erro-no-wordpress

Conheça os principais motivos de erro no WordPress em 2020

terça-feira, 28 de julho de 2020 | Comentários

Escrito por

Ouça o conteúdo deste post clicando no player abaixo!

Um erro no WordPress pode afetar os sites ou mesmo quem os visita. Isso porque, dependendo do tipo, pode roubar dados, derrubar uma página, gerar códigos maliciosos ou redirecionar para ambientes falsos.

O WordPress é uma das ferramentas mais utilizadas para criar sites. Apesar de ter sido idealizado para a publicação de blogs, conta com uma variedade de personalizações e complementos, permitindo criar desde páginas institucionais e fóruns até e-commerce.

Graças ao seu visual intuitivo e o baixo custo de investimento, a plataforma é utilizada por cerca de 60% do mercado, sendo que o segundo colocado abrange apenas 5.2%.

Mesmo com todas as suas vantagens, não são raras as vezes em que surge algum erro no WordPress. Isso ocorre devido ao seu caráter open source, ou seja, por ser desenvolvido por diversos colaboradores.

Mas afinal, quais os erros no WordPress que estão predominando em 2020? Neste artigo iremos mostrá-los detalhadamente e, principalmente, como solucioná-los!

Você vai ler abaixo:

Erro no WordPress: as 10 falhas mais frequentes em 2020

  1. Erro interno do servidor (500)
  2. Página não encontrada
  3. Esqueci minha senha
  4. Tempo limite de conexão
  5. Imagens ou links quebrados
  6. Posts agendados não publicados
  7. Erro de mau funcionamento (502)
  8. Sem permissão de acesso (403)
  9. Serviço indisponível (503)
  10. Falha na atualização automática

Erro no WordPress: as 10 falhas mais frequentes em 2020

1- Erro interno do servidor (500)

O erro 500 no WordPress é um dos mais comuns. Afinal, quem nunca se deparou com a mensagem “500 internal server error” – seja no papel de usuário ou de programador?

Uma alternativa para descobrir o que está causando essa falha é checar o arquivo “.htaccess”. Uma das suas funções é reescrever as URLs do website para que fique mais atrativo para o visitante e, quando está corrompido, aparece a mensagem de erro interno.

Para fazer essa conferência, acesse o gerenciador de arquivos e renomeie o código para “.htaccess/backup”. Caso o seu site volte ao normal, vá até as configurações de links permanentes e salve as alterações.

500-erro-interno-do-servidor

2- Página não encontrada (404)

Há casos em que o usuário consegue acessar o site normalmente, exceto uma única página. Esse erro no WordPress é comum e pode prejudicar a experiência do usuário, principalmente se estiver realizando uma compra.

Geralmente, a resolução é simples e rápida. Ao acessar a página de configurações de links permanentes, clique no botão para salvar mudanças. Essa simples ação vai forçar a plataforma a reescrever o arquivo “htaccess”, o que irá solucionar o problema.

erro-404-no-chrome

3- Esqueci minha senha

Esquecer a senha é algo que pode ocorrer com qualquer um e, no WordPress, o processo de recuperação não é tão complicado. A forma mais simples é clicar na opção “esqueci minha senha” e, após receber o e-mail de recuperação, criar uma nova.

Para isto, porém, é preciso seguir o seguinte passo a passo:

  • Logar no PHPMyAdmin;
  • Selecionar a database;
  • Selecionar o wp_users na lista de tabelas;
  • Ativar a função MD5 na coluna “user_pass”;
  • Inserir a nova senha na barra de digitalização e confirmar.

4- Tempo limite de conexão

Esse erro no WordPress costuma indicar que não há memória suficiente para operar o site – o que pode gerar prejuízos para empresas que querem crescer no meio digital.

Para solucioná-lo, desligue todos os plugins e retorne ao tema-padrão da plataforma. Em seguida, vá conectando cada plugin, para tentar encontrar alguma anormalidade. Caso não detecte nada, é indício que o problema realmente tem relação com a memória.

