou dados, canalizados no prompt Linux. Também pode ser usado para monitorar as alterações do arquivo em tempo real

Ele faz parte do guia de comandos Linux usados para mostrar o conteúdo de um arquivo. Os comandos head e tail são usados ​​para ler uma parte específica do arquivo. Enquanto o primeiro é usado para ler o arquivo desde o início, o segundo é utilizado para ler o arquivo a partir do final. 

Além disso, o Tail Linux é uma ótima ferramenta para controlar arquivos de log. Você pode usar qualquer arquivo existente ou criar um novo para testar as funções dos comandos head e tail. A sintaxe básica desse comando é: 

tail [OPÇÃO]… [ARQUIVO]…

Cat Linux

O Cat Linux é um dos principais comandos do terminal linux! O nome tem a ver com a funcionalidade do comando que é concatenar arquivos. Em resumo, ele pode ler, concatenar e gravar o conteúdo do arquivo na saída padrão. Se nenhum arquivo for especificado ou o nome do arquivo de entrada for especificado como um único hífen (-), ele será lido na entrada padrão.

A sintaxe deste comando é:

cat [OPÇÕES] [ARQUIVO]

Com estes exemplos de comando Linux, é possível criar um novo arquivo, exibir o conteúdo de um ou vários arquivos, redirecionar o conteúdo de um ou vários arquivos, exibir o conteúdo em ordem reversa e anexar o conteúdo do arquivo a outro arquivo. Contudo, ele é comumente usado para exibir o conteúdo de um ou vários arquivos de texto.

Linux Find

Um dos comandos básicos do Linux, ele é utilizado para pesquisar arquivos. Com ele, é possível executar várias tarefas de administração do sistema com eficiência, como gerenciamento de espaço em disco, operações recursivas de arquivo e backups. A sintaxe do Linux Find é: 

find <startingdirectory> <opções> <ação>

As “opções” indicam os arquivos a serem buscados, enquanto a “ação” indica o que será feito com cada arquivo encontrado que corresponda aos critérios.

O comando Linux Find  procura arquivos e pastas com base em critérios definidos por você, além de permitir que seja executada uma ação nos resultados. As pesquisas podem ser feitas: por modo, por nome de usuário, por tempo de acesso, por hora de modificação do arquivo, por diretórios e arquivos vazios, por tamanho de arquivo e por tipo de arquivo. 

Linux Ping

O comando Linux Ping ou Packet Internet Groper é um dos comandos básicos do linux ubuntu! A sintaxe básica inclui ping, seguido por um nome de host, um nome de um site ou o endereço IP exato: 

ping [option] host ou endereço IP 

Para saber como usar Linux, esse comando é essencial pois gerencia o estado da conectividade de rede entre uma fonte e um dispositivo usando uma rede IP.  

Com ele, é possível: especificar o protocolo da internet, alterar o intervalo de tempo entre os pacotes de ping, alterar o tamanho do pacote de ping e inundar uma rede usando ping. Ele também permite acessar a duração do envio e recebimento de respostas de uma rede

Shutdown Linux

Todos os usuários e administradores Linux devem saber como desligar todo o sistema com segurança. Por isso, o Shutdown é tão importante: é utilizado no Linux para desligar ou interromper o funcionamento do sistema. 

A sintaxe básica deste comando é: 

“shutdown [options] [time] [message]”

O Shutdown pode ser usado para: desligar o sistema em um momento específico, fazer o desligamento com todos os parâmetros, desligar o sistema imediatamente e transmitir uma mensagem personalizada

Para utilizar esse comando, é necessário um usuário root ou com privilégios sudos. Utilizá-lo é uma maneira segura de desligar o sistema e é um método útil de informar todos os usuários sobre desligamentos programados.

Bash

Bash é abreviação de Bourne Again Shell, que é um shell Unix e um interpretador de linguagem de comando. Um shell é simplesmente um processador de macro que executa comandos. Também é o shell mais usado, empacotado por padrão para a maioria das distribuições Linux. 

