Estruturar uma estratégia de redirecionamentos em um site é fundamental para evitar uma série de problemas. Veja mais sobre o assunto e como aplicá-lo.

(Atualizado 23 de setembro 2021)

O redirecionamento de URLs é uma prática importante para ser implementada na sua estratégia de SEO. Ele é utilizado para informar aos visitantes do site ou ao rastreador web, como o Googlebot,  aonde devem ir se a página que eles estão solicitando não estiver mais disponível.

Vamos supor que seu usuário digitou uma URL que leva à página de um produto famoso do seu negócio. Contudo, a página está sendo reformulada e, para não perder o usuário, ele é levado para uma outra página. Isso é uma estratégia de redirecionamento! 

Esse recurso evita que os usuários caiam numa página de erro 404. Em vez disso, eles encontrarão uma página relevante para o que estavam procurando originalmente, melhorando a experiência do usuário!

Embora pareça simples, muitos empreendedores e equipes de marketing e desenvolvimento usam o redirecionamento de maneira incorreta, afetando diretamente o desempenho do site e a classificação de SEO. Neste cenário, saber realizar a configuração do redirecionamento é umas das melhores estratégias que uma pessoa que administra sites deve ter.

Qual é a importância de fazer um redirecionamento?

As URLs podem aumentar sua credibilidade com os mecanismos de busca, otimizar as experiências dos usuários e contribuir para a integridade do seu site. Quando você pesquisa https://www.hostgator.com.br/blog/tag/marketing-digital/ no seu navegador, uma solicitação é enviada ao servidor da Hostgator.

Então, o servidor envia de volta a página que foi solicitada ao seu navegador. Se há “uma quebra” nesse processo e, por algum motivo, não é possível encontrar a página solicitada, ela não aparece para você. As chances de que isso o deixe frustrado são grandes, certo?

Para evitar que esse tipo de situação aconteça, existe o redirecionamento. Ele coloca instruções no servidor para fornecer algo diferente da solicitação original. Quando o navegador pede o “marketing digital”, o servidor tem instruções informando que “o marketing digital não está mais aqui, dê a ele o marketing de conteúdo”. Então, o marketing de conteúdo é entregue ao usuário para uma experiência ideal.

Assim como outros navegadores, o Google analisa a classificação de sua autoridade de domínio. Se o seu site possui muitas URLs quebradas, serão grandes as chances de que o Google avalie seu site negativamente.

Se você está recebendo uma avaliação de uma estrela, por assim dizer, é menos provável que o Google direcione as pessoas para você. Isso pode levar seu site para as últimas páginas de busca do Google — aquelas que as pessoas raramente clicam.

Além disso, se você não seguir as práticas recomendadas de redirecionamento, o esforço e o investimento que dedicou na otimização do seu site podem ser perdidos na combinação. Os resultados da pesquisa orgânica são essenciais para as empresas atualmente. Por esse motivo é tão importante que você utilize o redirecionamento html nas suas estratégias de marketing. 

Quando se deve fazer um redirecionamento?

Como comentado anteriormente, os usuários ficam frustrados quando são direcionados a páginas quebradas, o que geralmente os afasta completamente de sua marca.

Uma página com link quebrado cria a aparência de que você não se importa com o tipo de informação que está colocando na web. Contudo, quando você usa o redirecionamento corretamente, o visitante nem percebe que foi levado para outra página. 

Os redirecionamentos de URL são muito comuns e podem ser necessários por vários motivos:

  • Movimentação ou exclusão de uma página;
  • Compra de um novo domínio
  • Atualização da plataforma CMS do site.

Abaixo, você confere algumas dicas sobre quando é necessário fazer o redirecionamento de URL.

Para redirecionar um subdiretório para uma página em seu site

O subdiretório é uma pasta dentro do domínio do site que serve como categoria.

Quando você criou seu site, pode ter decidido criar sua página de blog em um subdomínio do seu site. Então, em vez da URL do seu blog ser “meusite.com/blog”, você o transformou em “blog.meusite.com”.

Agora, você decidiu que faz sentido desligar seu blog da estrutura de subdomínio original. É o caso de um redirecionamento!

Eliminar páginas duplicadas

Se você tem um site grande ou antigo, é provável que haja mais de uma versão da mesma página. Desse modo, fica difícil para o Google descobrir qual página classificar, além de que conteúdo duplicado é ruim para o SEO. Neste caso, o redirecionamento de URL pode solucionar esse problema. 

Redirecionar múltiplos domínios para apenas um domínio

É comum que as marcas comprem domínios similares ao seu para “proteger” a presença digital e evitar concorrências. Portanto, em vez de deixar os domínios parados, você pode direcioná-los para seu site principal. 

Redirecionar um antigo domínio para o novo

Assim como no caso anterior, você pode ter decidido melhorar o domínio da sua marca ou simplesmente trocá-lo. Seja qual for o motivo, você precisará implementar o redirecionamento do seu antigo domínio para o novo. 

Redirecionar uma URL antigo para uma nova

Seja para melhorar o SEO ou atualizar conteúdo, às vezes, você precisa saber como fazer um redirecionamento de um site para outro ou alterar a URL de páginas e postagens existentes. Nesses casos, você também precisará fazer um redirecionamento, sobretudo se suas postagens mais antigas já estiverem indexadas nos mecanismos de pesquisa. Este método chama-se 301. Você confere mais sobre isso no tópico a seguir.

Quais são os principais métodos para fazer um redirecionamento?

Os redirecionamentos podem ser divididos em lado do servidor e lado do cliente. Ambos redirecionamentos podem ser implementados, mas tenha cuidado ao escolher, já que isso pode causar problemas no SEO. 