Neste caso, basta aumentar a sua capacidade que o problema estará resolvido.

erro-tempo-de-conexao

Link quebrado é uma espécie de erro de HTTP do WordPress, quando ocorre uma alteração na URL original da página. Com isso, o usuário clica no link que direciona para a URL antiga e não consegue ter acesso ao conteúdo.

Para solucionar o problema, a recomendação é baixar um plugin que faça essa identificação, como o Broken Link Checker. Ele promove uma varredura nos links quebrados e os lista. Após, basta clicar em “Editar URL” ou “Remover links” para solucionar o problema.

No caso de imagens quebradas, o primeiro passo consiste em avaliar se o provedor de hospedagem conta com espaço suficiente para armazenamento.

Caso essa hipótese seja descartada, a falha pode estar relacionada à alteração nas permissões em um ou mais arquivos – que pode ocorrer devido a alguma atualização no WordPress. Contatando o servidor e mudando as permissões já é possível contornar esse erro.

6- Posts agendados não publicados

O agendamento de posts é um dos grandes atrativos da plataforma, pois permite criar um planejamento de postagens à longo prazo. Porém, pode ocorrer erro no WordPress, podendo colocar em risco toda uma estratégia.

Para evitar esse imprevisto, é possível utilizar um plugin que identifique e repare erros no arquivo “wp-cron.php”, que realiza o disparo das tarefas agendadas. Uma opção é o WP Missed Schedule, que faz um mapeamento dos posts esquecidos e os publica.

7- Erro de mau funcionamento (502)

A mensagem 502 Bad Gateway nem sempre é indício de que há um erro crítico no seu site WordPress. Ela pode ocorrer devido a uma falha temporária, gerada por grande tráfego, ou resultar de um tema ou plugin com código defeituoso.

Caso a falha persista, siga o seguinte passo a passo:

  • Recarregue o website;
  • Limpe o cache do browser;
  • Desabilite o firewall;
  • Atualize os plugins e temas.

502-bad-gateway

8- Sem permissão de acesso (403)

Esse erro no WordPress geralmente ocorre quando os plugins de segurança do site estão configurados de forma inadequada. No caso, eles bloqueiam endereços de IP que consideram ser maliciosos – mesmo que não sejam.

Para solucionar a falha, cheque os plugins e temas, desativando-os e reativando-os. Caso não haja relação com isso, pode estar ocorrendo problemas de permissões. Nesta situação, o ideal é entrar em contato com o servidor de WordPress para que ele estabilize esse serviço.

erro-403-google

9- Serviço indisponível (503)

Esse erro do WordPress costuma tirar o sono dos programadores, pois não deixa claro o motivo de estar ocorrendo. As causas podem ser diversas, como:

  • Temas e plugins com bug;
  • Falhas no servidor;
  • Servidor com recurso esgotado;
  • Ataque de hackers e softwares maliciosos;
  • Mal comportamento de um script PHP.

Devido a essa variedade, existem diversas ações que podem ser adotadas. Para saber se o defeito está em um plugin, por exemplo, o ideal é desativar e reativar todos eles. Caso a mensagem “Erro 503” não aparecer mais, foi determinado o erro.

Se a origem for no servidor, a página costuma voltar ao normal após alguns minutos. Caso isso não ocorra, novamente será necessário acionar o suporte do seu serviço de hospedagem de site.

10- Falha na atualização automática)

Atualizar o WordPress é uma ação importante para evitar erros na plataforma. Porém, eventualmente, algo pode dar errado, fazendo com que o processo falhe. Isso pode ter diversas causas, como a instalação de um plugin que provocou uma modificação inesperada.

Apesar de não ser um erro propriamente dito, ele compromete o acesso, deixando o acesso ao painel admin mais lento, bem como surgindo uma mensagem de erro ao tentar adicionar o plugin. A solução é removê-lo e instalá-lo novamente.

Quer desenvolver os seus projetos sem as dores de cabeça que os erros do WordPress podem gerar? Então faça o curso da HostGator “Meu site WordPress no ar” e conte com o apoio de quem realmente entende da ferramenta!


Tags:, ,
Comentários
Pressione Enter para pesquisar ou ESC para fechar