Existem vários comandos bash, como o bash man que é utilizado para exibir os manuais de referência do comando dado on-line e o bash mv que move arquivos e pastas.ele serve como um comando de espera. Além deles, existem comandos de espera, de sleep e para testar se o arquivo existe. 

Unzip Linux

O Unzip Linux  é usado para a compactação de arquivos. A maioria das distribuições Linux modernas vem com suporte para uzip. 

O comando Unzip Linux pode ser usado para fazer a comunicação com sistema Windows, para economizar largura de banda na transferência de arquivos e até mesmo transferir arquivos de forma mais rápida.  Ele também é útil para economizar espaço em disco e descompactar arquivos .zip protegidos por senha. 

O Unzip Linux pode ser usado para inclusão de diretórios em arquivos zip, remoção de um arquivo no arquivo .zip, inserção de senhas, extração para o diretório, exclusão e substituição de arquivos e busca dentro de um arquivo zip. 

Pontos importantes para utilizar comandos linux

Não importa se você é um usuário experiente de Linux ou um usuário que está começando a se interessar por este universo agora, dominar os vários comandos de terminal é uma obrigação. Com essa lista completa de comandos Linux, você já pode utilizar o terminal para algumas poucas tarefas do dia a dia sem medo. 

Lembre-se que esta é uma oportunidade não somente para usar a interface gráfica com propriedade, mas também executar os comandos e ter o domínio do terminal. E, muito embora você ainda possa usar o utilitário de linha de comando em outros sistemas operacionais, como no Windows, o Linux torna a interface do terminal muito mais atraente! 

Os comandos Linux ajudam os usuário a executar qualquer tarefa do sistema operacional de forma prática, fácil e com muita eficiência. Mesmo com a prática diária, é improvável que você memorize todos – são mais de 500 comandos!

Dicas para usar as linhas de comando

Para lhe ajudar nessa jornada, algumas dicas e truques para usar a linha de comando do Linux são: 

  • Usar o comando clear para limpar o terminal se ele ficar cheio com muitos comandos;
  • Clicar em TAB para preencher o terminal. Por exemplo, você só precisa digitar “ cd Doc ” e então TAB e o terminal preenche o resto e torna-o “ cd Documentos”;
  • Usar Ctrl + C para interromper qualquer comando no terminal com segurança. Se a ação não para,  então Ctrl + Z pode ser usado para forçar a parada;
  • Sair do terminal usando o comando exit;
  • Desligar ou reinicializar o computador usando o comando sudo halt e sudo reboot .

Quanto aos comandos do linux mint: pode levar um tempo para aprendê-los, mas que tal começar pelos 8 apresentados nesse artigo?  Nada é impossível para quem pratica com frequência!

Antes de começar a executar comandos arbitrários que você encontra na internet, vale a pena entender as implicações de executar como administrador e como identificar as instruções que exigem isso.

Quando essas instruções exigem mudanças que vão além de modificar alguns arquivos no diretório inicial, você inevitavelmente se deparará com comandos que precisam ser executados como o administrador da máquina (ou superusuário, para usar a linguagem do Unix). 

Por que aprender os comandos linux?

Uma boa razão para aprender alguns princípios básicos da linha de comando é que as instruções online geralmente favorecem o uso de comandos shell em vez de uma interface gráfica. 

No fim das contas, conhecer e aperfeiçoar estes comandos vai trazer uma série de benefícios a você como usuário. Como dito no começo deste artigo, lembre-se de utilizar os comandos primeiramente em um ambiente de testes para se acostumar com o uso dos mesmos.

Além disso, se você é desenvolvedor ou um entusiasta, saiba que o Linux já está presente nas grandes empresas, e dominá-lo significa um diferencial no seu currículo.  Porém, antes de executar os comandos no terminal, lembre-se da famosa frase do modo root, de Stan Lee:  “Com grandes poderes, vem grandes responsabilidades”.

Você já conhecia algum desses comandos? Quais outros comandos você acha que um usuário Linux deveria conhecer? Deixe pra gente nos comentários e até o próximo artigo!

Continue acompanhando o blog da HostGator para mais conteúdos sobre tecnologia! E clique aqui para conhecer os nossos planos para Servidor Dedicado Linux.