Um redirecionamento do lado do servidor é um método de encaminhamento no qual o servidor envia um código de status HTTP, com o código “3xx”, quando uma URL é solicitada.

A seguir, você confere os códigos mais comuns de status de redirecionamento do lado do servidor.

Redirecionamento 301

É o redirecionamento mais utilizado, pois é permanente. Ele acontece, em simultâneo, no navegador e no servidor, transmitindo a autoridade da URL existente e de seu SEO. Os portais de busca reconhecem esse redirecionamento e o indexam com facilidade, por isso ele é a melhor escolha para o SEO do seu site.

Redirecionamento 302

É temporário e deve ser utilizado nos casos em que existe um plano de retornar para a URL antiga. O redirecionamento 302 é ideal para situações de redesenho do site e condução dos usuários para outro domínio. Assim, você pode utilizá-lo enquanto fecha os detalhes ou quer fazer um teste A/B antes de se comprometer com uma versão nova.

Redirecionamento 303

O redirecionamento 303 só deve ser usado ​​para lidar com os envios de formulários em sites, pois garante que os visitantes não serão capazes de reenviar formulários ao usar o botão “Voltar” em seus navegadores.

Esse direcionamento indica que a solicitação de acompanhamento para o URL temporário deve ser feita usando o método GET HTTP. Por isso, ele não desempenha um papel no seu SEO.

Redirecionamento do lado do cliente

É um método de encaminhamento no qual o navegador do visitante lida com o redirecionamento. No entanto, esse método possui desvantagens, pois os buscadores podem não passar autoridade quando os redirecionamentos do lado do cliente são usados. 

Além disso,  esse tipo de direcionamento “quebra” o botão “Voltar”.  Ao tentar usá-lo, os visitantes serão imediatamente direcionados à URL para a qual foram redirecionados. Ainda assim, é importante descrever os dois principais tipos de redirecionamentos do lado do cliente.

Meta atualização

É um redirecionamento que funciona informando ao navegador para ir para a nova página, sem atualizar o servidor. Se, ao acessar um site, você recebeu uma mensagem de “a URL original foi movida”. Você está sendo redirecionado”, as chances são de que você vivenciou uma meta de atualização.

Os recursos de busca podem interpretar a meta atualização da mesma forma que o redirecionamento 301, sobretudo se a atualização durou menos de um segundo. 

JavaScript

É usado para instruir um navegador a carregar outra URL. Ao direcionar visitantes para a URL https://www.hostgator.com.br/blog/tag/marketing-digital/ utilizando esse método, ela ficaria assim, após ser renderizada: 

<script>window.location.replace(“https://www.hostgator.com.br/blog/tag/marketing-digital/“);</script> 

Como fazer um redirecionamento?

Agora que entendemos os tipos de redirecionamento, vamos enrendar como realizá-los no seu painel de controle da HostGator.

Em primeiro lugar, certifique-se que o domínio que deseja redirecionar esta no seu adicionado no seu cPanel.

Depois, você vai precisar acessar seu cPanel, e na barra de busca procurar por redirecionamento:

Após ter acessado a opção “redirecionamento” é hora de adicionar redirecionamento, no campo “Tipo”. Neste

Neste campo, vamos selecionar entre duas opções:

  • Permanente (301): como vimos anteriormente, ele é o mais utilizado e a melhor escolher para o SEO do site web;
  • Temporário (302): também como comentamos mais em cima, ele é utilizado nos casos em que se deseja voltar a URL antiga.

Já escolhemos o tipo de redirecionamento? Então vamos para o próximo passo.

Na opção https?://(www) é necessário selecionar o domínio que vamos redirecionar.

  • No campo “/” precisa ter em consideração se o domínio que irá ser redirecionado esta relacionado a uma pasta. Neste caso, é preciso insterir o nome da pasta relacionada ao domínio. Por exemplo: se o domínio for http://www.nomedodomínio.com.br/nomedapasta, complete o espaço com o nome da pasta.
  • Na opção “Redireciona para”, vamos inserir o domínio de destino, portanto, esta vai ser a página na qual o domínio que foi preenchido no campo anterior será encaminhado (é preciso usar: http:// ou https://)

Para finalizar, na opção “redirecionamento www”, será necessário escolher outra opção de redirecionamento.

Em “redirecionamento curinga”, somente será necessário optar se você deseja que todos os arquivos do domínio que será redirecionado também sejam encaminhados ao domínio de destino.

Más não parou por aí, preparamos um vídeo para te ajudar a entender como criar um redirecionamento de site na HostGator. Vem conferir!

Maneiras mais comuns de configurar redirecionamentos

As maneiras mais comuns de configurar redirecionamentos são por meio de configuração do servidor web ou sistema de gerenciamento de conteúdo (CMS). A principal vantagem da configuração por meio de CMS é a acessibilidade. Pessoas sem experiência em desenvolvimento ou administração de sistemas podem fazer redirecionamento normalmente. 

No entanto, a configuração por CMS tem várias desvantagens já que, quando há problemas com o CMS, os redirecionamentos podem parar de funcionar. Além disso, os redirecionamentos são mais lentos, pois o CMS precisa ser carregado para cada redirecionamento. 

Redirecionamentos configurados dentro do CMS e ao nível do servidor da web podem coexistir, levando a confusão e erros. Portanto, é sempre recomendável configurar redirecionamentos de URL em seus servidores da web e só usar redirecionamentos CMS quando não houver outra maneira adequada de redirecionar URLs.

Como você percebeu, com um pouco de conhecimento e experimentação, você pode utilizar redirecionamentos para ajudar seus usuários e os buscadores a encontrarem as páginas corretas do seu site.

Esperamos que este conteúdo tenha ajudado!

Assine a nossa newsletter! Receba conteúdos como este no seu e-mail 🙂